16 de dezembro de 2012

No metro em Madrid

À nossa frente senta-se um pai com uma filha ao colo. O meu filho, galanteador como só ele, começa a sorrir e a piscar os olhos à menina. Depois diz olá, mas ele limita-se a sorrir e não responde.
Filho: ela não fala, mãe!
Eu: ela não fala a nossa língua. Não te percebeu.
Filho (sorri e olha para ela, determinado): Hello!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!