29 de abril de 2012

Companheirão!

E é fantástico ver o meu filho, de pouco mais de 2 anos, ser um companheirão! Adora passear connosco, alinha nas nossas coisas, prova as bifanas junto aos touros (ver post anterior), ri e conversa, tem opinião, faz companhia... Este fim de semana fomos os três passear. Não um casal com o filho atrelado, mas um filho que estava tão ou mais entusiasmado que nós. E nestes dias não fomos a nenhum parque infantil, não houve desenhos animados nem nada exclusivo para ele e ele não sentiu falta. Há pessoas que não compreendem como é que o levamos sempre que vamos de fim de semana, mas para nós é assim que faz sentido. Não é um fardo. É uma maravilha! Claro que acorda cedo, mas dorme a sesta e nós aproveitamos e dormimos todos. Se o vissem a cumprimentar toda a gente. Um aperto de mão ao senhor do restaurante, uma visita à dona Paula da cozinha com quem fez amizade através do passa pratos, um high five ao professor de equitação, uma amizade com a filha da empregada da limpeza... Dizem que ele é muito despachado para a idade, mas a verdade é que sempre conversámos imenso com ele, sempre o estimulámos muito e fizemos com que fosse curioso por tudo o que o rodeia. A simpatia e o charme são dele!

"Os Pilares da Terra"

Nesta minha mini semana de férias devorei o segundo volume dos Pilares da Terra. Já tinha lido o primeiro de enfiada, mas este acho que ainda está melhor. Como é que eu nunca o tinha lido?! E o mais engraçado é que veio cá parar por engano, pois a minha mãe pensava que tinha sido eu a emprestar-lhe, mas tinha sido uma prima. Eu olhei, tinha acabado o "Diz-me quem sou" na véspera e li-o. Que maravilha. E logo quando me for deitar leio as últimas 30 páginas...

Um paraíso às portas de Lisboa

O meu marido preparou uma surpresa e levou-nos 3 dias até ao Ribatejo, mais concretamente, para o alojamento da Companhia das Lezírias e não podia ter sido melhor. Um sítio lindo, uns bungalows fantásticos com coelhinhos a correrem à nossa porta, cavalos a pastarem ao nosso lado e touros a correrem nas planícies em redor. O centro de turismo equestre proporciona o contacto com os cavalos, o maridão teve uma aula de equitação e o pilho também andou de cavalo! A comida era deliciosa e havia festa brava em Samora Correia com direito a largada de touros. Foi um espectáculo com o meu filho a gritar "Olé Touro". As sestas foram feitas a ouvir os passarinhos e foram 3 dias em família, com muito amor, no meio da natureza. Recomendo!

26 de abril de 2012

Vidas de cocó e Xixi

O meu piolho está cada vez mais perto de largar de vez as fraldas. Hoje depois do banho até me esqueci de lha colocar, mas lembrei-me a tempo de evitar uma desgraça. Todos as manhãs, tardes e noites temos direito a xixi no bacio. Temos tido cocó uma vez por dia e ele adora o momento no bacio em que eu lhe conto uma história. Com ele os redutores não funcionaram, mas o bacio funciona muito bem. Levamos o bacio para o quarto, ele faz o que tem a fazer, lemos uma história, despejamos, e voltamos a levar para lá. Se é ele que nos acorda de manhã já sei que a fralda já está molhada, mas deviam ver o orgulho dele quando depois da sesta me diz: "falda seca"! Está a ficar crescido! 

Micolândia

Graças a este post da Rita Ferro Alvim fiquei a saber da existência da Micolândia. Como a tarde ia ser de chuva convenci o meu marido a irmos lá com o nosso piolho. O caminho não é fácil, nem mesmo com o GPS, mas valeu a pena. 1200m2 de brincadeira. Como era dia se semana os pais podiam entrar e eu por pouco não ficava entalada num tubo. Foi uma hora de divertimento puro. A loucura total. O meu filho amou. É que até um mini, super mini, campo de futebol tem. Durante o fim de semana deve ser a loucura, mas hoje a Micolândia estava por nossa conta e valeu a pena a viagem.







Empadão de salmão com espinafres parte 2

Ficou óptimo, mas não foi o almoço, mas sim o jantar. Pois o almoço foi em família, no Chiado, mais precisamente no Café Royal que eu adoro com direito a um saltinho ao Santinni para a sobremesa. Estão a ser umas óptimas mini-férias.

25 de abril de 2012

Empadão de salmão com espinafres

Mais uma vez, recorri ao blogue da Joana Roque, as minhas receitas, para escolher umas receitas. Acho-as sempre fantásticas, super práticas, saborosas e adequadas à minha família. Saem sempre bem a não ser quando eu me distraio. Aplico as receitas à minha bimby e corre sempre tudo bem excepto hoje que, por excesso de confiança, achei que o puré se fazia  com um 1 litro de leite. Pois não faz e quando ia montar o empadão tinha um leite espesso. Conclusão tinha de cozer mais batatas para ensopar naquele leite todo. Eram 9h da noite, uma hora mais tarde que o habitual, e precisava de dar de jantar ao meu filho e depressa. Por sorte, a minha Maria, de tempos a tempos, faz croquetes às dezenas e congela. Em 10m tinha o jantar feito. Amanhã iremos experimentar o empadão. A vantagem é que já tenho o almoço de amanhã feito.

Feira do Livro debaixo de chuva

Pois é, mesmo com chuva a nossa manhã começou na feira do livro e até nem foi nada mau. Para casa, trouxemos novas histórias que vamos saborear ao longo dos próximos dias. Aqui ficam as sugestões:



Neste 25 de Abril! Parabéns Mana!

30 anos. Ainda ontem andava a ver fotografias antigas para oferecer um presente à mãe e lá estavas tu, loirinha, com cara de boneca. A minha mana mais nova já tem 30 anos. A vida tem sido muito dura para ti, mais dura do que seria de esperar e de desejar, mas espero que esta nova fase te traga coisas muito boas e tudo o que desejas e mereças. A minha mana, a revolucionária!

24 de abril de 2012

Eduardo Sá

Estava a ler este post e concordo com o que Eduardo Sá diz, mas houve uma frase que me tocou: "Acho um escândalo que as crianças comecem a trabalhar às 8h, terminem às 20h e que tenham, entre blocos de 90 minutos, 10 minutos de intervalo". Isto passa-se com um dos meus sobrinhos e um dia, em conversa, por causa dele estar desatento numa aula, disse:me "Tia, ao fim de 45m já não ouço nada. Eu até gosto da aula, mas não consigo e distraio-me". Tem 11 anos, sempre foi bom aluno, mas não dispersa nas ulas de 90m. Eu quando soube que tinha aulas de 90 minutos com 10 minutos de intervalo fiquei chocada e ele dizia: "se queremos ir à casa de banho já nem temos tempo para ir ao recreio.".

E depois da consulta... Chiado!

Fui matar saudades ao Chiado. Um dos meus sítios de eleição de Lisboa. A empresa onde trabalho esteve lá sediada 6 anos e foi bom. Muito bom. Sempre adorei as horas de almoço a passear, almoçar no Royal, perder-me na Betrand da Rua Garrett, cortar o cabelo no Expression, comprar roupa para o meu filho Na Du Pareil Au Même e na H&M, comer um pastel de nata na Brasileira, beber um café na esplanada do Carmo e, mais recentemente, ir à Blanco e comer um Santinni… Hoje, matei saudades de muitas destas coisas e foi bom. 3 horas só para mim, que resultaram em compras para os meus…

Oftalmologista Pediátrico

A vermelhão no olho do meu filho estava pior e parecia estar a começar a afectar a pupila. Eu sou uma mãe descontraída, mas uma vez o pediatra ralhou-me quando o arranhei na vista e não o levei a ser visto por um especialista. Desta feita, depois de uns dias a soro sem resultar lá fomos a um oftalmologista pediátrico e foi um encanto (principalmente porque estava tudo bem). Um médico fantástico, que começou logo a brincar e a ganhar a confiança do meu filho e começaram logo aos fives. (E não pensem que o médico é novo, pois tinha idade para ser avô do meu pequenote). Examinou-o lindamente, incluindo com líquido de contraste e o  meu filho foi um campeão... Palavras do médico que diz que aquelas gotas doem para caraças! Parece que é só uma inflamação, vamos aplicar umas gotas e voltar lá dentro de 10 dias para nova observação. Como se portou tão bem dissemos-lhe que ele tinha direito a gelado e ele convidou logo o seu novo amigo para vir connosco… É um sociável bem disposto, este meu piolho!

A quem possa interessar: É o Dr. José Carlos Mesquita. Dá consulta na Av. 5 de Outubro em Lisboa, é o Chefe de serviço de Oftalmologia do Hospital de Dona Estefânia e além de saber o que faz tem um jeitão doido com as crianças! 

23 de abril de 2012

Dia do Livro

Coincide com o meu primeiro dia desta minha semana de férias. Uma combinação perfeita: férias e livros. Hoje de manhã depois de preparar o meu filho e de tomar o pequeno almoço com ele e com o meu maridão voltei para a cama para me deliciar com o segundo volume dos Pilares da Terra. Na altura não sabia que era o dia do livro e, se querem saber, para mim é todos os dias, ou melhor, todas as noites quando me deito e deixo tudo para trás para me dedicar aos livros. Só espero conseguir incutir ao meu filho o gosto pela leitura, pois é um dos maiores prazeres que existem.

19 de abril de 2012

Tenda Ikea

Andamos a tentar comprar esta tenda desde Novembro. Primeiro, íamos dar-lhe no Natal, mas estava esgostada, depois nos anos, mas continuava esgostada. Finalmente, hoje há tendas e o meu marido vai agora a caminho do Ikea para a comprar. O meu filho vai recebê-la amanhã como prémio pelo primeiro cocó no bacio! Esperemos que ele goste e se divirta muito.
Se como nós há mais interessados na tenda, corram até lá. É que esta tenda vende mais que pãezinhos quentes com manteiga,

Uma mão extra na cozinha

Eu não conheço, mas recomendaram-me esta pessoa que é uma excelente cozinheira e que cobra preços bastante em conta. Não preciso, pois tenho a minha querida Maria que faz as vezes de anjo lá em casa e deixa-me sempre o jantarinho feito, mas quem não tiver a sorte de ter uma Maria e precise de uma mãozinha na cozinha, contacte a  Suzete. É uma senhora de 60 anos com bastante experiência e a precisar de trabalho. Uma tarde por semana chega-lhe para fazer comida para vários dias para uma familia de 4 ou 5 pessoas. Leva  35 euros por tarde para cozinhar. Fica mais barato do que comprar um frango ou mandar vir uma pizza. Os contactos são 967265445 / 214091644.

Da minha experiência, desde que a Maria trabalha e cozinha lá em casa que a minha família ganhou qualidade de vida! Em vez de chegar a casa e ter de ir cozinhar, posso brincar com o meu filho antes e depois do jantar. Antigamente era a loucura, com pouco tempo, e ele danado comigo por eu estar agarrada aos tachos em vez de estar com ele. Afinal, não me via desde as 9 da manhã e parecia que eu não  tinha saudades dele. Claro que tinha. Muitas! Mas tínha de preparar o jantar, enquanto o pai lhe dava banho. Agora, é tudo muito mais tranquilo. Acabaram-se as brigas de final da tarde e como conseguimos jantar até às 20h ele ainda não tem sono e come muito melhor. Abdicámos de algumas coisas para poder ter a Maria e estamos todos muito felizes por isso.

Aprender os números com a ajuda da UEFA

Os senhores do Jumbo Online ofereceram-me uma caderneta de cromos do Europeu 2012. Para mim, aquilo ia direitinho para o eco-ponto, mas fui surpreendida pelo meu maridão que chegou a casa carregadinho de carteiras de cromos.

Eu não via uma caderneta desde a Abelha Maia, salvo erro, e nunca consegui completar nenhuma, mas o meu marido estava super entusiasmado e mostrou-me que a caderneta podia ser uma ferramenta muito importante para ajudar o nosso filho de pouco mais de 2 anos a interessar-se pelos números. (e ele adora futebol e está a adorar ter uma caderneta a meias com o filho).

E não é que foi uma óptima ideia?! Todos os dias, pai e filho, colam os cromos de uma saqueta na caderneta. O meu marido vê o número do cromo e abre na página do mesmo. Depois, é a vez do piolho ver o número do cromo e procurar o sítio certo para colar. Já começa a conhecer melhor os números e ontem até me deu um cromo (prateado e tudo) para eu colar. É que esta é uma brincadeira de homens e mãe não entra!

10 horas de sono. Foi bom.

Foi mesmo muito bom. Ontem até vesti o pijama antes do meu filho!

18 de abril de 2012

Preciso de uma cama com urgência

Como é que há pessoas que dormem 3 e 4 horas e ficam frescas?! Eu estou desesperada de sono. Dói-me tudo e só consigo pensar na minha super mega maravilhosa cama. E o mais dramático é que o meu maridão deu-me o segundo volume dos "Pilares da Terra" e quer-me parecer que ainda não é logo à noite que o começo a ler. E é assim, neste estado lastimável (e não bebi nada a não ser água na festinha) que me preparo para uma reunião...

Formosura a quanto obrigas

Ontem fui maquilhada e penteada por profissionais. Uma hora e meia e um resultado fantásico. O meu filho até fico gago quando me viu e o meu marido ficou encantado. O pior foi a impressão nas lentes de contacto toda a noite (nunca tinha levado tanto risco dentro dos meus olhos) e tirar as toneladas de maquilhagem que tinha na cara, mais os elásticos e ganchos... Até tive pena das desgraçadas que se maquilham profissionalmente todos os dias. É que uma coisa é limpar a maquilhagem que fazemos a correr antes de sair de casa outra é tirar uma maquilhagem que foi feita para durar 10 horas e resistir a flash's e câmaras de televisão. Mas valeu a pena e foi por uma boa causa... Hoje de manhã, com 3 horas de sono em cima, o meu marido perguntou-me se eu tinha visto a giraça que passou lá por casa ontem...

Nervos...

Isto de subir a um palco para agradecer um prémio não é para todos. É fantástico que o nosso trabalho (e de toda a equipa envolvida) seja reconhecido, mas deu-me tantos, mas tantos nervos que ainda não me sinto recomposta.

16 de abril de 2012

Férias

O meu filho entrou na cozinha e disse: mãe, quer férias! Eu olhei-o, com vontade de rir e perguntei o que é que ele queria. Muito solene, repetiu: férias! Eu ri e disse que também e ouvimos o pai, no escritório, a dizer que queremos todos! Ontem voltou a perguntar pelas férias e uma cunhada minha que lá jantava em casa perguntou com quem é que ele ia de férias e ele disse com o pai e a mãe. Mais ninguém? Perguntou ela. Não! Mais não!  Pai, mãe praia!

13 de abril de 2012

"Preciso que cuides de mim"

Sentei-me na farmácia, no outro dia em que a minha cabeça ameaçava expludir, e quando olho em frente está esta imagem


a dizer: Preciso que cuides de mim.

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa acaba de lançar as inciativas Familias de acolhimento para crianças e, desde aquele dia, a imagem daquela criança não me sai da cabeça.

Boas sugestões para o fim de semana com as crianças

O tempo vai estar de chuva, mas isso não significa que tenhamos de ficar em casa com os miúdos. Na agenda cultura da CML encontra várias sugestões para os mais pequenos. Aqui.

Os carros das mães são verdadeiros eco-sistemas

Adorei esta crónica da Rita Ferro Alvim. Os carros das mães são verdadeiros eco-sistemas quase com vida própria! E eu que sou tão arrumada e limpinha em casa... Ainda hoje o meu marido perguntava que papel era aquele no chão e eu comecei a rir-me e a lembrar-me desta crónica e disse ao meu marido que lha mandava para ele ler, mas ele disse que não era preciso. Era casado e tinha 4 irmãs, já para não falar das amigas e sabe bem o nojo que os carros ficam nas nossas mãos!

Boa Sexta feira!

Hoje é sexta feira 13 e também dia do beijo! Eu que adoro beijos já beijoquei os meus amores logo de manhã e espero beijocar muito, muito mais ao final do dia.

12 de abril de 2012

Não conhecia e achei o máximo!

Medithai

Para mim, este centro de massagens tem os melhores terapeutas que existem. Não falam português, mal arranham o Inglês, mas sabem fazer massagens como ninguém. O sítio é lindo, tranquilo e respira harmonia e, melhor que tudo, respeitam o cliente e querem mesmo que fiquemos satisfeitos.

Passo a explicar: Há mais de um ano, em Janeiro, marquei uma massagem para de manhã cedo e era uma daquelas manhãs gélidas de Inverno, que o ar até corta. Conclusão: A sala não estava aquecida o suficiente e eu tive frio, o que foi desconfortável. À saída, perguntaram-me se eu tinha gostado, e eu contei o sucedido. Recebi depois um email a lamentar o sucedido e a dizer que eu podia receber uma outra massagem, para compensar aquela. Anteontem, mais de um ano depois, mando um email para fazer uma marcação e perguntando se ainda podia gozar da tal massagem. Pois, claro que sim! Lá fui e a sala estava quentinha e, depois da  minha reclamação/ sugestão puseram umas mantas eléctricas na marquesa. Resultado: Uma delícia! Para a semana, assim que entrar de férias, lá estarei!

P.S: Não me pagam para dizer bem nem ganho nada em troca, mas gosto de partilhar as boas experiências para quem as quiser repetir, assim como as más para evitar que alguém vá ao engano. É que hoje em dia não há sítio nenhum onde não façam massagens, mas a verdade é que nem toda a gente tem talento, capacidade e formação adequada.

Sinusite

E eu que não sabia que tinha sinuste e muito menos sabia que esta menina era coisa para dar cabo de nós. Felizmente, fui ao médico e estou medicada e a sentir-me nova.

10 de abril de 2012

Uma dor de cabeça do tamanho do mundo

Começou no fim de semana, ontem estava pior e hoje sinto-me péssima. Custa-me ter os olhos abertos, sinto uma pressão dentro da cabeça (do lado direito) como se a mesma fosse explodir. Custa-me baixar e mal consigo virar a cabeça. Dizem-me que é descompressão dos úlimos meses de stress. Amanhã já vou a uma consulta na cuf. Só quero que isto passe. E depressa, se for possível.

9 de abril de 2012

Não Percam este filme. AMIGOS IMPROVÁVEIS

A primeira caça aos ovos da Páscoa

O meu filho estreou-se na caça aos ovos de chocolate. O pai e uma das tias esconderam-nos pelo jardim da casa de uma das minhas cunhadas e foi o divertimento total. O meu filho estava radiante. Só o deixei comer um e na minha mala vieram mais que serão destribuídos a seu tempo. Foi um domingo de Páscia de festa. O tempo estava uma delícia e juntámo-nos todos a almoçar no jardim com o riso e as brincadeiras das crianças como pano de fundo.

5 de abril de 2012

O VALIOSO TEMPO DOS MADUROS


Hoje o meu marido mandou-me este mail e, na fase em que estou da minha vida profissional, não podia vir mais a propósito. Partilho convosco.

"O VALIOSO TEMPO DOS MADUROS

Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para a frente do que já vivi até agora.
Tenho muito mais passado do que futuro.
Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de cerejas.
As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.
Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflamados.
Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.
Já não tenho tempo para conversas intermináveis, para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha.
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos.
Detesto fazer acareação de desafectos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário-geral do coral.
'As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos'.
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa...
Sem muitas cerejas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta comtriunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade,
Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade,
O essencial faz a vida valer a pena.
E para mim, basta o essencial
!"

Mario de Andrade (1893 - 1945)

4 de abril de 2012

Filho de dois anos = falta de privacidade

É engraçado percebermos tudo o que uma criança de dois assimilar que é, basicamente, TUDO! Tudo o que lhe contamos ele acaba por referir na creche, na avó... E o inverso também se passa. Mas, no outro dia, aconteceu uma coisa engraçada. Expliquei-lhe que íamos ver os bivós e que o bivô já está muito velhinho e que temos de lhe dar muitos miminhos. Quando lá chegámos o meu filho faz uma festa na cara do bivô e, com o mesmo ar de ternura com que olha para as primas bebés, diz: "bivô belhinho, belhinho"...  E olha para mim, orgulhoso, de estar a fazer o que era esperado dele. A sorte é que só eu e o maridão é que percebemos.

Férias de verão

Sei que ainda faltavam uns meses, mas eu, o maridão e o meu filho já tínhamos a nossa agenda de verão. A casa onde passamos férias é da sogra e como eles são 7 irmãos, com as respectivas famílias, temos o nosso calendário de modo a que cada um dos filhos possa gozar de uma temporada na bela praia de Monte Gordo. Marcámos tudo direitinho, mas no meu trabalho trocaram-me as voltas. O meu projecto chegou ao fim e colocaram-me noutro projecto que só acaba, em princípio, em Agosto. Até lá, não há férias para ninguém! Eu sei que numa altura em que a maioria das pessoas está a braços com o desemprego e com situações complicadas parece egoísmo eu pensar nas férias quando toda a minha restante equipa foi dispensada, mas eram os nossos dias em família. Os nossos dias de praia, de noites na varanda, de beijos salgados e sem preocupações. O meu  marido não consegue reagendar as férias no trabalho (até porque eu não tenho uma data certa para lhe dar), a casa está ocupada nas restantes semanas de verão com os meus cunhados e respectivas famílias e eu queria mesmo muito ir a banhos, 15 dias com os meus dois amores... Vamos ver o que acontece.

A importância de ter um cartão

O meu filho de 2 anos - provavelmente como as restantes crianças - tem um fascíncio por tudo o que sejam cartões e, no outro dia, ficou feliz quando fomos pôr gasolina à Repsol e ele, muito orgulhosamente, entregou o seu cartão de mini sócio do Benfica ao senhor da Bomba. Hoje, íamos nós no carro, e eu disse ao meu marido para paramos na bomba para pormos gasolina e ouve-se a vozinha dele lá atrás: bomba gasolina cartão "fica" (benfica). Aquilo ficou-lhe na cabeça e lá foi ele, mais uma vez, todo orgulhoso apresentar o seu cartão com a sua linda fotografia ao senhor da bomba. Para ficar ainda mais feliz, ainda ficou com o talão do pagamento!

Este blogue recomenda...

"Os Pilares da Terra". Comecei a ler e emocionei-me muito com o primeiro capítulo. A dureza da vida na Idade Média. As condições das mulheres e das crianças. Acho que é um livro que me vai marcar.

3 de abril de 2012

O meu filho e A dama e o vagabundo

O meu filho já usa o garfo à mesa e parece um senhor bem comportado à mesa. Ontem ao jantar, a comer esparguete, foi a festa total. Pela primeira vez não tinha o esparguete todo partidinho e pode deliciar-se a puxar o esparguete. Não resisti e mostrei-lhe um clássico de sempre. Adorou!

2 de abril de 2012

Ausência...

Muito trabalho e muitas chatices no trabalho têm-me impedido de vir até este meu cantinho. Em casa também não tenho tido tempo, mas a verdade é que sinto falta da minha escrita e de saber o que se passa na blogosfera que eu escolhi seguir. Mas a verdade é que o stress tem sido muito e o teste de ovulação não funcionou. Ou melhor, funcionou, recebi um smile dando luz verde, mas ainda não foi desta. Dizem que tenho de relaxar e não pensar, mas é difícil e não acredito que as outras mulheres que deixam a pílula, decidem engravidar não pensem no assunto. Não sei. É tudo junto. E eu não consegui desligar do aborto que tive no verão... Se a gravidez tivesse seguido em frente nascia esta semana... Não era para ser, eu sei, mas eu gostava que tivesse sido e, acima de tudo, gostava e quero muito ter mais um (ou dois) filhos.