Conversa de manos!

Na casa de banho, o Alexandre quer fazer xixi sem o irmão estar lá a chatear e diz: sai, Afonso. Eu tenho direito à minha publicidade!  E eu ri tanto baixinho! Depois eu expliquei a diferença entre publicidade e privacidade!

Atolada em trabalho

E o pior é que me trocaram as voltas e o trabalho da semana que vem e não sei como é que vou conseguir fazer tudo o que tenho de fazer, a trabalhar directamente com o meu chefe, e ao mesmo tempo ir às 2 festas de Natal das escolas, sendo que uma delas é às 14h, mais a festa do piano... Isto tudo a entrar às 8h30 e sem hora de saída... Esta semana iria calhar-me na semana seguinte, mas houve umas mudanças na equipa e calhou-me a fava!! E na segunda feira o meu marido vai para fora em trabalho e tem de sair de casa antes das 8h e o filhote grande só pode entrar na escola às 8h45m, que nunca precisámos do prolongamento da manhã e não est inscrito, e eu tenho de deixar os mais pequenos até às 8h15 na creche para chegar a tempo à primeira reunião da manhã... Havemos de arranjar uma solução... 

Há anos que o filhote grande não dormia a sesta...

Mas hoje à tarde depois do ben-u-ron insisti com ele, enfiei-o na cama dele com o estore a meio, sem televisão nem distracções e ele caiu redondo. Dormiu quase 3 horas e só acordou quando o mano Afonso chegou a casa. Ele está com uma virose qualquer, nada de grave, mas o importante é descansar bastante, muita cama, e mantê-lo bem hidratado... E ver como passa a noite e se amanhã já está bom para ir para a escola, que é dia de ficha de avaliação. Mas só vai se estiver bom, hoje já faltou à ficha de matemática e eu acredito que depois a professora arranja um tempinho para ele e outros que também estejam doentes estes dias fazerem as fichas.

Por isso é que ele é criança e eu estou quase nos 40

O meu filho mais velho está saturado de estar na cama a ver bonecos e a beber chá, tentando recompor-se da febre que não voltou mais... Eu dava tudo para largar o computador e passar um dia inteiro na cama a ver televisão sem ninguém a chatear-me... 

Uma boa notícia para as famílias numerosas!

Novos preços no segundo dístico da Emel para os residentes em Lisboa que tenham 3 ou mais filhos. Vejam a notícia aqui, na página da APFN!

A febre voltou à noite em força

E tenho o filhote grande de molho em casa a mimo, ben-u-ron e chá de mel, gengibre e limão... Não estava nada a contar com isto, ele ontem depois parecia tão bem disposto. Mas deve ser uma virose qualquer já que a garganta, os ouvidos e a auscultação estavam bem. Está enfiado na minha cama a ver bonecos e eu tenho muito trabalho em atraso para despachar, e amanhã já não posso ficar com ele porque tenho uma reunião que começa às 9h e não tem hora para acabar... Ou seja, amanhã se for preciso ficar em casa entra o pai ao serviço. Como eu tenho esta facilidade de trabalhar a partir de casa sou quase sempre eu que seguro as pontas quando há doenças, mas amanhã e sexta não posso mesmo. E o pai já se organizou nesse sentido. 

Estou em estado de choque!

Já viram esta porcaria no Canal Biggs??? Estou em estado de choque!! Obrigada, Maria, pela denúncia! É um atentado! Andamos a educar os nossos filhos o respeito pelo corpo, pelo corpo do outro e depois há este tipo de programação?!! Isto é vergonhoso! Eu deixo ver bonecos, tenho alguns canais bloqueados, mas este não estava... e já está! Claro que depois sou a chata da casa, a chata de serviço, mas é mesmo preciso estarmos atentos a tudo. Não basta bloquear os canais para adultos, são os canais infantis que mostram lixo e porcaria aos nossos filhos! 

Consulta dos 10 quase 11 meses no centro de saúde

Correu lindamente, como eu já esperava pelo que conheço bem a USF, as enfermeiras e o médico de família! Primeiro a princesa foi vista pela enfermeira que pesou, mediu, perguntou coisas sobre hábitos de alimentação, sono e higiene e depois foi vista pelo médico de família, que a observou com todo o cuidado e atenção, sob o olhar atento do mano mais velho que estava febril na escola e o fui buscar. A Francisca está óptima, continua pequenina e magrinha, mas toda proporcional e com todas as competências que se esperam na idade dela. Vamos começar a diversificar cada vez mais a alimentação dela, dando-lhe a provar da nossa comida, que tem pouco sal e apenas azeite. E já fazia isso porque quando jantamos ela está ao nosso lado, na sua cadeira, e vou-lhe dando uns bagos de arroz, umas ervilhas, um pedacinho de frango... e ela adora a nossa comida. (O filhote mais velho foi também simpaticamente observado e não tinha nada aparente, até já estava bem disposto... cá para mim a febre foi dos nervos da primeira ficha...)

Festas de Natal vezes 3!

Já não sei para que lado me virar e como é que vou conseguir preparar tudo o que me pedem para as três festas de Natal. Entre roupas específicas e enfeites para as escolas e para as próprias festas... tudo vezes 3, não sei se dou conta do recado! Que azáfama! E a festa do filho mais velho que é às 14h!!! Não sei... Vai haver uma semana em que tenho 2 festas de Natal (vá lá que os mais novos a festa é a mesma), mais o concerto de Natal da escola de piano para ver o meu amor actuar, mais o desfile de Natal... E tenho que trabalhar no meio disto tudo... A sorte é que lá vou gerindo e trabalhando à noite, depois de os deitar. Mas sinto a cabeça a estalar com tanta festa e actividade! (Nota: felizmente tudo o que tenho de comprar de roupas para os teatros de Natais são coisas normais e simples, que depois ficam como collants azuis escuros para a pequenina ou t-shirt preta para o mais velho... Menos mal, que não gosto de gastar dinheiro em inutilidades).

Hoje é dia de consulta no Centro de Saúde...

... É consulta de rotina com o médico de família - decidi que vou alternando as consultas com o pediatra com as do médico de família - e calha bem porque recebi agora uma mensagem da escolinha a dizer que a minha Patanisca está murcha e com pouco apetite... Ela estava tão bem. Passou um fim de semana super bem disposta, comeu bem, brincou e dormiu bem, sim, porque esta noite dormiu das 22h às 3h30, bebeu o biberão que o papá deu (a minha única intervenção é pegar nela quando acorda a pedir o leite e ficar a dar beijinhos até o pai viver com o biberão) e dormiu até às 8h... sem interrupções! Está mais uma menina com o síndrome pés mãos e boca na salinha do berçário e espero que a Francisca não fique doente outra vez... É que amanhã e quarta tenho reuniões e tenho mesmo de estar no escritório... 

Vamos ajudar a Associação Mercado dos Santos

Lembram-se deste meu post? Se puderem não deixem de ajudar esta Associação que apoia crianças e famílias em dificuldades, muitas delas em situação de doença oncológica... 

As primeiras fichas de avaliação

O meu filho grande do meu coração tem esta semana as primeiras fichas de avaliação: português, matemática e estudo do meio. Quando há uns dias anunciou estas fichas vinha um bocadinho apreensivo sem saber o que significavam. E eu, na altura, decidir pôr o foco toda na professora e expliquei que as fichas serviam para a professora perceber se tem explicado bem a matéria e se os meninos perceberam tudo o que ela ensinou. Disse-lhe que é a maneira da professora saber se ela está a conseguir ensinar-vos tudo o que vocês têm de aprender... E assim, sem grande pressão em cima dele, ele está no 1º ano, fizemos durante o fim de semana, e entre festas de aniversário, a revisão da matéria dos livros, os TPC e mais umas fichas que o meu marido arranjou. Não foi totalmente pacífico, principalmente com o pai que ficou com o português e a matemática, mas a estudo do meio correu bem e ele aprendeu bem as noções e os conceitos ensinados. Agora é não se distrair e fazer o que sabe...  E começa uma nova etapa, a das avaliações...  

Por aqui, estamos no bom caminho a ensinar a Francisca a dormir

Ainda acorda uma vez por noite para beber um biberão, mas o resto do tempo tem dormido bem e descansada. Hoje voltou a ir para a cama acordada, chorou uns 10 minutos, comigo a entrar e a fazer shhhh ou a pôr a chucha e ficou a dormir. É urgente orientar esta menina para dormir. E o mesmo se passa com o mano Afonso, que nas últimas duas noites esteve lindamente e dormiu a noite toda sem interrupções... Eu e o meu marido andamos bem mais descansados, estas últimas 3 noites já foram muito melhores. E faz toda a diferença! Acho que estamos no bom caminho.

Coroa do Advento

Este ano, a pedido do filho mais velho, improvisámos uma Coroa do Advento e todos os domingos do advento acendemos uma vela... Não cumprimos todos os requisitos da coroa, mas temos as 4 velas, uma por cada domingo e estão numa base redonda... E juntei o presépio... 


Não é uma coroa verdadeiramente dita, mas o importante é os miúdos irem percebendo que a cada domingo, que vamos à Missa, quando regressamos acendemos a vela da nossa coroa... E assim percebem que estamos a chegar ao Natal... 

Calendário do Advento!

Este ano não fiz calendário do advento por falta de tempo e alguma preguiça, confesso. Mas o pai cá de casa tratou do assunto. E claro, tem sido um mega sucesso! Nos dias pares abre o mais velho nos dias ímpares abre o mano, e assim não há discussão!

Uma aventura com o carro novo!

Recebemos o carro novo e o Afonso está deliciado com o Citroen, ele que já era fã do Smart ficou encantado com o novo carro! Acho que é do tamanho, super mini! 
Já eu, ainda me estou a habituar a um carro tão pequena. Estou super habituada à minha 7 lugares Grand Scénic, não só à altura, mas a todas as comodidades a que já me habituei! Já não sabia o que era ter de pegar na chave para abrir a porta do carro e dar à chave para por o carro a trabalhar, já não sabia o que era trancar um carro ao sair, já não sabia o que era ter um travão de mão, já não sabia o que era não ter pi-pi-pi para avisar da marcha atrás, nunca soube o que era não ter isofix e ter de prender o ovo com o cinto... Enfim... Este é o segundo carro, substituto do Smart onde a Francisca não podia ir porque tínhamos de pagar pequena fortuna para desactivar o airbag, e é o carro onde cabem os três filhos e um de nós... E hoje tinha de ir ao Continente e o Afonso pediu para irmos no Citóéne como ele diz. E lá fomos. Eu ainda um bocado a habituar-me à condução, que é bastante diferente... Confusão gigante no parque do Colombo e ao regressar das compras, com a Francisca já exausta, mais os sacos e o Afonso pela mão e o carrinho e procurar a chave do carro (de facto, é uma maravilha o sistema de cartão da Renault em que o cartão vai guardado na mala e abre as portas e liga o carro por aproximação)... e... Perdi o cartão do parque, já pago com as 2 horas continente. Revirei tudo! A Francisca chorava com calor e fome, eu despia o casaco e quase que começo a chorar de pânico, o Afonso a cantar o Brilha, Brilha a Estrelinha para a mana e a dizer: vamos ficar horas aqui, não é? Não foi! Tive de dar 20 voltas e ir ao piso -1 ao Apoio ao Cliente, parei em 4 piscas, agarrei nos miúdos e fui implorar ajuda. A senhora foi super atenciosa, ela percebeu os meus nervos e deu-me uma segunda via... A parte engraçada foi ela a pedir a matrícula, e eu não sabia e não tinha levado os documentos... Eu ia só com a Francisca e ia no meu carro... Mas o Afonso pediu e como o irmão ia ficar a fazer trabalhos de casa com o pai achei uma boa ele ir para haver mais sossego... Enfim... A senhora lá foi ver o carro e tirar a matrícula e deu-me uma segunda via do cartão... E nós viemos finalmente para casa... 
P.S: há uma vantagem num carro tão pequeno: eu consigo virar-me e pôr a chucha à Francisca, com sorte até lhe consigo pôr os sapatos... :-)))

Hoje voltou a adormecer ao meu colo!!

Hoje a Francisca voltou a adormecer ao meu colo enquanto bebia o biberão. Eu ainda falei com ela, ainda a tentei despertar, mas ela estava ferradinha no sono... Era isto que acontecia, primeiro a mamar e depois com o biberão... Vamos ver como corre a noite... 

Festas, festas e mais festas infantis!

As festas de anos infantis fazem definitivamente parte da minha vida! Às vezes tenho a sensação que não faço mais nada nos fins de semana. Esta semana foi uma no feriado, outra hoje e outra amanhã... Os meus filhos adoram, principalmente o mais velho, e eu tenho alinhado sempre em levá-los, a não ser quando não podemos e ir às festas dos amigos é sempre motivo de grande alegria! No feriado fomos a uma festa de um amigo da antiga escola e ele adorou rever os amigos. Hoje, levei-o a uma festa de um amigo da nova escola. Não conhecia o espaço, a Dotylandia, e achei bastante arranjado e organizado e ele adorou. E a Francisca e o Afonso ficaram no espaço baby super divertidos. 


Eu fiquei porque como ele só foi a metade da festa (tinha catequese) não me compensava ir e vir do Prior Velho... E como era a primeira festa de um amigo da escola nova também queria aproveitar para conhecer... Eram poucos meninos e eu não estranhei muito não conhecer as caras dos pais, apesar de achar que até já os conhecia quase todos, nem que seja de vista. E quando vimos no carro a caminho de casa, ele diz-me que este menino não é da sala dele: oh, mãe! Eu tenho amigos em várias turmas! E eu pensei: que bom! E estou tramada! Não me bastam as festas dos amigos da antiga escola, os amigos da turma da escola nova, os primos e os filhos dos nossos amigos... Ainda temos as festas dos meninos das outras turmas!! Vamos ter de começar a ser mais selectivos... é que ainda há as festas dos amigos do Afonso e hão-de começar depois as festas da Francisca!!! Socorro!

Hoje o deitar já foi mais tranquilo

A Francisca bebeu um bocadinho do biberão, arrotou, eu dei-lhe um beijo e deitei-a na cama. Começou logo a espernear. Eu fiquei por ali a fazer shhhhh. Ela chorava. Eu ajeitei-lhe a chucha e fraldinha. Ela punha-se de pé a gritar. Eu ajudei-a a deitar, pus-lhe novamente a chucha e saí. Foram uns 15 minutos... Muito melhor do que ontem. É a habituação a esta nova fase em que vai acordada para a cama. Eu não a embalava, como posso ter dado a entender, ela é que adormecia sempre ou a mamar ou recentemente a beber o biberão e eu não a despertava e deitava-a na cama a dormir... Agora como bebe menos leite, não adormece e eu ponho-a na cama com ela acordada... E eu tenho fé que em poucos dias ou semanas ela aprenda a reconfortar-se e a dormir sozinha. E depois terei de a passar para o quarto dos irmãos... 

Uma noite quase perfeita!

Depois de a ter deitado com choro e lágrimas dormiu das 22 até às 4 da manhã, de seguida. Optei por não lhe dar o biberão da meia noite, já que ela estava a dormir tão bem. Quando acordou às 4 da manhã dei colo enquanto o pai foi preparar o biberão. Bebeu o leite com o pai e acordou às 9 da manhã! 

Para não ser só choro e noites mal durmidas

Venho contar que a minha princesa já dá turrinhas maravilhosas... E depois ri-se e lá vem mais uma turrinha. E sorri com os 6 dentes que tem na boca. É como diz o meu marido: de dia é a miúda mais querida, gira, fofa, simpática e maravilhosa do mundo... Um doce como nunca vi. Mas depois  à noite come de 3 em 3 horas como um recém-nascido e é um castigo para dormir. Este último mês, então, tem sido um martírio. Só espero que esta fase termina a bem da minha saúde mental! E ups... Lá fui eu parar outra vez ao mesmo tema...

Fumei o meu último cigarro faz hoje 2 anos!!

Pois foi. Na véspera da minha operação. E até hoje. 2 anos!!

Estou a ensinar a Francisca a dormir sozinha...

... E não é nada fácil. Primeiro adormecia a mamar, depois passou a adormecer ao biberão e agora estou a tentar que ela adormeça sozinha na cama dela para quando acordar a meio da noite se consiga reconfortar e adormecer sozinha... Foi uma hora de choro e de gritos, mas eu fiquei lá ao lado da cama, a fazer shhhhhh e a dar festinhas... Vamos ver como corre esta noite, já que tem sido cada uma pior que a outra... Estava tão desesperada na noite passada que só pensava que se tiver de ser novamente operada (sinto dores e sintomas de endometriose, como tive no passado. E faz amanhã 2 anos que fui operada pela última vez, e ou muito me engano ou a maldita endometriose voltou) ao menos posso dormir dia e noite enquanto estiver internada, numa espécie de cura de sono. Podem imaginar o meu desespero... 

A hora da mãe com companhia especial

A hora de natação do meu filho mais velho é o que eu chamo a hora da mãe, porque geralmente sou eu e um livro, e ora leio ora vejo o meu campeão a nadar. Mas hoje o Afonso quis muito ir e lá fui com os meus rapazes. E soube bem a companhia do meu filhote, que estava super entusiasmado, vibrava e até bateu palmas quando o mano mergulhou da prancha!


DIY Pai Natal... e o malabarismo da mãe!


Entre a virose e o choro da Francisca, porque a porcaria das aftas dão dor e febre e ela está super incomodada e nem sequer consegue segurar a chucha, ainda tenho o meu trabalho para fazer, em casa, é certo, mas tenho de me conseguir concentrar e sentar ao computador para escrever... No meio disto, ainda temos um trabalho para a escola do filho mais velho... E temos de fazer um Pai Natal reciclado, em família e que não envergonhe a nossa criança... E pus-me para aqui a pesquisar ideias. As imagens são retiradas da Internet.










Síndrome mão-pé-boca

A noite foi má com a Francisca com febre e muito, muito chorosa. Percebia-se que ela estava com dores. Não comeu de manhã nem quis o leite e não hesitei. Fui com ela à urgência, desconfiando que a Francisca podia ter apanhado na creche uma virose muito chata, chamada síndrome mão-pé-boca. E confirmou-se, quando lá cheguei a boca dela já estava cheia de aftas... 

E para quem não sabe, o que é isto da Síndrome mão-pé-boca... "É uma doença altamente contagiosa, causada pelo vírus coxsackie, mais frequente em crianças, principalmente abaixo dos 5 anos de idade, embora também possa afetar os adultos. Geralmente, os sintomas da síndrome mão-pé-boca só surgem após 3 a 7 dias da infecção pelo vírus e incluem febre superior a 38ºC, dor de garganta e falta de apetite. Após 2 dias do surgimento dos primeiros sintomas, aparecem aftas dolorosas na boca e bolhas dolorosas nas mãos, pés e, por vezes, na região íntima, que podem coçar. O tratamento da síndrome mão-pé-boca deve ser orientado pelo pediatra ou clínico geral e pode ser feito com remédios para a febre, anti-inflamatórios, remédios para a coceira e pomadas para as aftas, de forma a aliviar os sintomas. O contágio da síndrome mão-pé-boca ocorre através da tosse, espirros e saliva, do contato direto com bolhas que tenham estourado ou fezes infectadas, principalmente durante os primeiros 7 dias da doença, sendo que mesmo após a recuperação, o vírus ainda pode ser transmitido através das fezes durante cerca de 4 semanas.

O tratamento da síndrome mão-pé-boca deve ser orientado pelo pediatra ou clínico geral e pode ser feio com remédios para a febre, como o Paracetamol, anti-inflamatórios, como o Ibuprofeno, remédios para a coceira, como anti-hiatamínicos, gel para as aftas,  ou lidocaína, por exemplo.
O tratamento dura cerca de 7 dias e é importante que a criança não vá à escola ou à creche durante este período para não contaminar outras crianças. 
Os sintomas da síndrome mão-pé-boca, geralmente, aparecem depois de 3 a 7 dias após a infecção pelo vírus e incluem:
  • Febre acima dos 38ºC;
  • Dor de garganta;
  • Falta de apetite;
  • Dor de cabeça;
  • Aparecimento de aftas na boca e bolhas nas mãos, pés e, por vezes, na região íntima 1 ou 2 dias após o aparecimento dos primeiros sintomas.
O diagnóstico da síndrome mão-pé-boca pode ser feito pelo aparecimento das aftas e bolhas nas mãos e pés da criança." Informação retirada daqui.
É esperar que passe e dar muito colo e muito mimo! 

E quando o telemóvel toca e é da creche!

Fico sempre em stress quando vejo que me estão a ligar da creche ou da escola do mais velho. Nunca são boas notícias, felizmente também nunca recebi notícias horríveis, mas a verdade é que fico sempre em suspenso até ouvir o que a educadora tem para dizer. Hoje era a educadora da Francisca a pedir para a ir buscar. Acordou da sesta cheia de febre. Fechei o portátil, enfiei-o na mala e saí para ir buscar a minha boneca, que está ranhosa e chorosa. É a primeira baixa da época, se bem me lembro, e é a primeira vez que a minha princesa fica doente desde que anda no berçário, já há meses. Mimo, ben-u-ron e colo é, para já, o que ela precisa. Vamos ver como corre a noite. Lá na creche anda novamente o vírus pés, mãos e boca... Esperemos que não seja isso, que é horrível! Lembro-me bem do que o Afonso sofreu quando apanhou essa maldita virose e eu tive de ir para fora de Lisboa, em trabalho, com o coração apertado... Se a Francisca passar mal a noite amanhã vou com ela à urgência para ser observada, porque sinto uma ligeira pieira e estes filhos são todos propensos a infecções e complicações respiratórias. Tenho a sorte de poder ficar por casa a dar colo à minha menina, trabalhando nos intervalos que ela me der... 

É isto vezes 3!!!


A minha filha continua sem dormir à noite...

... e eu estou mesmo a passar-me de cansaço. Passo a noite a pôr-lhe a chucha, a dar-lhe o biberão... Tenho a sensação de que esta noite acordou de hora a hora... Eu deito-a com um biberão entre as 20h30 e as 21h e ela dorme ferrada até por volta da meia noite, hora em que acorda e bebe novo biberão... Depois já não dorme tão profundamente até por volta das 4 da manhã, hora em que bebe novo biberão... e depois dorme melhor até às 7h... Se andar por aí alguma especialista do sono que nos queira ajudar, eu agradeço. O que estamos a fazer mal? É a Francisca continuar no nosso quarto? Mas não a mudei ainda para o quarto dos irmãos para ela não os acordar...  O que aconteceu hoje, quando acordou o Afonso, mesmo em quartos diferentes. Esta noite só me apetecia chorar de desespero... E depois acordo cansada e mal humorada. Nem é tanto ter sono, é um cansaço e um mau humor desgraçado... Sinto-me mesmo exausta. 

E a Catequese, como correu?

No sábado foi dia de catequese. E lá o levei. Ia envergonhado, mas eu tranquilizava-o dizendo que muitos dos amigos e amigas da escola nova andavam ali na catequese - uma coisa boa de estudar no bairro onde se vive é que depois os amigos também vivem por aqui, frequentam os mesmos sítios... - Deixei-o na igreja e fui com os pequeninos levantar o bolo do pai, que estava encomendado. Voltei uma hora depois e ele estava satisfeito. Gostou do catequista e no dia a seguir tínhamos de ir à missa das crianças, que é preparada pelos meninos da catequese. Na catequese só tinha havido um senão... não tinha levado o catecismo nem o estojo... Ups, culpa da mãe, mas quando o inscrevi na secretaria da igreja bem me podiam ter dito, não? Não é grave e para a semana esta questão estará resolvida. E eu voltei a ir à missa. Levei só a Francisca que se portou muito bem e sempre atenta ao coro, tão querido e afinado, cantado por vozes de crianças pequeninas... O meu filho ainda me perguntou se também podia ir para o coro. Eu disse que sim. Mas ele depois disse que preferia ouvi-los cantar. Está bem! E no 1º Domingo do Advento começámos a preparar o nosso Natal de forma mais católica e mais praticante. Não lhe impus nada, deixei-o escolher... e acompanho-o nas suas escolhas. E o Domingo correu tão bem... Senti-me mesmo em paz. 

Alegria em estado puro!

Este cavalinho que uma amiga minha me passou do filho dela para o meu filho mais velho tem feito as delícias das crianças cá de casa. Ontem foi a estreia da Francisca e haviam de ouvir as gargalhadas! Adorou! Na fotografia, o mano grande atraído pelo riso da mana veio espreitar e quis ser ele depois a ajudar. Uma festa!! Está a deixar de ser bebé e a começar a ser menina!!

Este post é para a Padaria Portuguesa...

Não sei se é em todas as Padarias Portuguesas, mas ou eu tenho pouca sorte ou nunca consegui ir a uma Padaria Portuguesa que tivesse uma casa de banho com muda fraldas. E é tão, mas tãoooooo chato! Não há nada pior do que ir lanchar, precisar de mudar uma fralda e não ter onde! Eu que vou no terceiro filho e que sou bastante despachada já por mais do que uma vez consegui fazê.lo juntando duas cadeiras e sem ninguém se aperceber... Mas é chato para mim, para a minha filha e para quem está na padaria e que não tem de levar com o cheiro a cocó na fralda!! Sei que o espaço é curto, é preciso rentabilizar mas há que pensar nos clientes... E também podiam ter casas de banho para pessoas com mobilidade reduzida! É que além de um bebé, ontem também levei a minha sogra que está em cadeira de rodas e também não conseguiu ir à casa de banho... Têm padarias em todas as esquinas, tanto sucesso, podiam ter mais atenção e cuidado! Fica o pedido!

Ainda não foi desta que os levámos à neve...

Havia previsões de chuva e decidimos ficar por cá este fim de semana em festejos pelos anos do pai. E foi tão bom. Entre almoços, jantares, família e amigos houve muito boa disposição! O almoço foi no Hard Rock Café em Lisboa e correu muito bem, tanato para os adultos e éramos imensos com todos os irmãs, cunhados e cunhadas quer para os miúdos, que eram 10, e que estiveram sempre animados e tiveram direito a pinturas faciais... O bolo, levado por mim e o preferido do maridão! Que delícia que estava!

No sábado, decidimos levar os miúdos a jantar connosco e alguns amigos muito próximos. O jantar foi de risota pegada (oh, meu Deus e o restaurante eram só casalinhos em date romântico e nós éramos um grupo tão animado...), os meus filhos estavam delirantes por estarem a jantar fora na festa do pai. Mas o momento alto foi quando íamos cantar os parabéns sem bolo... Sim, não levei bolo para o jantar, achando que no restaurante tailandês onde fomos haveria bolo. Não havia e íamos só soprar as velas para os miúdos. O Afonso começa a chorar: não se pode cantar parabéns sem bolo! Onde havia um bolo àquela hora...? Já estava tudo fechado... Chovia torrencialmente... E agora???
Delicioso cheesecake do MacDonald's da Praça de Londres! Mais uma risota pegada, mais animação! Os miúdos em delírio total e o meu marido chega aos 42 anos e sopra as velas no MacDonald's! Estava praticamente por nossa conta e as poucas pessoas que lá estavam juntaram-se ao coro de parabéns! E sabem daqueles fins de semana mesmo bons? Foi o que passou! 

Os pais precisam de namorar!

E esta noite lá fomos os dois. Fomos de mãos dadas, apanhámos o metro, corremos para apanhar o metro e até nos enganámos no sentido. Rimos, conversámos, namorámos... Tudo graças à nossa querida S. que trabalha cá em casa e é o meu braço direito e que se ofereceu para prolongar as horas para nós irmos jantar foraTem de ser, dizia ela. Os casais têm de namorar. E lá fomos. Confesso que me custou um pouco aceitar esta oferta porque a nossa S. ao fim do dia já tem muitas e muitas horas de trabalho em cima, aqui em casa e em casa de uma prima minha, mas ela insistiu e era de coração. E nós aceitámos porque os miúdos adoram-na e sabemos que eles ficam bem. Antes de sairmos, o filhote mais velho veio-me dar um embrulho e disse: para abrirem no restaurante! ❤️ 



E temos de fazer isto mais vezes, porque soube mesmo bem... 

Fui a correr à Black Friday do Colombo e sobrevivi!

Mas não foi fácil. Mas valeu a pena. Eu odeio confusões e multidões, mas às 10h estava no Colombo e comprei coisas muito boas para mim. Sim, hoje as compras foram quase todas para mim, que quase não tinha roupa e que acabo sempre a comprar para os miúdos que precisam mais. Mas hoje não e estou contente! Para eles só trouxe umas luvas de neve (sem estarem em saldos!!!!!!) e para a princesa umas carneiras lindas e fofinhas! Também comprei dois presentes de natal que ainda faltavam... Mas quem quiser lá ir agora, sei de fonte segura que está o inferno na terra! Mas posso dizer-vos de fonte também segura que amanhã e domingo todo o El Corte Inglês vai estar com 50% de desconto directo em todos os brinquedos!

Queria tanto mostrar a neve aos miúdos

Este fim de semana é especial! O maridão faz anos e tem uns dias de férias para gozar e eu gostava muito de aproveitar para ir mostrar a neve aos miúdos! A Serra da Estrela está coberta de branco e era o momento perfeito para irmos até lá!

A única chatice é mesmo as estradas estarem sempre cortadas, fenómeno que acontece todos os anos... 
Mas eles iam delirar... Pelo sim pelo não o meu portátil do trabalho hoje segue comigo (uma das grandes vantagens do meu trabalho é que posso fazê-lo no escritório, em casa ou onde eu quiser...) e amanhã depois do almoço de anos em família logo decidimos se nos fazemos ou não à estrada!!! Para mim o único senão seria o filhote mais velho faltar na segunda feira, mas seria apenas um dia... E por uma boa causa!

E a adolescência como será?

Não devemos antecipar problemas, mas às vezes dou por mim a tentar imaginar como será ser mãe de 3 adolescentes... e confesso que me tremem as pernas!! Só espero estar à altura quando chegar o momento... É que já há situações, que dos seus 6 anos, me parece um pré adolescente e eu só me pergunto: como é que vai ser a verdadeira adolescência??

Um presente solidário para este Natal



"Porque são 365 dias solidários com as crianças e adolescentes com cancro, tratadas e acompanhadas no Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil. 

Doze meses marcados pelos textos de doze grandes personalidades portuguesas, que dão conta de uma memória marcante, que fez a diferença no seu percurso pessoal e na sua dádiva aos outros. Ilustrados pelo pintor João Vaz de Carvalho, que ofereceu o seu enorme talento a este projeto solidário. 

Textos presentes na agenda: 

Marcelo Rebelo de Sousa - «O choque da desigualdade»
Nuno Markl - «O meu primeiro "ato público""»
Elvira Fortunato - «Tornar a ficção em realidade»
Clara de Sousa - «As palavras desconhecidas»
Margarida Pinto Correia - «O poder de transformar»
Boss AC - «Quando preciso de me encontrar»
Sandra Correia - «A noite dos milagres»
Afonso Cruz - «Para o sótão e mais além»
Victoria Guerra - «As palavras do meu pai»
Prof. Sobrinho Simões - «Entre os seus, até ao fim»
Marisa Matias - «Um encontro para a vida»
Catarina Furtado - «Em nome das mães»"

"Aqui não há meninos ricos nem pobres. São todos iguais."

"Aqui não há meninos ricos nem pobres. São todos iguais." Estes meninos são os que estão no IPO de Lisboa. E no meio destes meninos está a filha dos nossos queridos amigos, a menina que já completou o 4º ciclo de quimioterapia e que luta contra um neuroblastoma com todas as suas forças e com a alegria e a boa disposição que só as crianças felizes têm.  E espero que a visita de ontem que Marcelo Rebelo de Sousa fez ajude a que se tomem medidas para mudanças e os apoios necessários, que eu aqui já tinha falado... É preciso dar todo o apoio a estes pais para que eles só tenham que se concentrar em amar os filhos, ajudá-los na doença e cuidar de outros filhos que possam ter... Já bem basta a doença dos filhos a roubar-lhes o sono, os sorrisos, a paz... Que as contas a pagar não sejam uma preocupação e que o desemprego não seja uma consequência óbvia! 

E a noite de hoje?

Biberão à meia noite e meia, com a princesa a dormir, e depois acordou às 5h15. Novo biberão e queria festa. Vi a minha vida andar novamente para trás... Mas lá a consegui adormecer e dormimos até às 7h30... Mas voltámos a quebrar o sono... 

Esta noite tentei trocar-lhe as voltas...

Ontem à noite troquei as voltas à Francisca porque preciso desesperadamente de dormir à noite! Decidi voltar a experimentar o biberão da meia noite antes de me deitar. (Já o tinha feito há uns tempos, mas ela irritava-se de ser acordada - como eu a entendo - e não bebia nada e Às vezes gritava e acordava. Mas ontem foi pacífico. Não bebeu grande coisa, dos 210ml que eu tinha feito bebeu 60ml, mas aguentou-se até às 6h15 da manhã... Nada mau. Vamos ver... Ela está a caminho dos 11 meses e eu preciso desesperadamente de me deitar na cama e dormir até de manhã!!!! Claro que isto é um utópico porque o Afonso ainda acorda para fazer xixi ou com o xixi já feito, mas se a Francisca dormir já é um avanço... 

Promoção brinquedos!!

Aviso ao Pai Natal e a todas as Mães Natal que por aqui andam: Até 28 de Novembro leve 3 pague 2 em brinquedos no Continente. O mais barato fica de borla. Não é aplicável a consolas e bicicletas... Eu já lá fui e compensa bastante! Pelo menos no meus caso com 3 filhos, 7 sobrinhos pequenos e alguns filhos de amigos mais próximos... No ano passado não apanhei esta promoção e fez diferença no valor total gasto, em comparação com o ano anterior onde tinha usufruído deste desconto. 

Estou rendida a esta série

Amei o 1º episódio, adormeci no 2º e tenho de o rever, mas não hoje ou corro o risco de adormecer... e a culpa é só minha, que ando com sono. A séri é brutal. Chama-se The Night Of e só tem 8 episódios, o que garante que a vejo toda do princípio ao fim que é coisa que eu gosto. Brutal.

A primeira reunião com a professora primária do mais velho

Pedimos uma reunião com a professora do filhote mais velho para conversar um bocadinho, saber como é que ele estava, como aprende, como se comporta... Ouvir a professora e reforçar-lhe que estamos atentos e disponíveis para o que for preciso. A reunião correu muito bem e não só ficámos descansados e contentes porque tudo o que nos foi dito, era o que já esperávamos ouvir, nós sabemos bem o filho que temos em casa e sabemos que tem tanto de inteligente e participativo, como de falador e portador da espécie "bicho carpinteiro". E não, não é hiperactivo, é enérgico e é uma criança que ainda está a adaptar-se ao estar sentado tanto tempo. Mas além da parte pessoal, gostámos novamente da professora, que tínhamos conhecido no início do ano e com quem falámos nas primeiras semanas de aulas, quando o levávamos à sala de aula, já que depois não é permitido. E gostámos de conversar com ela, da serenidade dela, gostámos de saber das visitas de estudo, do projecto da matemática e das ciências que é feito ao nível do agrupamento e que depois a professora desenvolve com exemplos, casos concretos do dia a dia. Gostei da motivação da professora, do que ela faz para os entusiasmar, para os ensinar com métodos mais perto da realidade multimédia dos miúdos. Gostei de saber que é uma boa turma, super participativa e com pais atentos e disponíveis. O meu filho está perfeitamente integrado, está feliz, está a aprender e a fazer amigos... Ah, um pormenor da reunião: o meu marido levantou a questão dos palavrões e disse à professora tudo o que o nosso filho já aprendeu nos intervalos com os mais velhos e alertou-a para todas as dúvidas e baralhações que vão naquela cabeça entre sexy, sexo e o calão... Nós vamos explicando em casa o que ele nos pergunta, mas achámos bom que a professora soubesse (e muitas das coisas eles já lhe tinham perguntado, olhando-a como figura maternal) que eles estão curiosos com o corpo, que estão em fase de descobertas e precisam de orientação e de quem lhes explique o que for para explicar. E ela sempre em sintonia com a conversa e dizendo que vai reforçar algumas ideias, alguns valores relacionados com o corpo humano, a reprodução... Nós escolhemos o que achamos melhor para os nossos filhos, mas não controlamos a professora que lhes calha, a turma, os colegas... e é bom quando tudo parece funcionar bem. E quando há boa comunicação casa/ escola tudo fica mais fácil. E quando temos tudo isto numa escola pública do outro lado da rua, é ouro sobre azul! E uma mãe fica descansada. Claro que podem surgir problemas, já houve uma chatice no início do ano com um coleguinha da sala, mas se estivermos atentos, se tivermos um professor que se preocupa, que nos ouve (aos pais), que cativa a confiança e a cumplicidade dos miúdos é tudo mais fácil. 

Madrugada...

A minha filha acordou Às 4h30 para o biberão da madrugada e depois decidiu não dormir mais. E quando a deitávamos na cama, gritava e esperneava. Acordou o Afonso que veio para a nossa casa e quando ela o viu foi só gargalhadas. Já não dormiram... Eu e o meu marido também desistimos de dormir. Eram 5 e tal da manhã e estávamos a preparar o pequeno almoço. Entretanto, perto das 7 adormeceram os dois... Vesti-os ainda a dormir para irem para a escola. E eu também tinha dormido, mas não dormi. E tenho soooooono!!!