30 de março de 2013

Estes filhos...

... São crianças e não tem noção do perigo. Além disso, são teimosos e adoram desafiar. Combinação perfeita para a asneira. Hoje o meu filho fez o meu coração parar de bater e ter o maior ataque de choro à frente dele. Fomos para as Docas onde o meu marido estava num torneio de Padel (parabéns, campeão!!! Tantas horas fora de casa valeram a pena!!) e eu andava ali com o meu filho a andar de bicicleta. Ele já anda muito bem e muito depressa. Eu sempre a controlar e a impedi-lo de se afastar muito, que o rio está mesmo ali. E ele sempre por perto a curtir imenso.mMas a certa altura ele começou a afastar-se. Eu sempre atrás a chamá-lo e a dizer para ele parar. Mas ele nada. Cada vez mais depressa em direcção ao rio. Eu começo a correr ( coisa que às 35 semanas já faço com alguma dificuldade e, ainda por cima, estava de saltos altos) e ele a pedalar mais depressa... E eu chamava-o aos gritos e mandava-o parar e ele em direcção ao rio. A certa altura passa um senhor a correr a toda a velocidade ao meu lado para deitar a mão ao meu filho que estava a pouco mais de um metro do rio. E quando o senhor chegou junto dele ele parou. O senhor continuou. Nem tive tempo de agradecer. E eu ralhei e dei palmadas naquele rabo. E ele a querer continuar a andar até à borda. E eu agarrei-o, quebrei num pranto com a descarga dos nervos, abracei-o e falei-lhe do que poderia ter acontecido. Não conseguia parar de chorar. O medo que tive é indescritível. Foi horrível. Ele assustou-se com o meu choro e com a minha aflição e percebeu que o caso era mesmo sério. Afastámo-nos da zona do rio e ele continuou a andar de bicicleta, sempre a uma distância de segurança do rio e a dizer que não queria morrer e que se caísse à água não conseguia boiar por causa da bicicleta. Ainda me pediu desculpa mais uma vez e abraçou-me. E eu só peço que ele tenha aprendido a lição. Já falámos com ele, calmamente, e esperamos que ele aprenda de uma vez por todas que quando dizemos pára é mesmo para parar!! 

Pavilhão do Conhecimento

Vale mesmo a pena!! Adorámos o espaço Brincar Ciência e a zona intitulada Vê, Faz, Aprende! Está muito bem feita e é um delírio para as crianças. O meu filho delirou!!! Simulou que era um astronauta, fez de homem aranha, fez construções como o Bob o Construtor (apesar de não gostar dos desenhos animados andou divertidissimo na construção), viu hm balão de ar quente, fez experiências e brincou muito com as crianças que lá estavam e com o filho dos nossos amigos que também foram. Escusado será dizer que também delirou com a exposição dos Dinaussauros. Foi uma bela manhã! Só achei um bocado parvo o horário de abertura aos sábados ser às 11 da manhã numa coisa que é para crianças. Mas, enfim, valeu por tudo o resto e é um mega programa a repetir. 

Emprestar coisas de bebé

Emprestei quase tudo o que era do Alexandre. Ovinho, carrinho, roupas, berço, brinquedos, banheira e outros acessórios. Não me faz sentido ter as coisas guardadas quando podem ser úteis a sobrinhos e a filhos de amigos. Além disso, sempre libertamos algum espaço, que os bebés são pequenos, mas têm tralha que não acaba. Agora, estou a recolher tudo para preparar a chegada do Afonso. Custava muito limpar o ovinho e o carrinho antes de entregar?? Eu sei que é uma coisa chata de limpar, mas alguém tem de o fazer, certo?? Empestei tudo impecável e irrita-me que as coisas não venham no mesmo estado em que foram! Felizmente, tudo o resto veio como foi.

29 de março de 2013

Mini Folares da Páscoa Bimby

E aqui fica mais uma receita de folares! Boa Páscoa!




Cliquem na imagem para verem melhor

Boa Páscoa

Ainda bem que estou na engorda... O nosso filhote trouxe-nos um coelhinho da Páscoa pintado por ele e cheio de gomas "feitas na Bimby, mãe"! E estavam uma delícia.

m&m's de manteiga de amendoim


Já provaram esta maravilha?? É de comer e chorar por mais!! E continuar a comer!!! E roubar mais um, e mais outro e mais um... Parece que já há nos Estados Unidos há séculos e que agora há cá numa loja americana para os lados do Corte Inglês. Eu adorei. É uma delicia que se derrete na boca. Uma sensação maravilhosa... Obrigada, compadre, por este mimo para a grávida!! 

28 de março de 2013

Tombalalão...

Fotografia de Mariana Sabido

A chuva deu uma trégua...

... E nós aproveitámos a manhã para ir andar de bicicleta ao parque e para jogar mini golfe. O meu filho é um desportista nato (como o pai) e eu limito-me a segui-lo e a garantir que ele não foge do meu perímetro de segurança! O almoço foi no Mac com direito a uma visita do pai que escapou do escritório para se juntar a nós.


E agora vou aproveitar a sesta dele para dormir também...

27 de março de 2013

Na engorda...

A minha missão nas próximas duas semanas é ver se o Afonso ganha peso para quando nascer, às 37 semanas, vir compostinho. Por agora, está no percentil 50 com 2.208g. Vamos ver como evolui nos próximos dias. O nosso próximo encontro na eco está marcado para dia 1 de Abril, segunda feira. Até lá vamos conversando, vou sentindo os teus pontapés e vendo a minha barriga ganhar formas estranhíssimas consoante os teus movimentos. E o engraçado é que o Afonso já reage bem à minha voz. Quando eu ralho com o mano ele mexe-se. Já sabes, filho, tens de te portar bem!!!

26 de março de 2013

Folar da Páscoa Bimby parte 4

Eu tinha aqui dito que o folar tinha ficado óptimo, mas não ficou. Quente estava bom, mas depois ficou muito seco. Deu ara fazer torradas, mas nada de especial. Parece que devia ter colocado um recipiente com água dentro do forno, mas não o fiz. Não tenho grande mão para bolos e massas só de pizzas, scones e outras assim simples. Vou partilhar mais duas receitas de folares e doces da Páscoa. Não experimentei, mas dizem que são boas e fáceis. E ainda estou à espera de uma nova receita que tenciono partilhar. E por aí? Ninguém tem uma receita de um folar fofinho e doce? (Nota: não consigo que a imagem fique melhor. Se quiserem, mandem-me um email e eu mando-vos os pdf por mail).



Ovos de Páscoa de gelatina

Não resisto a partilhar aqui esta fantástica ideia lá Andreia Vidal do blog "Pais Criativos, filhos felizes". Ovos da Páscoa de gelatina para fazermos com a criançada. Adorei!! Deixo-vos com algumas imagens que retirei do blog da Andreia.





Encontrei uma lima das unhas para recém nascido

E ainda por cima é gira!! Para as interessadas comprei numa farmácia ao lado do Fonte Nova em Benfica. E havia outros bonecos de várias cores.

25 de março de 2013

Consulta às 34 semanas + 1 dia

aqui tinha desabado os meus receios. Hoje fui à minha médica e estivemos a analisar a questão do bacinetes (saquinhos dos rins ou coisa parecida, que não entrei em grandes pormenores técnicos nem vou à net pequisar para não ficar ainda mais alarmada) aumentados do Afonso e não fiquei mais descansada. Este enorme aumento quer dizer que algo se passa no sistema urinário do meu bebé e, o ideal, de acordo com a minha médica, em que confio imenso, é provocar o parto logo às 37 semanas para ele ser logo observado pela equipa de pediatras e ver se é necessário fazer alguma intervenção. In utero não há muito a fazer e o melhor é mesmo ele nascer para ser visto e tratado, caso haja necessidade disso. Fiquei logo de coração nas mãos. Para já, nova ecografia na segunda feira para ver se os bacinetes continuam a aumentar de tamanho e ir mostrar à médica. Nessa altura, logo decidimos o que fazer. Vou também antecipar as análises do terceiro trimestre para a semana que vem para estar tudo preparado para podermos receber o Afonso mais cedo. E só peço a Deus e a todos os Santinhos para estar tudo bem com o nosso pequenino...

Folar da Páscoa Bimby parte 3

Esta receita revelada aqui foi um grande sucesso. Fiz só meia receita (à excepção da canela e da erva doce que usei a dose toda da receita) para testar e correu muito bem. O folar ficou muito saboroso e lindo! Esqueci-me foi de tirar fotografias... 

Um desejo para o mano

Eu e o filhote nos preparativos para ele ir dormir. Filhote em cima do banquinho da casa de banho. Puxa o elástico das minhas calças para baixo e dá um beijo na minha super barriga.
Filho: quando vir um arco-íris vou pedir um desejo para o mano. Um ratinho de peluche muito fofinho!! Achas que ele vai gostar?

Escusado será dizer que me derreti toda...


24 de março de 2013

Os Croods

Gostámos muito! O piolho de 3 anos adorou e espanta-me como fica muito atento ao filme todo. E depois explica tudo muito bem explicado. Eu e o Maridão também gostámos e foi uma boa  maneira de começar o dia !!! É preciso sermos pais para as 11 da manhã de Domingo já estarmos no cinema!! 

23 de março de 2013

O pai é sempre um campeão

Hoje, depois da sesta, eu e o meu filhote saímos para ir assistir ao torneio de Padel onde o pai estava a participar. Pelo caminho, o filhote disse-me, muito orgulhoso, que ia gritar "força, pai!! Tu consegues!!". E gritou mesmo, muito orgulhoso! E fez amigos. E correu e saltou. E comeu chocolates e bebeu Ice Tea. E até bateu umas bolas, pedido raquetes emprestadas!! Só foi pena o Maridão ter ficado pelas meias finais, mas para nós é sempre um campeão!!!

Isto já deve ser patológico!!

Vejo um bocadinho de sol e vou fazer uma máquina de roupa. Quando a máquina termina já está outra vez a chover! fantástico, não é?


Compromisso de mãe

Berra-me baixo!


A Magda propôs este desafio para o mês de Março, mas eu acho que vou levar a vida toda a aprender a falar baixo e a não gritar. É que ser mãe sem dar um grito e sem levantar a voz chega a parecer(-me)  missão impossível. Claro que as há, mas eu ainda tenho um longo caminho a percorrer. E também há dias em que os nossos filhotes facilitam, em que colaboram, em que não fazem birras, em que são uns anjos e aí não precisamos de levantar a voz. Mas depois há os outros (e são tantos!!!) em que tudo é uma dificuldade e uma guerra. E aí é que temos de marcar a diferença, controlar os nervos, não perder a paciência e não levantar a voz. Ou, como diz a Magda, "berrar baixinho". Porque eles são crianças a testar limites e nós é que somos os mães com a tarefa de educar e de fazer deles umas boas pessoas. E ao longo destes 23 dias posso dizer que estou melhor. Mais consciente do meu timbre e mais atenta à questão dos gritos e de levantar a voz, como já aqui partilhei convosco, mas volto a dizer que este desafio veio para ficar na minha vida. É que este mês serve apenas para começar a tomar consciência do assunto e das alternativas ao grito e ao falar alto!

22 de março de 2013

E hoje...


Não conseguimos ir a Versalhes, mas vamos ao Palácio Nacional da Ajuda!

Folar de Páscoa Bimby parte 2



Vou experimentar este fim de semana!

Ingredientes
100 g de açúcar
Casca de 1 laranja, só a parte laranja
110 g de leite
2 ovos pequenos
100 g de manteiga
25 g de fermento de padeiro fresco
1/2 colher de chá de canela em pó
1/2 colher de chá de sal
1/2 colher de chá de Erva-doce (opcional)
500 g de farinha Espiga, tipo 6
2 ovos cozidos para enfeitar o folar

  • Colocar no copo o açúcar, a casca de laranja e programar 15 segundos à velocidade 9.
  • Adicionar os restantes ingredientes com excepção da farinha e programar 3 minutos à velocidade 2 e temperatura 37 °C.
  • Juntar a farinha e programar 2 minutos á velocidade Espiga. Retirar para um tabuleiro polvilhado com farinha, cobrir com um pano deixar levedar cerca de 40 minutos ou até dobrar de volume.
  • Retirar um pedaço da massa para formar as tiras e formar uma bola com a restante massa. Colocar os ovos cozidos no centro, cruzar por cima as tiras de massa e por fim pincelar com ovo batido. Colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal e deixar levedar cerca de 30 minutos.
  • Levar ao forno pré-aquecido a 180 °C durante cerca de 40 minutos.

A mala do Afonso

Já escolhi e pus na mala as roupinhas do Afonso. Vai tudo separado em saquinhos. Além das roupinhas vão  fraldas de pano, babygrows, uns bodies extra, umas calças de algodão, duas chuchas (sei que há quem seja contra, mas eu da outra vez não levei e acabaram por me dar uma na maternidade. O meu filho usou e pegou lindamente na maminha), uma escova de cabelo suave e uma tesoura de unhas, que não há maneira de encontrar a lima de cartão própria para recém-nascidos. Não preciso de levar mais nada para o Baby que na maternidade fornecem as fraldas e os produtos de higiene.

Gerir as finanças pessoais

Numa altura em que precisamos cada vez mais de fazer contas à vida e planear os nossos orçamentos começámos a usar um software fantástico que nos permite gerir as finanças pessoais e saber exactamente onde é que andamos a gastar. Mesmo que não tenhamos de fazer cortes é bom saber para onde vão os nossos ordenados. E se houver despesas que possam ser eliminadas, melhor ainda! Eu acho que a maioria do orçamento cá de casa vai para supermercados e contas com a casa, mas com este novo software, made in Portugal, vamos confirmar ou não as minhas suspeitas. Cá em casa, sobretudo graças ao meu marido, sempre fizemos poupanças, e ainda bem. Nada faria prever que eu iria ficar sem trabalho no momento em que entrei de baixa por gravidez de risco e foi uma segurança saber que tínhamos um pé de meia -odeio esta expressão, mas é a melhor- para o que fosse preciso. Se comprarem por aqui têm 10€ de desconto no software. Vale bem o investimento!

21 de março de 2013

Tal pai, tal filho

Tema quente do dia

Eu já assinei aqui.

Bons sonhos, bebé Afonso

Em casa da minha mãe recebi hoje estes lençóis, que já foram da minha mãe e do meu tio, e que vão agora fazer as delicias dos soninhos do Afonso. Lençóis em linho, bordados à mão pela minha querida avó. São tão queridos...

E voltou a dor do siso!!

Voltou à noite. Tomei um Ben-U-Ron e a coisa passou, mas estou com um alto enorme na gengiva. Já marquei para ir ao dentista. Não queria levar anestesias nem fazer Raio X, mas assim também não posso continuar... É preciso perceber o que está por detrás desta dor que anda há um mês a ir e a volta... 

20 de março de 2013

Lima das unhas em cartão!!

Vocês não fazem ideia da trabalheira que tem sido encontrar uma lima para as unhas, em cartão, apropriada a um recém-nascido. Já corri tudo, já fui a várias farmácias, hipermercados e parafarmácias, mas limas de cartão é coisa que não existe. E eu preciso da lima para levar para a maternidade. Sei que ainda faltam algumas semanas, mas estou estou começar a tratar da mala e é a única coisa que me falta. Quem diria... Uma simples lima de cartão...

Aulas ISR

Como já aqui tinha dito o meu filho fez uma semana intensiva de aulas com a instrutora Estela Florindo, do ISR Portugal, para aprender as noções básicas de rotação na água para conseguir virar-se sozinho e vir ao de cima. Incrível o que ele aprendeu em tão pouco tempo!! Queremos fazer o curso completo, mas como as próximas datas vão coincidir com o final da minha gravidez ainda estamos a ver como nos organizamos. A Estela é uma querida, tem imenso jeito com os miúdos e sabe bem o que faz. Eu estou completamente rendida a esta técnica de prevenção de afogamentos que os ajuda a vir ao de cima, a rodar e a ficarem a boiar, ou como a Estela diz e muito bem, a descansar. Obrigada, Estela, por tudo o que ensinou ao meu filho e espero vê-lá em breve!! 


O meu filho aprendeu a gravar...

... E acho que a minha Box vai rebentar!! Para ele agora grava-se tudo. Está a ver bonecos, mas tem de ir à casa de banho, põe a gravar... Chamo para a mesa, põe a grava... Vamos sair de casa, põe a gravar... Depois fica a olhar para a televisão e só depois de ver "gravação iniciada" é que se embora, tranquilo! Como é óbvio, ele não sabe ler, mas já conhece a frase e sabe que quer dizer que os seus desenhos animados estão a ser gravados!!

Receios de mãe...

Apesar do médico ecografista ontem ter dito para não me preocupar com o facto dos rins do Afonso estarem quase fora dos parâmetros normais a verdade é que dormi mal e não paro de pensar nisto. Tenho medos e dúvidas. Tenho que tentar antecipar a minha consulta com a minha médica para ouvir a opinião dela sobre o assunto. Tenho medo e vontade de chorar. E só peço a Deus para estar tudo bem com o meu bebé. 

19 de março de 2013

33 semanas + 2 no Dia do Pai!

O dia do Pai foi perfeito. O filhote adorou o tempo que o seu super Pai conseguiu para ele. O Pai adorou o presente que o filho fez - e sobre o qual guardou segredo até ao pai ver - e adorou conseguir a tarde com ele para ir à aula do ISR e para ir para o parque andar de bicicleta até ser noite. Jantámos todos juntos num restaurante que adoramos e que o nosso filho apelida de "nosso" e ainda demos beijos à avó. Pelo caminho ainda fui fazer a última ecografia até ter o meu querido Afonso nos braços. É um bebé médio, muito querido e está tudo bem, à excepção do tamanho dos rins que apesar de estar dentro dos parâmentros normais estão um bocadinho maiores do que era suposto. Esperamos que não seja nada de mais, mas será um aspecto que teremos de analisar depois do nosso bebé nascer. 

Feliz Dia do Pai!!

O meu filho andava num excitamento e hoje lá foi com o pai, feliz da vida por ir sentado à frente no Smart, e por faltar pouco para dar ao pai o que tem andado a fazer na última semana com tanto carinho. E o mais incrível é que conseguiu guardar segredo!!! Vou saber tudo ao almoço quando for almoçar com o meu marido, o super paizão dos meus filhos! Depois vou fazer a última ecografia e ver o nosso Afonso. E à noite, sozinha, num momento só meu, vou mandar um beijo para as estrelas. Um para o meu pai e outro para o meu avô, pois sempre me disseram, e eu senti muito o seu amor, que os avós são pais duas vezes!! E também quero ir dar um beijo à minha mãe que este é o primeiro dia do Pai em que ela já não tem cá o seu... E se cá em casa o dia do Pai é um dia de alegria, de amor e de festa apesar de nem eu nem o meu marido termos os nossos pais connosco é porque transferimos todo o amor e afectos e significados para a relação pai/ filhos e já se sabe, casa onde há crianças não entram tristezas!!! Feliz dia do Pai!!!

18 de março de 2013

O meu filho e o Dia do Pai

Mal acordou perguntou se era dia do pai. Lá lhe expliquei que não recorrendo aos dedos da mão para voltar a falar dos dias da semana. E desde que o fui buscar à creche já perguntou 3 vezes pelo dia do pai. Está exctadissimo com a data e com o presente que fez para o pai. E até me avisou que é segredo... E, por mais incrível que pareça, ainda não contou ao pai o que anda a preparar!! 

Os dias estão mais compridos!!

E os fins de tarde já convidam a passeios pelo parque. Que maravilha!!

Bolsa documentos



Compromisso de mãe

Quando estamos atrasados de manhã não vale a pena enervar-me. Chegamos à mesma atrasados, mas começamos o dia em stress.

17 de março de 2013

33 semanas de Afonso!



E esta semana vou preparar a mala para a maternidade. A minha e a do meu bebé querido. Têm aqui a lista que vou usar. Só me falta comprar a lima das unhas para o Afonso e os sacos de congelação com zip para as mudas de roupa. Saco fofinho para a primeira roupa. A segunda roupa vai no saco que era do mano e as restantes vão nos sacos de congelação. Aprendi isto no curso de preparação para o parto e é fantástico.


Obrigada, Bombeiro Carlos!

Pela simpática visita e paciência que teve ontem com o meu filho quando visitámos o Quartel dos Bombeiros Voluntários de Algés. Fomos muito bem recebidos por todos e o filhote adorou andar a ver os carros (os actuais e os que fazem parte do espólio antigo da corporação)  por dentro e ligar as sirenes e as luzes das ambulâncias. No fim, ainda jogou playstation com os restantes bombeiros que estavam na sua merecida pausa, enquanto aguardavam um pedido de socorro... Pedido de socorro que chegou enquanto lá estávamos e que permitiu ao meu filho ver uma ambulância a ir ajudar quem precisava!






Escusado será dizer que os bombeiros precisam sempre da nossa ajuda e que todos os donativos são indispensáveis, até porque os cortes do estado também se fazem sentir aqui.

Já não aguento esta chuva!

Esta noite parecia que a minha casa vinha abaixo com a chuva e com a trovoada! Últimos andares com águas furtadas nunca mais!! Estou farta de chuva. Detesto chuva e acabei por desmarcar a ida ao Mercadinho da Carlota, desculpa Filipa, por causa do temporal, que entretanto amainou. A ver se ainda lá vamos à tarde...

16 de março de 2013

'Afonso, este é o teu mano'!!

Já aqui partilhei a emoção que sinto sempre que penso no momento em que vou apresentar os meus filhos um ao outro. A emoção é tanta que fico de lágrimas nos olhos. Deve ser um momento único e mágico para os pais. E é um momento que vai ser muito especial para o filho mais velho. É o momento em que ele vai deixar de ser o centro das atenções cá de casa para passar a dividir a vida, a casa, os pais e tudo o que é mais importante para ele com o irmão. Na sessão de coaching que fiz com a Magda ela sugeriu que eu escrevesse numa folha tudo o que eu quero dizer sobre o mais velho ao bebé que acabou de nascer. Que eu pensasse como os quero apresentar. Quem é aquele mano mais velho, que seguramente será o ídolo do pequenino. O seu herói. E a pouco mais de um mês do grande dia começo a escrever na minha cabeça o texto que quero dizer ao Afonso quando o mano o for conhecer. Quero que seja um momento muito especial. Quero que o meu amor grande pegue ao colo no mano, quero que o cheire e que o beije. Que o sinta. Que o receba na sua vida e no seu coração. Hoje ele puxou a conversa do mano (evito ser eu a falar para ele não achar que eu estou sempr a impingir-lhe o irmão) e eu voltei a perguntar se ele queria ir comigo comprar um presente para o mano. Ele voltou a dizer que sim. E, desta vez, disse que lhe queria dar flores e um chupa chupa. Eu disse que o mano ia nascer muito bebé, como ele já sabia, e que não poderia comer chupas. Mas ele disse logo: oh, mãe!! Compramos um chupa chupa pequenino. Muito pequenino!!!

"O pai mais horrível do mundo"

Hoje gostava de ir a esta apresentação !!!


15 de março de 2013

Folar da Páscoa da Bimby

Alguém tem uma receita mesmo boa que queria partilhar?? Aqui a grávida anda com desejos de um bom folar... Ui. Que bem que ia agora, morninho e com manteiga... Era menina para comer um inteiro, sozinha... 

Um livro para os mais pequenos

"Onde está o bolo?" é um livro sem palavras, mas muito giro. O meu filho está a adorar! É  o livro que tem escolhido nas últimas noites para a história antes de dormir. É uma espécie de "onde está o wally" para os mais pequenos. E sempre que o lemos inventamos uma nova história. 

Bom dia, sol!!!

Por aqui continuamos em modo lavandaria infantil!! Isto está mesmo uma loucura!! Acho que tenho roupa para trigémeos e já proibi toda e qualquer pessoa de oferecer mais roupa. É que o Baby vai ter a roupa do mano mais velho e do primo, que nasceu depois do mano. E é tanta roupa!! Só fraldas de pano hoje contei 22 quando as estava a estender. E eu sou uma rapariga muito controlada nas compras, é muito raro perder a cabeça ou comprar por impulso... E ainda bem que só comprei meia dúzia de peças novas para o Afonso e que comecei esta semana a tratar das roupas ou o miúdo nascia e estava tudo em caixas!!! Nota: as fraldas de pano nunca foram demais. Quando a minha mãe as comprou achei que ela tinha perdido a cabeça e que bastavam duas ou três, mas o meu mais velho era muito bolsão e as fraldas de pano deram imenso, mais imenso jeito!!!

O meu filho quer ser dragão!!

E não é do FCP!! É um dragão que cospe fogo!! Ou um dinossauro. Ou um tigre ou um jaguar. E estas são as brincadeiras dele com o pai. Salta no sofá. Atira-se ao ar. Ouvem-se urro, guinchos e gritos. Os desenhos animados de eleição passaram a reflectir este interesse. São tudo bonecos horríveis com super poderes, cuspidores de fogo, dragões, dinaussauros e bichos voadores!!!

Para quem gosta de pendurar quadros, molduras e afins

Insta Hang!! Foi o meu presente do dia da mulher: safa-te aí e não me estejas sempre a melgar para pendurar quadros e molduras!! Deve ter sido isto que o meu marido pensou, mas a verdade é que é espectacular!! Não faço ideia se é caro ou barato, e também não quero ver porque foi presente do meu amor, mas isto é uma rapidez e uma facilidade que até faz impressão de tão bom que é!!

Habemus café!!!

Bom dia e boa sexta feira!

14 de março de 2013

Café - a saga!!!

Depois de ter ido 4 vezes ao supermercado para comprar café e ter-me sempre esquecido de o trazer hoje lá fui eu muito decidida. Ia comprar capsulas Nicola que dão para a minha máquina, mas como não havia e eu já só queria comprar café trouxe 4 embalagens de uma marca do Pingo Doce com bastante bom aspecto. Toda fofinha, ao jantar, levantei-me para ir fazer um café ao Maridão. Abri a embalagem nova. Peguei numa cápsula, bastante grande por sinal, tentei encaixar na máquina e tcharam... Uma leitura mais atenta da embalagem dizia: cápsulas exclusivas para as máquinas Pingo Doce!!! 

ISR - primeira lição

O meu filho teve hoje a primeira aula com a instrutora Estela Florindo para aprender os princípios básicos de rotação na água para se conseguir virar sozinho e ficar a boiar. Dos vídeos que já vi, vejam aqui no FB do ISR Portugal, e da informação que recolhi acho incrível como é que isto não faz parte do currículo das crianças a nível gratuito, pago pelo Estado. Se é possível ensinar técnicas que permitem que uma criança que cai à àgua se possa aguentar como é que não se investe mais em prevenção. Eu tenho pavor de piscinas. Tenho um filho super destemido e aventureiro. Ele anda na natação, mas estas técnicas são diferentes. O site aqui.

Agora é que me tramaste!!!

À entrada para o banho
Filho: posso levar a minha espada?
Mãe: não, filho.
Filho: mas o Manel ( boneco de plástico tipo super herói) pode ir.
Mãe: sim, pode.
Filho: a espada é feita de quê? É plástico como o Manel?
Mãe com cara de batanetes e a ver que não tem argumentos válidos.
Mãe: é um plástico diferente...
Filho: tu disseste que o plástico podia ir para a água.
Mãe: tenho medo que se estrague... É um plástico diferente
Filho: não estraga, mãe. É plástico!!

Lição: escolher bem os argumentos!! Que este meu filho de parvo não tem nada!!!

ISR - Vale a pena ver o vídeo




13 de março de 2013

Em tons de azul

E eu completamente apaixonada!!!

Grávidas, filas prioritárias e bocas foleiras!!!

Quando estou grávida utilizo as filas prioritárias. Se está pouca gente ou pessoas mais velhas deixo-me estar sossegada e fico à espera. Mas se há coisinha que me irrita são as pessoas que mandam bocas quando eu, delicadamente, passo à frente em direcção à caixa. Sim, porque toda a gente finge que não vê a nossa barriga estejamos nós grávidas de 4 meses ou de 8, como estou agora. Já ouvi de tudo. Há pessoas que refilam directamente, que não compreendem porque é que uma grávida é prioritária, pessoas que têm dores de costas, nas cruzes ou nos miolos. Mas o que mais me irrita são as pessoas que depois ficam a fazer conversa sobre o assunto, em surdina, com quem está atrás na fila. Hoje no Ikea foi um desses momentos. A senhora que ia ser atendida teve de esperar porque eu passei. Era uma fila enorme e eu estava cansada. E lá ficou ela a falar com a fila toda sobre quando esteve grávida e sobre o facto de nunca ter utilizado uma fila prioritária. Eu já me deixei de dar conversa. Querem falar, falem. Têm ou tiveram prioridade e não a quiseram utilizar é com elas. Eu uso sempre que me apetecer e sempre que tiver direito a ela. Cada um faz como quer, mas que me irrita aquela conversinha de surdina 'gravidez de não é doença' irrita!!! E se as pessoas fossem delicadas com os idosos, com os deficientes, com quem está grávida ou com crianças não eram precisas filas prioritárias porque as pessoas, natural e educadamente davam o lugar, mas no nosso país elas têm de existir porque de outra maneira ninguém tem uma atenção especial.

Mimo ao deitar

Mãe: e então, filhote, dormiste bem na casa da avó?
Filho: ( com um ar muito infeliz) não. Tive saudades de ti. Muitas
E abraça-me.
Mãe: não digas isso. A avó disse que dormiste muito bem.
Filho: mas não. Tive muitas saudades.
E abraça-me outra vez.
E eu enchi-o de beijos e de abraços. Desde que o fui buscar que me disse umas dez vezes que tinha tido saudades. Mas eu sei que ele esteve lindamente com os mimos da avó e da tia.

Novo papa

Enquanto eu via a notícia da eleição do novo Papa, o meu filho diz-me: eu não gosto de papa, mãe!! E depois lá lhe expliquei que o Papa era o chefe da Igreja, o representante de Jesus na terra. E o meu filho começou a cantar: come a papa, Joana come a papa... 

Memória de grávida

Já fui 4 vezes ao supermercado comprar café, mas esqueço-me sempre de o trazer. A memória de grávida é uma desgraça e como agora não bebo café nunca me lembro. Desgraçado do Maridão que, mais uma vez, vai ficar sem café depois do jantar.

A minha casa parece uma lavandaria!!

Roupa na máquina. Roupa estendida ao sol. Roupa estendida dentro de casa. Roupa em cima da tábua de engomar. Roupa dentro do cesto já passada a ferro. Roupa dentro do saco à espera de ser passada.

Curso ISR


Tomei conhecimento do curso através deste blog e já pedi mais informações. Gostava muito que o meu filhote mais crescido aprendesse estas técnicas.

O meu siso e a gravidez

Continuo com dores no meu dente. O dentista quer esperar que o meu baby nasça, mas eu tenho alturas em que só me apetece agarrar num alicate e arrancar este maldito siso. Há alturas em que nao me dói, mas tenho sempre uma sensação desagradável e de sensibilidade extrema!! Raios!! Nunca tenho dor de dentes e logo agora este siso resolveu dar chatice. E o meu medo é que isto esteja inflamado e com alguma infecção que também seja prejudicial. Volto ao dentista na sexta feira para ele me observar. 

Efeitos secundários

Ontem fomos ao cinema com uns amigos ver o filme "Efeitos Secundários". Eu tinha visto o trailler. Fiz a sugestão. Eu gostei bastante, apesar de ser um filme muito pesado. O Afonso mexeu-se imenso provavelmente devido ao barulho e às emoções. O nosso filhote ficou com a minha mãe, que está sempre a dizer-nos para irmos sair e fazer programas, que é para ela ter o seu netinho só para ela. Ele fica lá muito bem, costuma perguntar por nós e há noites em que faz um bocadinho de teatro a dizer que não quer a avó, mas depois fica lindamente. E a minha mãe costuma gabar-se que ele lá come lindamente!!! 

Duas vidas

Quando eu em Setembro soube que estava grávida coincidiu com o dia em que tinha um jantar marcado com uma querida amiga. Encontrámos-nos no Chiado e, mesmo antes se nos sentarmos à mesa contámos uma à outra as novidades da nossa vida: eu estava grávida e ela tinha cancro da mama. Fizemos a descoberta na mesma semana. Caiu-me tudo. Não sei como conseguimos jantar, rir e estar divertidas. Eu estava com um nó no peito gigantesco. Desde Setembro até aqui a minha barriga cresceu e a minha amiga enfrentou a quimioterapia. Eu ganhei peso e fiquei super grávida e ela perdeu o cabelo. Mas estivemos mais presentes na vida uma da outra do que em qualquer outra altura. Eu e outro amigo nosso. Cinema e jantaradas têm sido uma constante. E brincamos. Havia uma altura em que as restrições alimentares dela eram quase como as minhas: nada de sushi nem legumes crus fora de casa!! E gozamos com a doença ao mesmo tempo que vemos a nossa amiga lutar com todas as suas forças!! Não deixou de trabalhar e apenas no dia a seguir à quimio fica a descansar, quimio essa que enfrentou com humor chegando a dizer que "teve ressacas piores e que enjooava mais em mar alto para ir mergulhar do que com o chuto da quimio". Mandou vir chapéus e turbantes lindos de Londres. Ela até prefere andar careca, e é assim que está em casa entre amigos, mas na rua as pessoas agarram-na e abordam-na e abraçam-na mostrando-se solidárias, mas ela prefere evitar estas demonstrações. Semelhantes à daquelas pessoas que se agarram a fazer festas nas barrigas das grávidas. Ontem, no final do cinema, marcávamos o próximo jantar. Ela disse que para a semana, a qualquer dia, lhe podem ligar a dizer para dar entrada no dia seguinte no IPO para remover a mama. O meu amigo brincou logo a perguntar se ela tinha a mala pronta!! E depois perguntaram pela minha mala da maternidade!! E a data do jantar vai ser difícil de conciliar. A minha amiga vai ser operada e depois pode ter de 15 dias a um mês de recuperação. E depois é a altura do meu Afonso nascer... E é assim que duas amigas têm vivido, a par e passo, dois momentos tão fortes das suas vidas. Enquanto eu espero a chegada de mais um filho e revivo a alegria, o amor e a vida na maternidade a minha amiga luta com todas as forcas contra um cancro, extremamente agressivo, para se manter agarrada à vida. 

12 de março de 2013

"Compreender as relações entre irmãos"

Já o tinha oferecido a uma cunhada quando estava à espera do segundo filho e agora tive de correr muito para o encontrar, pois ao que parece a colecção vai ser descontinuada ou reeditada. Ninguém me soube dizer ao certo. Felizmente consegui encontrar um exemplar perdido deste livro numa livraria e já o estou a ler. É um pequenino livro, do género do das birras, do choro e da alimentação, que já aqui falei, e espero que me ajude nesta fase em que preparamos a chegada de mais um filho à nossa família. Estamos a pouco mais de um mês da chegada do Afonso e às vezes pergunto-me como vai ser. Que tipo de mãe vou ser para cada um e para os dois? Não é só o filhote mais velho que tem dúvidas e inseguranças, como falei no post anterior, eu também tenho e certamentente o pai também terá. Cada um de nós tem os seus receios, os seus medos e as suas ansiedades. Mas o importante é tentarmos lidar com eles para que possamos ajudar os nosso filhos a crescerem juntos, a amarem-se (apesar de todas as discussões, estaladas, zangas que possam ter) e a contarem sempre um com o outro para a vida. Acredito que uma das maiores riquezas que podemos dar a um filho é um irmão. E desejo do fundo do coração que os meus filhos sintam isto pela vida fora.

Xixi na cama

O desfralde do meu filho mais velho foi um sucesso. Partilhei aqui convosco as histórias e as peripécias que ocorreram em final de Junho e início de Julho, altura que coincidiu com as nossas férias, e tirando um ou outro percalço foi um processo muito rápido, seco e espectacular. No entanto, o aumento da minha barriga e o facto dele achar que eu estou a explodir o mano cá para fora a qualquer momento deve estar a interferir com ele, pois temos tido alguns acidentes. Não faz xixi a meio da noite, é já de manhã, quando acorda, que faz xixi em vez de se levantar. A mim soa-me a chamada de atenção. Não lhe ralhamos, mas queremos que ele explique porque é que tal aconteceu, mas ele escapa ao assunto dizendo que tem muito frio... Meu pequenino mais crescido. Por fora está feliz e radiante com a chegada do mano, mas por dentro deve ter dúvidas sobre o que aí vem.

11 de março de 2013

E quando estou prestes a levantar a voz...

... Lembro-me do desafio que aceitei, aqui. Lembro-me do compromisso que assumi com a Mum's the Boss, comigo, com o meu filho e com o bem estar e felicidade da nossa família. E aí, a minha voz baixa de volume, reorganizo-me, acalmo-me e falo com ele num tom baixo. Este desafio tem tido essa importância, tal como tudo o que tenho aprendido ao nível da parentalidade positiva, não nos muda de um dia para o outro, não nos transforma na mãe do Ruca, mas faz soar um alarme sempre que agimos ao contrário do que gostaríamos. Mesmo que a voz saia mais alta do que queremos temos essa consciência e acho que isso é muito importante. Pois, inevitavelmente, vamos baixando o volume e tentando agir de acordo com o nosso desejo que é... Berrar mais baixo!! 

Roupinhas do Afonso

O sol que espreita entre as nuvens e as gotas de chuva tem permitido que eu vá lavando e secando a roupa do meu baby. A grande maioria das roupinhas eram do meu filhote mais crescido e estar a lavá-las e a mexer-lhes faz-me viajar 3 anos no tempo. Faz-me lembrar do meu bebé querido, o meu mais velho, aquele que fez de mim mãe, quando era pequenino... Tão pequenino e tão frágil. O tempo passa mesmo depressa e ao olhar para aquelas roupas mais queridas, mínimas, fofinhas, de recém nascido sinto o amor a crescer dentro do peito.

10 de março de 2013

32 semanas de Afonso

Chegámos às 32 semanas de gravidez e aproveitámos o sol e o vento para começar a lavar as primeiras roupas do Afonso. O tempo passa depressa e está mesmo na altura de começar a preparar tudo para a chegada do mais novo às nossas vidas.

9 de março de 2013

Em defesa do meu mais velho

Tivemos umas semanas muito difíceis com muitas birras, muitos nãos e muita teimosia à mistura. Sentia-o a testar os meus limites e a minha paciência. Estava impossível de todo. Era tudo uma guerra e uma dificuldade. Senti que tudo isto se tinha agravado com o pulo que a minha barriga deu e com ele ter sentido o mano a mexer-se dentro de mim. "ai ficas feliz quando o mano te dá um pontapé, espera lá que eu também sei dar!!". Mas de repente, coincidindo com andar a comer melhor com as vitaminas e mesmo quando nos esquecemos de lhas dar, acalmou. Tem andando um doce, dentro da diadrice da idade. Obedece à primeira ou à segunda, não refila, não faz dramas nem cenas só porque sim. Têm sido uns dias muito mais felizes. Ser mãe de uma criança que está disposta a tentar a nossa paciência até ao limite não é fácil e desfrutamos muito mais da vida assim. Obrigada, filho crescido, por estares a portar- te como um menino grande. Como um menino que pede em vez de exigir. Como um menino que apesar de continuar o meu pirata traquinas, também está decidido a portar-se bem. 

"Os amigos são assim"

O meu filho gosta muito de ver desenhos animados. Ultimamente está inclinado para os Gormitis, guardiões  e para os super herois, mas também gosta de outros "mais fofinhos", que têm o meu total apoio! Uns que ele gosta muito são o "Gaspar e Lisa".


E foi com estes desenhos animados que aprendeu as expressões: "os amigos são assim!!" e "catastrophe" e usa-as frequentemente, dentro do contexto apropriado, e com muita graça.

Pequeno almoço de pijama

O que o meu filho mais adora no fim de semana é tomar o pequeno almoço de pijama. As primeiras perguntas do dia foram, como de costume: é fim de semana? Posso tomar o pequeno almoço de pijama?? Eu respondi a tudo que sim e disse ainda que eram 7 e 15 da manhã. Era muito cedo. Ele respondeu que já tinha energia... E aqui estamos!! Bom dia, sábado! Espero que os vossos piolhos vos tenham deixado dormir até mais tarde. Se fosse dia da semana ainda estaria ferradinho no sono comigo desesperada para o tirar da cama, mas como é sábado... Borá lá acordar para a vida!! O que me incomoda mais é que hoje juntamo-nos todos para comemorar o 40 aniversário de uma cunhada e depois ele vai estar cheio de sono. E em vez de lá ficarmos a tarde toda na brincadeira e na conversa ele vai precisar de dormir a sesta. Eu expliquei-lhe isto, mas acho que para ele não fez muito sentido!!

Dor de dentes parte 2

Tenho sentido uma moinha no tal dente do siso que me começou a incomodar há umas semanas. Quando fui ao dentista ele analisou, sem recorrer a raio x por causa do Baby na barriga, e como já não me doía resolvemos esperar até poder tirar o dente sem problemas por causa da gravidez. Se me voltasse a doer muito que lá voltasse. Desde então tenho tido umas moinhas ligeiras que vão e voltam, mas sem incomodar muito. Mas esta noite voltei a acordar com uma dor horrível. Lá tomei um ben-u-ron, não mexi no dente (apesar da minha vontade ser arrancá-lo com as próprias mãos!) e voltei a adormecer. Achava que hoje a dor teria passado passado, mas apesar de não estar muito aguda aqui está ela. Porque é que é sempre à sexta feira à noite que isto acontece? Será que vou passar o fim de semana assim?? Que ódio!!! Nunca tive problemas de dentes e logo agora que são  contra-indicados os raios x e as anestesias é que o raio do siso havia de dar sinais que tem de sair!!!

8 de março de 2013

O nosso jantar

Sempre adorei pizza. Adoro! E desde que tenho Bimby que passei a fazer pizzas caseiras frequentemente. E a de hoje ficou especialmente deliciosa. O recheio era muito simples: fiambre, azeitonas, cogumelos, queijo mozarella e oregãos. Estão a ver o tabuleiro? Foi todo!! O filhote comeu que se fartou. Benditas vitaminas!


No final, um miminho para o Maridão. Mouse de chocolate, também feita com a ajuda Bimby! E o segredo da minha mousse, que todos gostam muito, é o chocolate de cozinha do Lidl.


O livro do Afonso...


Comecei hoje a escrever a história do Afonso, que é também a minha história, a história do pai e do mano...

Desafio "Berra-me Baixo!"


Hesitei. Não me queria comprometer sem ter a certeza de que o ia levar até ao fim. Falo alto. O meu filho finge que não me ouve e eu grito. Se resolve? Acho que é mais para o (meu) nervo do que outra coisa. Se quero ser uma mãe que grita? Não!! E sinto-me mal quando o meu piolho de 3 anos diz qe não gosta que eu grite! Costumo responder que não gosto que ele se porte mal. Abraçamo-nos e fazemos as pazes, mas ele volta a portar-se mal e eu a gritar!! Se tivesse uma varinha de condão que me transformasse numa mãe de voz doce e suave, que nunca levanta a voz nem perde a compustura, não hesitava em pedir esse desejo. Como não tenho varinha vou aderir a este desafio da Mum. Vou precisar de ajuda, Magda! O meu filho às vezes tira-me mesmo, mesmo do sério! E com a minha barriga a explodir e ele a sentir os pontapés do mano a coisa complicou-se! Mas, vamos embora!! Desafio aceite... Instruções da Mum, aqui. E vocês??

Dia da Mulher!

Não sei se gosto ou não do dia da mulher. A mim pessoalmente não me aquece nem me arrefece, mas infelizmente ainda há muitas e muitas mulheres que não têm voz, que não têm liberdade, que não têm escolha. E talvez por todas elas faça sentido manter este dia. Para que possamos chegar ao momento em que este dia deixe de ter de ser assinalado. Eu sou mulher, adoro ser mulher. É muito mais trabalhoso que ser homem, mas temos uma maneira muito própria de olhar o mundo e de conciliar todos os mundos. Para não dizer que conseguimos fazer várias coisas ao mesmo tempo...Uma boa sexta feira a todas as que por aqui passam! e mimos e flores... Se vierem neste dia óptimo, mas o importante é que venham em todos os dias do ano!!

Filho de 3 anos...

Cá em casa todas as refeições são feitas à mesa, em família, sem televisão ou outras distracções. Mas abrimos excepção para o pequeno almoço durante a semana. Apesar da mesa da cozinha estar posta para todos e eu e o meu marido fazermos questão de começarmos o dia juntos, o meu filho tem autorização para tomar o pequeno almoço a ver o Zig Zag da RTP 2. Foi uma decisão tomada em conjunto com o meu marido e o mais pequeno adora aquele momento da manhã. Apesar de poder tomar o pequeno almoço na sala a ver os desenhos animados muitas vezes prefere juntar-se a nós. 

Esta manhã eu e o meu marido a prepararmos o pequeno almoço. Marido vai à sala.

Marido: vens tomar o pequeno almoço com o pai e a mãe ou ponho-te a mesa aqui?
Filho: Vou contigo, pai, mas obrigado por perguntares!!! 


Medo, muito medo!!!

Em menos de 10 minutos acabei de devorar dois croissants folhados com queijo e fiambre, um sumo de laranja natural e uma tablete de chocolate com arroz tufado!!!

7 de março de 2013

Que diálogo

O meu filho tinha duas bolachas na mão. Olho e já não vejo nenhuma. Ele anda a comer melhor por causa das vitaminas, mas estranhei ter devorado 2 bolachas em poucos minutos.
Mãe: já comeste as bolachas todas?
Filho: não. Fiz pause!!

Tecnologias a mais???? Fiz pause?!?! Pause é o que ele faz quando pára os desenhos animados para ir fazer outra tarefa. De facto, estas crianças são mesmo de outro século!!

A aproximação da data do parto

Apesar de ainda faltarem umas boas semanas (assim o espero) para a chegada do Afonso há alturas em que já penso no parto. Hoje na aula de Pilates foi um desses momentos. Uma colega perguntava sobre os exercícios a fazer com a bola para ajudar a aliviar o trabalho de parto. A professora explicou e eu só pensava que o que aliviou mesmo foi a epidural. Na outra gravidez fiz o curso de preparação para o parto e estava (assim eu achava) mais do que preparada para um parto natural. Como às 40 semanas o piolho não queria nascer o parto foi induzido e correu tudo 5 estrelas! A minha médica foi espectacular, gostei do hospital, adorei ter lá o meu marido comigo e a epidural. E agora?? Acreditam que estou com o receio de uma mamã de primeira viagem? Correu tão bem o primeiro parto que às vezes tenho receio deste?? Sou uma mariquinhas do pior e a minha vontade era voltar a induzir o parto e fazer tudo da mesma maneira. Mas claro que isto é uma estupidez e só se devem induzir os partos por razão médica, mas deu-me para isto... E se me rebentam as águas a meio da noite?? E o nosso filho mais velho?? O que é que lhe fazemos? E ligamos à médica a meio da noite? E se ela não atende e acabo por ser assistida por outro médico?? Já vos disse que pareço mãe de primeira viagem, não já?? 

Constatações de grávida

A caminho das 32 semanas custa-me:

- tirar a roupa da máquina de lavar,
- estender roupa na corda,
- estar muito tempo sentada na mesma posição,
- estar dobrada a dar banho ao mais velho,
- estar sentada no chão a construir legos e depois ter de me levantar... Ui!! Até parece que as costas se partem quando me levanto.

Adoro ouvi-lo cantar!!

A, B, C, D, J, P, T, H, I, J... E vai por ali fora, cantando, todo contente e afinado. A música ele sabe a letra é que ainda está a aprender!! Mas se vissem como ele se diverte!!


A inscrição na creche

O meu Afonso ainda está no quentinho da minha barriga, mas hoje já o inscrevi na creche do irmão. As inscrições nesta I.P.S.S são durante a primeira quinzena de Março e gosto muito da educadora que vai ficar com o Afonso. Já explicámos ao Alexandre que depois do verão o mano vai para a sala dos bebés e que vai ser muito giro ter um irmão na mesma escola. Agora é fazer figas para que ele entre. À partida não deve haver problemas porque quem tem irmãos a frequentar a creche tem  prioridade, mas até termos a confirmação tudo pode acontecer.

6 de março de 2013

O pós parto

O pós parto pode ser complicado e muito duro para as mulheres. Lembro-me do meu pós parto, há 3 anos, e recordo-me que o primeiro mês com o meu marido em casa foi tranquilo, mas assim que ele acabou a primeira parte da licença me senti muito sozinha. Esta altura coincidiu com o início da fase das cólicas do meu filho e havia dias em que chorava ele e chorava eu. Fisicamente recuperei bastante bem do parto, mas as noites mal dormidas, o choro, o cansaço de quem não dorme mais de 2 horas seguidas foi duro. Nesta fase foi muito importante sair de casa e ir às aulas de recuperação do parto. Podia levar o meu baby, que ficava com uma enfermeira, e fazia ginástica ao mesmo tempo que convivia com outras mamãs, assistia a workshops e arejava a cabeça. Como ele nasceu em Janeiro, num ano muito frio e chuvoso, eu não tinha grandes alternativas de passeio. Além disso, toda a logística de sair com ele sozinha era complicada para uma mãe de primeira viagem sem elevador e com o carro estacionado a quilómetros. Desta vez, quando nascer o Afonso, será primavera e acredito que serei mais descontraída para sair de casa, que acho fundamental. Além disso, o sol e os dias grandes serão grandes aliados da boa disposição. Por mais que amemos o nosso bebé e estejamos completamente rendidas ao amor e à maternidade os dias pequenos de chuva e frio podem ser duros para uma mãe no pós parto. Concordo com este artigo. É mesmo importante sair de casa!!! 

Filho de 3 anos com conversa de adolescente!!

A brincar como pai a construir pistolas com legos enquanto eu acabava o jantar. A certa altura oiço assim: a minha "pitola" é super mega fixe!!! Super mega fixe?!?! Mas onde é que ele aprendeu esta frase? É que não é uma expressão minha nem do meu marido!!

Que tempo é este??

A chuva não vai embora?? Dão chuva até ao final da semana que vem!!! Estou a acumular roupa e já não aguento muito mais. Posso usar a máquina de secar, mas não gosto muito e aumenta a conta da electricidade. Só preciso de um dia de sol para lavar e secar no estendal várias máquina de roupa. São Pedro, dá uma ajudinha. Obrigada.

Belly Sketcher

Partilho com vocês o resultado do trabalho da Inês Pargana. Gostei muito. Agora é emoldurar e espalhar luz e cor pela casa.