30 de abril de 2013

Prometi e cumpri...

... E sempre que der vou andar na rua a laurear com o meu piolho mais piolho! Fui mãe pela primeira  vez em Janeiro, num Janeiro gelado, escuro e chuvoso e isso não foi nada benéfico para mim ou para o meu filho. Quando soube que ia ser mãe na primavera disse logo: desta vez, vamos andar na rua! Vamos ao parque com o mais velho, vamos levá-lo e buscá-lo à escola, vamos sair e fazer esplanaiting! E apesar de São Pedro nos ter trocado um pouco as voltas, mantive a minha intenção! Roupa quente, capa de chuva e mantas quentinhas e lá vamos nós. Neste momento, o pai joga Padel, o filho dorme na alcofa do carrinho e eu ando por aqui a navegar enquanto me delicio com uma de salmão e um sumo natural! E acreditem, para mim, este Outdoor tem feito toda a diferença. E há que aproveitar a licença partilhada com o marido para irmos namorando entre mudas de fraldas e as brincadeiras do mais velho.

Generation Gap

Desde que soubemos que estava grávida e que o risco de aborto era menor que contámos ao nosso filho que ele ia ter um mano. Calmamente, sem pressas e sem grandes insistências fomos fazendo um trabalho para o preparar da melhor maneira. Fiz uma sessão de coaching com a Mum's the Boss e lemos o livro do Brazelton sobre a relação entre irmãos. Até agora, tem corrido tudo às mil maravilhas com o primogénito e os maiores problemas têm surgido com a minha mãe que ficou profundamente ofendida por termos decidido que o momento em que o mais velho ia conhecer o mano era só nosso, da família de 4, do nosso núcleo. Sentiu-se excluída, afastada e ofendida. Não compreende como não a quisemos presente naquele momento. A minha avó também já me disse que não tínhamos o direito de ter afastado a minha mãe, mas o que nós queríamos, e conseguimos, foi que o mais velho se sentisse especial quando conhecesse o mano por quem esperava e imaginava há tanto tempo. Até porque, deixem-me dizer, as pessoas têm uma enorme tendência para massacrar o meu filho. De repente, só sabem perguntar se gosta do mano,  se é amigo do mano e dizer que se não come bem o mano vai ser maior que ele!! De facto, as mentalidades mudaram e o que para mim e para o meu marido faz todo o sentido para a minha mãe significa que a estamos a excluir. Porque é que o mais velho não ficou a dormir na avó quando o mano nasceu? Porque ele associa dormir na avó aos momentos em que os pais vão namorar e ele não é incluído. Logo, ele poderia sentir-se excluído do nascimento do mano. Porque é que eu não a quis na maternidade a dormir comigo? Porque queria estar a sós com o meu novo filho, queria-o só para mim e que ele me tivesse só para ele! A minha mãe é uma peça fundamental na nossa vida, mas está a custar-he muito aceitar que existem outras pessoas (a família do meu marido) e momentos em que são só nossos. Ela sempre respeitou o nosso espaço e nunca impôs a sua presença, mas ontem fizemo-la falar e percebemos o que realmente sente.

Uma semana de Afonso

Foi às 17h18m do dia 23 de Abril de 2013 que fui mãe pela segunda vez. Quando o vi sair, roxo e enroladinho só pensei: meu Deus, que pequenino e frágil que ele é! E hoje, uma semana depois, só penso: meu Deus, obrigada! Que lindo que ele é. Estou completamente apaixonada por ele e pela nossa nova família! 

Conversa de irmãos

Mãe: quando o Afonso for mais crescido vais ajudá-lo a ir ao bacio.

O meu filho mais velho corre para o Afonso, pendura-se em cima dele e diz, muito despachado:

Filho mais velho: é muito fácil! Sentas-te e pões os pés no chão para não caíres!!

29 de abril de 2013

Bebés e obras

Já aqui partilhei que tenho a sina de quando me nasce um bebé tenho obras à volta. No mais velho, tivemos de sair de casa quando ele tinha 1 mês e só regressámos 3 meses depois. Ontem, voltei a fazer as malas (tanta tralha tem um recém nascido!!!) e saímos de casa. Temos o prédio em obras e estava a ficar impossível viver lá com um recém nascido, um filho pequeno e um marido asmático. Sendo assim, malas feitas e até para a semana! Viemos para casa da minha mãe que é a 2 minutos da creche do mais velho e foi com grande alegria que hoje de manhã agarrei no mais velho, enfiei o baby Afonso no sling e lá fomos a pé. O A. mais velho estava radiante a apresentar o mano a toda a gente e fomos recebidos com muito carinho por todos. O primogénito está feliz  e muito orgulhoso no seu papel de mano mãos velho e é mágico e maravilhoso vê-lo a mimar o irmão e a interagir com ele. De madrugada, enquanto dava de mamar ao Afonso olhava para o mais velho a dormir (estamos em versão circo os 4 no mesmo quarto para delírio do mais velho ) e pensava na felicidade que estou a viver. E faz todo o sentido ser mãe destes dois filhos!! E depois fiquei a contemplar os meus 3 amores a dormir e dormi tranquila e muito, muito feliz!! 

Notícias desta família de 4!!

Depois daquela noite maluca, e até hoje, as noites e os dias têm sido muito tranquilas com o Afonso a acordar de 3 em 3 horas, a mamar e depois a dormir tranquilo. Nestas coisas é bom não falar muito, mas o Afonso tem sido um verdadeiro príncipe!! Mama muito bem, dorme bem e quanto mais barulho, melhor, e é o Baby mais querido que hoje foi um verdadeiro campeão e pontapeou a enfermeira que lhe fez o teste do pezinho! É magrinho e pequenino, mas como ela disse "deu-lhe luta!!". E o melhor foi mesmo as notícias que tivemos quando fomos fazer a eco aos rins. Um deles está perfeito e comemos valores normais e o outro, apesar de manter um aumento, está com tendência a normalizar. Tem de ser vigiado, para o mês que vem tem nova ecografia, mas a médica tranquilizou-nos. E foi muito querida e meiga com o nosso bebé que fez a sua primeira eco aos 6 dias de vida!! Bebé lindo da mãe!! 

27 de abril de 2013

O leite da mãe

Filho mais velho: Também quero mamar na tua maminha.
Mãe: Sabes que o leite da maminha da mãe é para o mano bebé. Os meninos crescidos como tu já podem beber Bongo, Ice Tea, leite com chocolate. Os bebés é que só podem beber o leite das mães. 
Filho mais velho: Pois é!!

Vidas de recém nascido

Não dorme à noite nem por mais uma, mas está ao meu lado ferrado há mais de 2 horas. Já houve alvoroço do almoço. A máquina da roupa está a bombar a 20cm dele, já despejei a máquina da louça e voltei a encher com aquele barulho fofinho de talheres, pratos e copos a tilintar. A Bimby está a trabalhar e o Baby continua a dormir ferrado. Esta noite, venho pô-lo à cozinha e ligo todos os electrodomésticos ao mesmo tempo!!

Tripp Trapp Newborn Set

Ontem o Afonso recebeu este ovinho para poder estar connosco à mesa. Sou fã da Stokke e esta é a mais recente aquisição cá de casa. Só resta saber se não teremos de comprar uma nova cadeira Tripp Trapp. É que o mais velho já não queria a cadeira dele, mas quando vir o novo gadget do mano é capaz de ficar com ciúmes. Vamos ver. Estas cadeiras são um óptimo investimento porque duram até à idade adulta!! 



A banheira do Afonso!!

Tummy Tub



Noite em claro!!

A última noite foi a pior desde que o Afonso nasceu. Não dormia mais do que 10 minutos seguidos, só chorava e queria mamar. Mamava um minuto, adormecia, metia-o no berço e ele gritava. Andámos nisto até às 6 e meia da manhã. Coincidiu com a subida do leite, o peito encaroçado, eu cheia de dores e ele aos gritos! Parecia que o meu leite não o saciava. Eu que gostava que ele tivesse amamentação exclusiva até aos 6 meses só tinha pena de não estar na Cuf onde podia tocar à campainha e pedir socorro a uma enfermeira que lhe desse um suplemento que lhe acalmasse a fome. E só pensava no filhote mais velho que dali a nada acordaria e que ia precisar do pai e da mãe. Só com o nascer do dia o Afonso mamou como deve ser e acalmou. O pai veio para baixo com o mais velho de manhã e eu dormi 3 horas seguidas!! E agora o Afonso já mamou, o peito está melhor graças à água quente e às massagens e ele dorme que nem um anjo aqui ao meu lado, junto ao sol que entra pela janela. 

Mum's the boss

No dia em que regressámos a casa da maternidade estivemos aqui. E foi gira a coincidência porque lembrei-me bastantes vezes da Magda nesse dia e no anterior porque a sessão de coaching que fizemos sobre a chegada de um irmão foi fundamental para gerirmos a apresentação dos manos e toda a dinâmica da chegada do Afonso. Desde a fotografia que levei comigo e que o mais velho viu quando chegou à maternidade (e lhe disse que tinha sido para eu não ter tantas saudades e para o mostrar ao Afonso assim que ele nasceu), o facto de estarmos só os quatro no momento em que os irmãos se conheceram e em que a nova família se reuniu pela primeira vez a 4, aos presentes trocados entre os manos (o mais velho ficou muito emocionado por o Afonso saber que ele adorava os bonecos do Toy Story), à apresentação que fizemos um ao outro, à maneira como deixámos o Afonso ir para o colo do mano e receber todos aqueles beijos e festinhas sem medos e receios... De facto, é muito bom ter quem levante questões e nos oriente com algumas práticas que mostraram funcionar noutras ocasiões. Por isso, um beijinho Magda e parabéns pelo Blog que faz 2 anos!! 

25 de abril de 2013

Família de 4!!

Eu e o Afonso já nos juntámos ao pai e ao mano em casa. Correu tudo muito bem e a nossa restrição de visitas permitiu que eu e o Afonso conseguíssemos dormir e descansar durante o dia. Da outra vez a loucura foi de tal ordem que a médica nem nos deu alta ao segundo dia, tal era o cansaço. Agora foi a paz! Durante a noite o Afonso mamava e dormia e apesar das poucas horas de sono sinto-me bastante enérgica. Mais uma vez, só tenho bem a dizer da Cuf Descobertas e as coisas não podiam ter corrido melhor. A decisão do pai ter ficado com o mais velho foi a melhor que podíamos ter tomado e ele sentiu-se especial por ter andando sozinho em programa de "homens".

23 de abril de 2013

O meu Afonso já nasceu!!


  • Correu tudo bem, apesar da epidural de há 3 anos ser mais eficaz!
  • Começou logo a mamar muito bem,
  • Estamos felizes!! 
  • Os rins, em principio, estarão bem e dentro de valores aceitáveis e amanhã será observado ao pormenor
  • É lindo e pequenino. 2960kg. Amanhã saberemos o comprimento
  • É um morenaço e é parecido com o mano,
  • O mano apaixonou-se por ele quando o viu. Pegou-lhe ao colo e achou-o lindo e depois foi com o pai jantar fora para comemorar.
  • Eu sinto-me bem e feliz!! E estou sempre a ver se ele está a respirar. É que dorme tão tranquilo...
Obrigada por todas as mensagens positivas e de boas energias que recebi assim como alguns emails. O pequenote dorme e eu depois da vistoria da enfermagem espero fazer o mesmo. 

  • Faz todo o sentido que um filho meu tenha nascido no Dia Mundial do Livro!!! Que a história da sua vida seja longa e feliz. Que saiba o que é o amor e a amizade. Que tenha sempre no mano mais velho um amigo e um companheiro. Que tenha muita saúde, sorte e inteligência. Que saiba escolher bem os caminhos e que possa sempre contar comigo e com o pai, e restante família.

22 de abril de 2013

E amanhã é o grande dia!

Que seja "uma hora pequenina", como todos me desejam! Já está tudo pronto para irmos para a maternidade depois de deixarmos o nosso mais velho na creche, como nos outros dias. Confesso que sinto algum nervoso miudinho e que ainda nem me apercebi bem que amanhã, a esta hora, se tudo correr bem e conforme o previsto já terei o meu mais recente tesouro nos braços. Hoje era o último dia do mais velho como filho único e o nosso final de tarde acabou no parque, em grande brincadeira, mimo e beijos. Sabe que o mano "já está pronto" e até se disponibilizou a ajudar "eu puxo-lhe as pernas, mãe". Não sabe que é amanhã para não criar ansiedades, mas já prometemos que será a primeira vista do mano e que depois vai jantar fora com o pai para comemorarem. Sabe que eu vou ter de ficar no hospital e já contou ao pai a brincadeira da manhã, quando temos de fugir dos crocodilos enquanto nos vestimos cheios de pressa para o crocodilo não nos apanhar. Já deixei uma muda de roupa preparada para o pai o vestir e já preparei uma muda de roupa para se for preciso ele amanhã ficar na avó. Mas se Deus quiser e tudo correr bem amanhã ele já conhece o mano e vem com o pai para casa, muito feliz!

A mala da maternidade...

Estou a acabar de arrumar as minhas últimas coisas para levar amanhã para a maternidade. Olhei para o meu actual livro de cabeceira e pensei: levo? Não levo?? Sou mesmo maluquinha pela leitura, mas este fica cá até ao meu regresso... e até eu ter coragem de regressar às leituras!

21 de abril de 2013

Despedida da barriga de grávida

A despedida da barriga quando estava grávida do mais velho. Fotografia tirada a 28 de Dezembro de 2009, 7 dias antes dele nascer. O artista foi o pai, o meu maridão.


As fotografias que se seguem foram tiradas ontem, na véspera de eu fazer 38 semanas de gravidez.
 Como o pai estava num torneio levei o mais velho para pintar o mano na barriga da mãe. Percebe-se bem que tem mais tendência para o abstracto. O esboço foi feito pela enfermeira que coordenava o woorkshop.   As fotografias são do próprio artista de 3 anos. Apesar dele ter adorado e se ter portado lindamente (continuamos na maravilhosa onda em que um anjo desceu sobre o meu pirata) acho que o que mais gostou foi ter a máquina fotográfica à disposição para fazer a reportagem fotográfica.





Porque o Rodrigo merece!!

Depois da maravilha que foi o evento de ontem " Todos por um" com 301 novos dadores, incluindo o meu marido, e 7272€ que já estão à disposição do Rodrigo, eis que surge um concerto solidário para ajudar o Rodrigo. Vai ser dia 26 de Abril na Escola de Música do Conservatório de Lisboa. Somos um povo fantástico, não somos?



Não poderei estar presente por motivo de força maior, o nascimento do meu segundo filho, mas vou ajudar na divulgação!

Felicidade em estado puro!!!

Os planos eram outros e o sono era demasiado, depois de um jantar animado que acabou perto das 3 da manhã, mas o pedido do filhote mais velho: " vamos para a praia, não está vento!" foi mais forte e às 10 já estávamos a caminho da Praia de São João da Caparica. E que bela ideia. Que óptimo dia. "está bestial", dizia o minorca de 3 anos!! E estava mesmo. E a felicidade dele à beira mar com o pai e a fazer construções é das melhores sensações do mundo. Estávamos todos felizes! Mesmo felizes!! Que grande benção!  E é neste clima de amor, calor, sol e alegria que o Afonso chega às 38 semanas.

20 de abril de 2013

As crianças e os douradinhos!!

Não percebo qual é o fascínio dos Douradinhos. Eu não gosto nem nunca gostei daquilo, mas o meu filho adora e eu confesso que naqueles dias em que eu só vou comer uma sopa ou o que sobrou da véspera lhe preparo uns douradinhos. Ele adora, fica feliz e come com verdadeiro prazer. Como diz o anúncio, o capitão Iglo é que sabe!!

Todos por ti, Rodrigo!!!

A manhã foi passada a pensar no Rodrigo! Até me emocionei quando lá cheguei. É lindo ver que as pessoas se mobilizam quando é preciso e que somos capazes de fazer tudo o que for preciso, do dia para a noite, para ajudar alguém! Parabéns a todos os que se mobilizaram para organizar este evento e a todos os que decidiram passar lá para ajudar o Rodrigo. Força, pequeno Rodrigo!! E quem lá for da parte da tarde que leve comidinhas para serem vendidas porque estavam tão boas, tão boas, que já desapareceram todas!!

Todos a ajudar o Rodrigo!!

Borá , malta!! Aqui a família já vai a caminho!!

19 de abril de 2013

Fim de tarde tranquilo

Expliquei ao meu filho que não podíamos ir à natação porque o pai estava numa reunião e a minha médica já não queria que eu fosse para dentro de água por causa da barriga grande. Ele ficou triste por não ir à natação, mas eu expliquei que o pai estava ainda mais triste por ter ficado numa reunião sem poder sair e aproveitei para lhe dizer que a isto se chamava um imprevisto! Sugeri irmos ao parque andar de bicicleta e comer um bolo, mas ele disse que queria vir para casa jogar um jogo e eu não insisti... E também me soube bem vir para casa.

Dilema de mãe

O meu marido não consegue sair a tempo de levar o nosso filho à natação e eu não tenho muitas forças para ir com ele. Só aquele calor infernal dos balneários dá cabo de mim e estar com ele dentro de água é dose e hoje não me sinto tão enérgica como ontem.  Por isso, a ideia inicial era ir  buscá-lo para irmos a um parque fechado e vedado para ele andar de bicicleta. Mas sei que ele vai ficar triste de não ir à natação e isso custa-me... E, por isso, aqui estou num dilema e ainda vou acabar dentro de água!! O meu único medo é ir parar à maternidade a seguir!! 

"Todos por um"!

A não ser que o meu Afonso decida vir ao mundo entretanto, amanhã vou estar na Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa, na Av. de Ceuta no evento "Todos por um"! Espreitem aqui, mas duvido que não saibam do que é que eu estou a falar! Hoje até sonhei com isto. É emocionante ver como toda a blogosfera e arredores se comoveu, mobilizou e uniu para ajudar o Rodrigo! Um beijinho às organizadoras e até amanhã! Eu serei a mais grávida que por lá andar!!

Filas prioritárias

Muito já aqui se escreveu e comentou o assunto. E se me irrita que não me dêem a prioridade  fico maluca quando descaradamente ainda me passam à frente! Eu estou grávida de 9 meses!! De costas não se percebe que estou grávida, mas tenho um mega barrigão que não engana ninguém!!!

18 de abril de 2013

E o rolhão mucoso já foi...

Estava na dúvida, mas parece que acabei de perceber que este corrimento gelatinoso rosa escuro que perdi à bocado é o rolhão mucoso. Da outra gravidez não o vi e nenhuma das minhas amigas sentiu a perda do rolhão, além disso, achava que era uma coisa mais compacta, mais tipo rolha, mas parece que afinal é  apenas um corrimento mais espesso. Fiz o curso de preparação para o parto há 3 anos e há coisas que já esqueci... Esta foi uma delas!

A fazer o ninho

Ando com uma energia inesgotável. Tipo super mulher a speeds. Mas não são os speeds que me dão este power, mas as hormonas de fim de gravidez. O meu marido anda maluco comigo e ciz que fica cansado só de olhar para mim. Se passei os primeiros meses da gravidez a dormir, esta última semana ando a bombar! Como já arrumei, limpei, guardei, mudei as roupas de inverno para as de verão e já não tenho nada para fazer em casa, além das actividades normais diárias, nada melhor que o ar livre para queimar energias. Hoje depois da minha última aula de Pilates nada melhor que andar 1h30 junto às docas e depois ir jogar futebol para o parque com o meu filho. É o que a enfermeira chama de fazer o trabalho de casa para preparar o corpo para um parto mais fácil. De manhã fiz um CTG que não acusou contracções e o bebé está com os movimento certos. Se o fizesse agora, já acusava algumas contracções, mas tudo muito tranquilo!! 

Conclusões de uma criança de 3 anos!

Eu ao telefone: adeus. Bom cinema.
Filho: Quem é que vai ao cinema?
Eu: a avó A.
Filho: ver o quê?
Eu: não sei.
Filho: deve ser um filme.
Eu: (contendo o riso) isso deve.
Filho: (muito convicto) deve ser um filme de notícias.

17 de abril de 2013

Mimos para a mãe (vaidosa)!

Manicure, pedicure, depilação e sobrancelhas impecáveis! Quero que o meu mais novo me conheça no meu melhor! E se há mulheres que não gostam do seu corpo quando estão grávidas, eu adoro! Também tenho uma boa genética que não me deixa inchar nem reter líquidos! E é a altura em que me sinto mais bonita! Para a semana a disposição para a vaidosice vai ser outra. Mas é engraçado que eu nem sou muito vaidosa (apesar de andar sempre com as unhas das mãos e pés arranjadas e pintadas), mas quando estou grávida sou!


(Já me disseram que no hospital podem implicar com o meu verniz - e escolhi um mega rosa - e pedir para tirar, mas vou arriscar. Como foi com vocês?? Tiveram de tirar o verniz para o parto? É que da última vez tirei e no dia a seguir vi várias mães de unhas pintadas a dar banho aos filhos )

Grávida, mas futebolista! É assim o amor de mãe...

Muito grávida (se bem que orgulhosa a usar a minha roupa normal de primavera/verão e apenas as calças são de grávida), mas a correr no parque e a jogar à bola com o meu rapaz! Claro que de vez em quando tenho de ir ao banco, descansar, mas nada como ter um filho de 3 anos para estar em forma!

As questões domésticas e a chegada de um recém-nascido

A poucos dias de ter mais um baby na minha vida há que tratar de algumas questões práticas. Uma delas são as refeições. Ninguém quer vir para casa com um recém-nascido e estar a cozinhar em vez de estar a tratar do bebé e do filhote mais velho. Por isso, hoje, é para sentar à mesa e começar a planear as refeições das próximas semanas. Já atestei o congelador de carne, peixe e vegetais e agora é organizar e cozinhar  para que nas próximas semanas seja só descongelar e já está!

Perspicácia infantil

No carro a caminho da escola:

Mãe: estou muito orgulhosa de nós. Desde que a mãe prometeu à Cátia chegarmos sempre a horas nunca mais nos atrasámos.
Filho: ainda não chegámos. E está trânsito!
E eis-nos parados na 2ª circular!
Filho: eu disse que estava trânsito. Eu sabia! Vi muitos carros!

Felizmente, a fila andou rápido e mantivemos a promessa!

O meu filho e a boa vida!

Ao pequeno almoço:

Filho: está um dia bonito. Podíamos ir tomar um cafézinho à esplanada do parque!

E é assim... Quem sai aos seus!

16 de abril de 2013

Recarregar baterias

Hoje depois da ginástica fiz a minha estreia na praia. Não fui a banhos, que só amanhã é que tenho depilação e afins, mas almocei com a minha mãe na esplanada do Borda D'água, onde não ia há anos porque é sempre uma seca de filas e para estacionar. Mas como era um dia de semana tranquilo lá fomos. E estava-se tão bem! Tirei as Melissas do armário e lá fomos nós para a Costa!! Soube muito bem. Eu adoro praia e as próximas semanas (gostam do meu optimismo?) vão ser duras. Por isso, é aproveitar estes dias de sol para descansar e recarregar baterias!! 
Desculpem a fatia de cheesecake já a meio, mas só nessa altura me lembrei de fotografar

15 de abril de 2013

Ajudar o Rodrigo!!

Lembram-se deste post? Pois que aí vem uma grande iniciativa para tentar arranjar um dador de medula e dinheiro para o Rodrigo. Aqui fica o post da Pólo Norte com todas as informações.  

Se a blogosfera podia assobiar para o lado e não se mobilizar para ajudar o Rodrigo? Poder, podia... mas não era a mesma coisa.

"Todos por um" é o tema do evento que terá lugar no próximo sábado, dia 20 de Abrilentre as 10h e as 18h, 
na Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa. 

Esta iniciativa foi criada no sentido de ajudar a encontrar uma solução para o Rodrigo
que tem leucemia e que precisa urgentemente de um dador de medula compatível.

Uma vez que o IPO já deu alta ao Rodrigo e a solução poderá estar fora do país,
 esta iniciativa conta com uma venda solidária de artigos que serão doados por várias marcas, 
bem como por mães, amigas e bloggers.

O valor total das vendas reverte a favor do Rodrigo,
 para que a mãe possa encontrar uma solução além-fronteiras.

 O evento, para além de uma venda solidária terá também unidades de recolha de sangue/medula
 (estamos só à espera da confirmação do CEDACE que se viu a braços com a nossa pressão de tempo. 
Não é capricho, o tempo é que não é amigo do Rodrigo...), 
actividades para crianças, fotografia e bloggers fixolas para vos receberem
e darem três dedos de conversa (ou uma mão cheia).

Gostaríamos de vos convidar a todos para aparecerem, trazerem amigos, 
namorados, vizinhos, ex-namorados, família por afinidade, colegas de trabalho. Sem desculpas!
Uma picadinha aqui (não dói nada, já sabem!), uma compra gira ali, 
os miúdos brincam ali e temos um sábado bem passado em prol do Rodrigo!

Quem quiser colaborar com a doação de peças novas para venda e consequentes receitas para o Rodrigo
faça o favor de entregar em mãos ou enviar as mesmas (com indicação do preço de venda ao público) 
e com recepção garantida, no máximo até à próxima sexta-feira, para:

Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa
A/C Professora Sandra Alves
Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa. Av. De Ceuta, edifício urbiceuta. 
1350-125 Lisboa

Esperamos por todos vós! O Rodrigo precisa de todos nós!

Pólo Norte, SMS Miss Glittering


(Obrigada à Sandra, à Selma, à Filipa e à Erica que são as mais maiores
grandes por se juntarem aqui às três mosqueteiras!)

O momento alto do meu dia

Quando o meu filho me abraça e diz que me adora!!! Ganho uma alma nova e o meu coração explode de alegria!!! Sou a mulher e a mãe mais feliz do mundo!!! E beijo-o todo, todo com todo com o meu amor!! E ele continua a portar-se lindamente. Não temos birras desde sexta e ele faz tudo à primeira ou à segunda! Está um homem!

Pessoas inconvenientes

Quem tem vários filhos do mesmo sexo deve saber do que falo. Quando soube que íamos ter mais um rapaz fiquei feliz. Adoro ser mãe de um rapaz e fiquei radiante por saber que vinha aí mais um pilocas! Além de continuar a ser a princesa da casa acho giro para eles serem do mesmo sexo. Além disso, já tenho carros, bolas, aviões, legos e outros brinquedos de rapaz que cheguem para vários manos e escuso de ver a casa invadida de barbies, winx, carrinhos e alcofas de bonecas. Claro que se viesse uma menina eu teria ficado igualmente feliz e teria perdido a cabeça com roupas fofinhas e cor-de-rosa. Eu gosto de ser mãe, quero ter vários filhos e a minha preocupação é que nascam saudáveis! O meu marido estava na mesma onda que eu. Claro que uma princesinha do papá o teria alegrado, mas está super feliz com o rapaz e ele tem imenso jeito e pedalada para ser pai de rapazes. Mas o que me irrita mesmo é as coisas que já ouvimos: outro rapaz, coitadinhos!! Oh, não acertam na menina! Que azar! Podem sempre tentar à terceira. Que pena... Mas que pena o quê?! Nem todas as pessoas sonham com o casalinho!! E parece-me horrível, mal educado e deselegante falar com uns futuros pais como coitadinhos por irem ter outro rapaz. As pessoas deviam pensar muito mais naquilo que dizem!! E se querem saber gostava de ir ao terceiro filho e não me importava mesmo nada que fosse outro rapaz!!!!!

Notícias da mãe e do filho às 37+1 semanas de gravidez

Hoje lá fomos à consulta e ouvimos o coração do nosso amor bater. O maridão foi comigo e ficou impressionadissimo com o "toque" que a médica me fez. Tudo em andamento para o Afonso vir conhecer o mundo. Se ele não decidir nascer antes vamos provocar o parto na próxima terça feira, dia 23 de Abril. Mas na véspera ainda lá vamos a mais uma consulta e mais um "toque". Nestas duas últimas semanas não voltei a engordar nem um grama e parece que estou em grande forma para o grande dia. As contracções continuam, mas ainda incertas e irregulares. Está quase, quase... Ai nervoso miudinho... 

Harvard limita consumo de lacticínios da dieta saudável

O que é que pensam disto? Será que ao contrário do que sempre pensámos o leite, a não ser o materno, não é uma mais valia na nossa alimentação e na dos nossos filhos? Segundo a Harvard School of Public Health o leite pode ser prejudicial à saúde. Será que a ideia de que leite faz muito bem é apenas um esquema dos lobbies da indústria alimentar?

Conheço alguns vegetarianos e vegans que já promoviam uma dieta livre de derivados do leite apregoando que se sentiam muito mais saudáveis desde que tinham retirado os lacticínios da sua alimentação, mas até surgirem estas notícias não tinha pensado muito nisso. Mas será que é verdade? Será que quando estamos a forçar os nossos filhos a beber um copo de leite lhe estamos a dar um presente envenenado? Tenho-me questionado bastante acerca disto e vou falar com o pediatra para saber a opinião dele.

Nervoso miudinho

Hoje tenho consulta com a minha médica. Será que é hoje que vamos saber a data do parto???? Ui... Que frio na barriguinha! Toda a nossa vida está prestes a mudar. De família de 3 passamos a família de 4. De mãe de um rapaz passo a mãe de um rapaz e de um bebé... Tão bom! Tantos sentimentos bons à mistura. Um bebé tão sonhado, tão desejado e tão planeado. A família a aumentar como eu sempre sonhei.

A indignação do meu filho!

Quando saímos de casa de manhã chuviscava.

Filho: estou farto desta chuva! Eu quero ir para a praia com a minha prancha!!

Até o meu filho de 3 anos já percebeu que chega de chuva!!!

14 de abril de 2013

Uma ecografia à frente e uma carta de despedimento atrás

Infelizmente, não fui a única a ser dispensada. No meu caso não foi por estar grávida, mas por ter uma gravidez de risco e precisar de descanso e repouso... O que poderia ter sido uma simples baixa acabou num despedimento! Quando é que as mentalidades vão mudar? Quando é que começará a haver respeito, apoios e incentivos à natalidade, à parentalidade e à família? É quando já não houver crianças???

Uma ecografia à frente e uma carta de despedimento atrás - Life&Style

37 semanas de Afonso

Já é um bebé de termo!!! E este calor e este fim de semana para lá de maravilhoso - estou a viver uns dias de paixão, amor, alegria e felicidade plena - está a fazer-me tão bem! Sinto-me linda, maravilhosa e super grávida com as roupas de verão e o sol a aquecer o rosto, os braços e a alma. As  contracções abrandaram e amanhã é dia de consulta? Será que vamos marcar o parto? Ando com uma genica incrível, todos me dizem que estou com uma óptima cara e o meu mais velho continua a portar-se lindamente! Depois de uma manhã de desporto no Mini Golf de Miraflores, que o meu filho ama, com amigos, primos, cunhados e amigos fomos ao sítio predilecto dos mais novos almoçar. E não foram só as crianças que se consolaram!! Nós também. E agora a casa está em silêncio. Só se ouvem os pássaros do outro lado da janela. Filho mais velho dorme a sesta e eu preparo-me para fazer o mesmo. Adoro esta pausa das sestas e o horário de verão, que nos permite ainda ter muito dia com luz e sol ao fim da tarde. Espero que quem por aqui passa esteja a ter um fim de semana tão bom como o meu. Beijinhos.

13 de abril de 2013

Bom fim de semana!!

Cheio de sol. Sorrisos. Calor. Gente na rua. Crianças a rir. Pizza junto ao rio. Esplanadas cheias. Jardins. Bicicletas e bolas. Parques. Gelados. Um pôr do sol maravilhoso. E eu e os meus amores. E uma grande amiga e os seus amores. E sobrinhos. E mimos. E abraços e rebolanço na relva!! Que belo sábado!! Estou feliz e de barriga cheia pelo dia de hoje!! 

12 de abril de 2013

Acabar a semana em grande!!

O meu filho portou-se lindamente na escola e comeu tudo!!! Yeah!!! Depois foi à natação com o pai e fez tudo o que a professora pediu e não houve cenas para sair da piscina. E não houve cenas no duche. Chegou a casa feliz. Pediu para ver A Vila Moleza. Eu disse que sim, mas que não ia dar para ver tudo que o jantar estava quase pronto. Ele disse está bem. Quando chamei para a mesa fez pause e veio a correr jantar. Jantou tudo. Sozinho. Sem dramas. Sem chamadas de atenção. Portou-se como um rapaz crescido e bem comportado. Teve direito a mini corneto à sobremesa. Queria dois. Explicámos que não se comiam dois gelados. Perguntei se queria fruta, mas disse que não e perguntou se podia levantar-se. Saiu da mesa para acabar a Vila Moleza. Brincámos um bocadinho. Pediu para ver mais uns bonecos. Deixámos. Quando acabaram os bonecos disse que já tinham acabado e fomos lavar os dentes. Um anjo. Fomos para o quarto e disse que ele hoje tinha direito a duas historias pelo seu bom comportamento. Disse-lhe que estava orgulhosa. Ele tinha-se portado bem o dia todo. Não tinha havido zangas, nem gritos nem birras. Escolheu as duas historias, que,he comtei com todo o gosto e calma. Dei-lhe mil beijos de boa moite e saí. O pai foi beijocá-lo e ainda inventou uma "história de boca". Fechou a porta do quarto e ele ficou preparado para dormir. É tão mais fácil ser uma mãe calma e paciente quando eles colaboram!! Tivemos um óptimo jantar em família e um bom serão com direito a muitos mimos e beijos. E é bom ver que tudo o que ensinamos fica lá registado, mesmo quando eles fazem exactamente o contrário. 

Por aqui as contracções continuam...

... Suaves, não dolorosas. É o corpo a preparar-se para o grande dia. Ainda devem faltar uns dias, até porque a ideia é a médica provocar por causa do aumento dos bacinetes dos rins do Baby, mas pelo sim pelo não já fiz uma mega encomenda no Jumbo Online para os senhores cá virem entregar. E hoje estou em modo preguiça, não nasças já filho! Só fazemos as 37 semanas no Domingo, a consulta é só na segunda e o pai tem um torneio de Padel este fim de semana e eu já prometi ao mano que íamos lá fazer claque. Nós e uns amigos para correrem atrás do mano, que esta mãe gravidosa já não tem mesmo pedalada para aquele flecha de 3 anos.

Vamos ajudar o Rodrigo

Nem vou dizer mais nada porque a Pólo Norte já disse tudo e de uma maneira que não deixa ninguém indiferente. Partilhem! Vamos-nos juntar para AJUDAR!

Cliquem na imagem para acederem ao facebook para ajudar o Rodrigo.

Primeiras... e muitas contracções!

Pensei que o meu Afonso ia nascer ontem. Sentia a barriga super pesada, muito dura e estava cheia de contracções desde a hora de almoço. Não eram dolorosas, mas eram intensas. E começavam a ser frequentes. Fui buscar o meu filho à escola e como já tinha combinado com uma amiga e com os miúdos dela no parque não quis fazer a desfeita à criançada e lá fui eu. O parque em causa é pequeno, vedado, e eles não têm grande espaço de fuga. Ideal para o meu estado. Bicicletas, bolas e trotinetes e a nossa prole de 4 rapazes fica super entretida. Mas eu ontem sentia-me pesada. A minha amiga achou-me com cara de quem ia ter a criança naquele dia... Lá me arrastei para casa ao final do dia. Não consegui dar banho ao meu filho, mas fiz o jantar para ele e para o pai. Sim, porque eu sentia-me cheia e incapaz de comer. E assim que o maridão chegou pirei-me para o São Francisco Xavier. Mais uma vez fui super bem atendida. Confirmaram-se as contracções, mas o colo do útero ainda não está pronto, o bebé está óptimo, o líquido está bem e segundo a médica: quando ele quiser nascer, que nasça! A médica de serviço era muito simpática e estava rodeada de pequenas Grey's aprendizes. Na eco, a médica mostrou-lhes o meu filhote todo. Quando chega à parte dos testículos uma das internas pediu para ver melhor. Mas o meu filho muda de posição e esconde-se. Mas eu disse-lhe para ele mostrar a pilinha às meninas que estavam a aprender e eis que ele se põe no seu melhor ângulo. Muito obediente à mãe, o meu Afonso. Ainda no rimos e voltei para casa tranquila. Segunda feira tenho consulta e quer-me parecer que já não falta muito para ter o meu pequenino nos braços.

10 de abril de 2013

9 de abril de 2013

A bola de Pilates no trabalho de parto

Como já aqui partilhei faço aulas de Pilates para grávidas no Centro Pré e Pós Parto de Entrecampos. Já tinha feito na outra gravidez e adoro. São duas horas semanais que me dão imenso prazer e que me ajudam com a postura das costas e fortalecimento dos músculos mais importantes nesta fase, parto e pós parto. As minhas aulas preferidas são as que envolvem a bola de Pilates. Adoro!! É tão bom e relaxante. Sinto-me mesmo bem. Já comprei uma cá para casa e vou saber se posso levar a bola para a maternidade para usar durante o trabalho de parto. A minha professora falou dos benefícios dos exercícios que fazemos durante o trabalho de parto e eu gostava mesmo de a usar.

Custa muito ser mãe e ter de castigar os nossos filhos...

Hoje a educadora da creche falou connosco por causa do drama que tem sido o meu filho à hora de almoço. Apesar de estar melhor graças às vitaminas é sempre o último a acabar, não tem pressa, não tem fome e não se importa de ficar sozinho com a educadora no refeitório. E depois, sempre a sorrir, faz um ar de que não é nada com ele! Em casa, também há sempre cenas e faz sempre teatro. Hoje decidimos mudar de estratégia. Quando eu e o pai acabássemos de jantar a cozinha fechava e se ele não tivesse jantado ia lavar os dentes e cama. Ele fez ouvidos de mercador, riu, brincou, desafiou... E não comeu! E acabámos o jantar e tirei-lhe o prato da frente. Percebeu que não ia brincar nem ver bonecos, mas implorava pela história de deitar. E chorava. Lá foi lavar os dentes e fomos para o quarto. Ele ia de coração partido e eu também. Se há momento que eu adoro é a história de dormir, aquela ronha, aquele mimo só nosso. Limpei-lhe as lágrimas e abracei-o, explicando que ele é que tinha escolhido aquele final de noite. Pediu mimo e mimo, não se nega. Beijei-o e aconcheguei-o na sua cama. Ele ia falando da história de boa noite, mas lá ficou... Espero que ele tenha percebido. Já nem é tanto a questão de comer mais ou menos, mas o desafio que representam para ele as refeições. Não tem de comer muito, mas não pode usar a comida para fazer braço de ferro. Ele ficou triste e eu também. Custa tanto castigar um filho. Mas há que ser firme.

Filho moderno

Finalmente temos intercomunicadores no prédio!! Que modernos, não somos?? Agora já podemos comunicar com quem nos toca à porta! Fui buscar o meu filho à creche e disse que já tínhamos telefones para falar quando nos tocassem à porta. Quando o meu filho viu os telefones disse, muito desanimado: e a imagem? Não tem televisão, mãe? Lá lhe expliquei que não. E ele continuou, muito triste... Oh, mãe! Mas o telefone da prima Matilde tem televisão. E o da Bia do tio Pedro também... E nós, porque é que não temos? Gosto mais com televisão!! Não ter pedido com touch screen já foi uma sorte!

Os sons cá de casa...

Isto está uma animação. Tenho uma sopa a fazer na Bimby. A máquina da roupa a centrifugar. A Maria a aspirar e os senhores das obras a abrirem roços no meu prédio. Já vos tinha dito que as minhas gravidezes coincidem sempre com obras? Quando o mais velho nasceu tínhamos obras em casa graças a uma ex-vizinha que resolveu lixar-nos a vida com uma denúncia e vimos a obra embargada. Desta vez, são só melhorias no interior do prédio, mas coincidem mesmo com o fim da gravidez e a vinda do Afonso para casa. Para o ano que vem serão as obras do exterior do prédio e já brinquei com o meu marido... Nas próximas obras devemos estar à espera do terceiro filho!! 

8 de abril de 2013

Estou toda dorida...

Felizmente, tudo não passou de um grande susto, mas a verdade é que poderia ter sido uma tragédia. Em cima da cama do escritório tínhamos este móvel /prateleira de 160cm bem preso à parede. Vazio pesa 40kg, mas estava com dossiers e outro material de escritório pesava muito mais!! Tudo de acordo com o sugerido pelo Ikea.

Estava eu a conversar com o meu marido, antes de me ir deitar, quando de repente estou no chão, atordoada, sem perceber o que tinha acontecido e com o meu marido abraçado a mim, aflito (e ele é super calmo) a perguntar se eu estava bem. O armário tinha-me caído em cima. A minha única preocupação era o Afonso, mas ele não apanhou com nada. Como eu estava sentada à beira da cama só apanhei com o móvel na cabeça e nas costas. Como me dobrei para proteger a barriga e me atirei para o chão a zona mais massacrada foi a zona das omoplatas. A direita ainda me dói. Depois do susto inicial e de ver e não tinha nada partido comi um caramelo de fruta para o Afonso se mexer e dizer que estava tudo bem com ele. A cabeça começou a doer, mas tomei um ben-u-ron e fiquei boa. O pior sabem o que foi? Pensar que podia ser o meu filho que estava ali sentado, completamente por baixo da estante a ver um filme no computador. A semana passada dormiu cá a filha do nosso compadre e é sempre ali que dorme, pelo menos um fim de semana por mês, o meu sobrinho André. Só de pensar o poderia ter acontecido até me arrepia... Felizmente, do mal o menos... Mas nunca, nunca mais, penduro nada pesado e que possa cair. Foi a parede que cedeu!! Parede essa que é mestra e estrutural!! 

Meta pós parto


Ontem enquanto fazia a mini maratona com o meu marido e o meu filho junto ao rio (metade do tempo sozinha porque o meu marido corria ao lado do meu filho que ia na bicicleta) voltei a esbarrar com o Outdoor da Mango com este vestido, que adoro! Comentei com o meu marido que este vestido era a minha meta para o verão, a minha meta Pós Parto! O meu marido sorriu, adorou a ideia e disse que me ia oferecer... a modos quer vestido vai servir de cenourinha aqui para a je.




O presente para o mano

Depois de ter virado do avesso a loja Totti do Alegro a escolha para o mais velho foi óbvia: um "Chiquinho" como o dele (recebeu-o ao nascer e ainda hoje dorme com ele) para dar ao mano quando o mano nascer. Só não é exactamente igual porque entretanto a Chicco mudou ligeiramente o padrão. Quando chegámos a casa mostrou ao pai, todo orgulhoso, e disse que o Afonso ia gostar muito do "Chiquinho".


O "Chiquinho" azul de cima é o que o Afonso vai receber do mano quando nascer. O azul de baixo é igual ao do mais velho.

7 de abril de 2013

36 semanas de Afonso

A fotografia foi tirada ontem na véspera das 36 semanas e para celebrar um lindo dia de sol!!

Nebulizador Omron

A máquina de aerossóis cá de casa já deu o que tinha a dar. Foi de um sobrinho, passou para outra sobrinha, ainda foi a mais um sobrinho e aí é que chegou ao meu filho mais velho. É a Pic Project e correu sempre bem, mas com a chegada do Afonso decidi que vinha uma máquina nova. Estava a pensar comprar novamente da Pic, mas andei a pesquisar e disseram-me que a da Pic não funciona com corticoides ( eu usei uma vez que o meu filho precisou). Diz que vem no livro de instruções da máquina, mas como imaginam já cá não chegou livro nenhum. Desta feita, recomendaram-me a da Omron. Alguém tem? Alguém conhece? O preço é inferior à Pic. Parece é que não é tão silenciosa.

Sorvete na Bimby

Quando a fruta está a começar a ficar muito madura e um bocadinho passada gosto de fazer sorvete na Bimby, mas ontem fiz ligeiramente diferente e ficou delicioso. A diferença foi que utilizei morangos e deu um toque e um sabor muito bom. Utilizei uma banana, uma laranja, um limão, uma maçã descascada e 10 morangos. Que maravilha. A fruta, 1 quilo de gelo e 200 gramas de açúcar pulverizado deu para dois litros de sorvete. Sobremesa mais barata e fresquinha não há. Como éramos só nós os três sobrou imenso sorvete. Congelei e da próxima vez que utilizar ponho novamente na Bimby, um pouco descongelado, para bater e perder as partículas de gelo que o sorvete pode criar no congelador. Mais uma vez... Não há fotos, mas acreditem! Estava delicioso. 

Cursos de Sobrevivência Aquática

Começam já em Abril os próximos cursos se sobrevivência aquática dados pela instrutora Estela Florindo. Já aqui e  aqui partilhei a nossa experiência e só tenho bem a dizer da técnica e da instrutora, que tem imenso jeito e cativa logo os miúdos nos primeiros minutos. O meu filho ainda só aprendeu os aspectos mais básicos, mas ainda esta semana pode mostrar à sua turma da natação como consegue vir ao de cima sozinho, rodar e ficar a boiar. A professora dele fiou impressionada com o que ele tinha aprendido em tão pouco tempo. Recomendo todos que espreitem o site e o Facebook da Estela para mais informações e vídeos.

6 de abril de 2013

O que faço com os desenhos do meu filho?

A Magda lançou a questão e eu lembrei-me dos marcadores que fiz em 2011 para oferecer no Natal às educadoras, padrinhos, avós e algumas tias do meu filhote. Ele tinha desenhado numa enorme cartolina os desenhos próprios de quem está a chegar aos 2 anos. Eu fiz um molde com a mãozinha dele e depois reproduzi pela cartolina. Colei outra cartolina (vermelha, para dar contraste) por baixo para dar mais consistência. Recortei aquelas mãos boas. Escrevermos as boas festas na parte de trás e plastifiquei. Foram as etiquetas que acompanharam as bolachas que fizemos. Etiquetas essas que se transformaram em marcadores de livros. Claro que guardei uma para mim e adoro, todas as noites ao deitar, olhar para aquela mão tão pequenina. A mais linda...




Claro que também já emoldurei alguns desenhos para colocar na parede do quarto dele pois acho que dão sempre imensa cor e vida, mas esta ideia dos marcadores foi a minha preferida até ao momento. 

E vocês? Já contaram à Magda o que é que fazem com os desenhos dos vossos filhos?

5 de abril de 2013

Duas gatas para oferecer

Este post custa-me mesmo muito a escrever. E se o faço é porque tem mesmo de ser e não dá mais para continuar a ter as nossas gatinhas em casa. Vivem connosco vai fazer 7 anos em Julho e vieram para a nossa casa mal saíram da maminha das respectivas mães. São lindas e uns doces. Uma siamesa, a siamesa mais meiga e dócil do mundo que me adora, e uma malhada branca e preta que dá cambalhotas para a frente sempre que lhe fazemos festas no final das costas. O meu filho adora-as e elas têm uma paciência infinita com ele. Não estranham ninguém e sao super sociáveis. Adoram mimo, colo, festas e mantinhas polar. Mas o que se passa é que o meu marido tem asma e uma parte respiratória muito complicada e a alergia aos gatos está a piorar. Eu também sou um pouco alérgica, mas como é pouco nunca foi dramático. A grande questão é que a pneumologista do meu marido desaconselha-nos a ter as gatas em casa. O meu marido tem tido necessidade de usar mais as bombas para a respiração e não podemos deixar que o nosso amor pelas gatas seja superior ao bem estar e saúde do meu marido, que apesar de ter 38 anos e ser super desportista, tem pulmões de um idoso fumador. Posto isto, e como não conheço pessoalmente ninguém que possa e deseje ficar com uma ou com as duas gatinhas - a pulga siamesa e a Lua - recorro ao blogue para saber se há está interessado ou saiba quem esteja. Elas têm as vacinas em dia, são super saudáveis e gatinhas de casa, nunca tiveram doenças nem problemas, estão desparasitadas e são umas queridas... E eu já estou a chorar, mas tem de ser. Por favor, ajudem-nos a arranjar uma ou duas casas para as nossas princesas gatinhas. Não queremos ter de as ir colocar a um gatil porque lá, já se sabe, o que acontece. Há por aí alguém que me possa ajudar?? Obrigada e um beijinho  

4 de abril de 2013

Faz parte de estar grávida...

... Já ter começado a ver 10 vezes o filme "Comer, Orar, Amar", mas adormecer ao fim de poucos minutos. A culpa não é do filme, que até está giro, mas é do meu cansaço e sono que não me permitem estar sentada no sofá sem adormecer. Vou tentar mais uma vez. A ver se é desta!

Eu já detestava a Xana Toc Toc...

Mas depois de saber que ela recusou concretizar o sonho de um menino a conhecer... Agora é que não a suporto mesmo!!! E parabéns à Sónia Morais Santos, a nossa Cocó na Fralda, pela iniciativa de ajudar a concretizar sonhos!

3 de abril de 2013

Baralhei o meu filho

Eu adoro as conversas que eu e o meu filhote temos no carro. São simplesmente deliciosas. Ele conta coisa, revela outras, faz confidências e é o local ideal para ele me ouvir, pois não pode fugir e ir esconder-se de um ralhete. Hoje, na nossa viagem, saiu-se com esta:
Filho: qual é a tua cor preferida?
Mãe: cor de rosa.
Filho: ( muito espantado) não pode ser. Tu és do Sporting e o Sporting é verde!! Eu sou do Benfica e o vermelho é a minha cor preferida.

Filho mais bom!!

Que bom é chegar à creche do meu filho, ele correr para mim e dizer: mãe, estás linda! Cortaste o cabelo e tens as unhas vermelhas!! ( anuncia muito orgulhoso)  É a minha mãe!! Este meu filho é um charme e nada lhe escapa. E adora elogiar-me. E dá-me beijos, abraços e todo o tipo de mimos. Diz que sou linda, que sou a princesa dele e que gosta muito de mim!! E isso não o impede de passado 20 segundos estar a fazer uma birra descomunal, a chorar e enfurecido!! É assim o meu mais velho. É um doce, o mais doce dos doces mimosos, mas também tem fúrias de mau feitio e de medição de forças. E é criança. E tem 3 anos. E é o meu filho mais velho preferido!! 

O pai e a segunda gravidez

A médica (mãe de uma grande amiga dele há mais de 20 anos) riu e até fez uma exclamação quando viu hoje o meu marido ir comigo à consulta. Da primeira gravidez foi a todas, desta vez foi hoje e no terceiro filho quer-me parecer que só encontra a médica no hospital!! Não é uma crítica, que tem estado quando é preciso e em quase todas as ecos, e vai estar na próxima consulta às 37 semanas, mas eu sinto que ele estava muito mais empolgado, deslumbrado, excitado, amedrontado e envolvido na primeira gravidez. Acho que é normal. Da primeira vez é tudo novo, tudo uma incógnita e ninguém quer perder nada de nada. Além disso, quando eu estava grávida do nosso mais velho, o meu marido não estava a trabalhar com o ritmo completamente louco em que está hoje. (O trabalho e os projectos aumentaram, mas a reduzida equipa é a mesma porque não há contratações no estado) Eu é que começo a ficar farta de estar grávida. Tenho calor. E apesar de não estar inchada nem pesada (8 quilos) quero que estes últimos dias passem rápido. E eu que sempre adorei estar grávida. E adoro. Mas quero conhecer o meu bebé e ter a certeza que está tudo bem com os rins e com os bacinetes do meu pequenino. O meu marido ficou super tranquilo com as notícias da última eco e por ele vamos até às 40 semanas como da primeira vez. Mas por causa da questão dos bacinetes do bebé o mais provável é o nosso Afonso chegar aos nossos braços às 38 semanas (com uma equipa de pediatria preparada para lhe observar os rins) e eu já conto os dias para beijocar o meu amor mais pequenino... 

Atrasos matinais

Uma vergonha! As nossas manhãs têm sido uma autêntica vergonha. Eu ando menos acelerada e o meu filho é um pastel de manhã. Demora séculos a comer, quer ver bonecos, não se quer vestir e por aí. Eu também tento não começar o dia em stress e como não estou a trabalhar quero dar-lhe mais alguns minutos, mas o resultado é que temos chegado sempre atrasados à escola. A educadora pede para eles chegarem até às 9 e meia, hora em que começam as actividades e os trabalhos, mas temos chegado depois disso. Ela tem toda a razão, que os atrasos e as chegadas perturbam o normal funciomento da aula. Pedimos desculpa e depois mando um email com novas desculpas. Já ensinei o meu filho que é feio chegar tarde, mas a verdade é que não estou a dar um bom exemplo. A ver se entramos nos eixos.

2 de abril de 2013

Ovinho da Maxicosi

Alguém já tirou o forro do ovinho da Maxicosi para lavar? Depois é fácil de voltar a colocar? Está tão sujo que não tenho mesmo alternativa, mas tenho imenso medo de tirar e depois não conseguir colocar. Obrigada pela ajuda.

Dia internacional do livro infantil

Eu sou uma amante da leitura. Diria mesmo que é o meu maior vício e um dos meus maiores prazeres. O meu marido não tem essa sorte e a leitura, só porque sim e porque é um prazer, não lhe diz nada. Mas eu desejo muito que os meus filhos descubram e sintam o prazer de viajar através de um bom livro, de sonhar com muitas histórias e de descobrir mundos e personagens que de outra maneira não conheceriam. O momento da história ao deitar é sagrado. É um momento nosso. Um momento de mimo. Um momento de aconchego. Um momento de parar a agitação de mais um dia para preparar uma noite tranquila. Felizmente, o meu filho mais velho (o pequeno Afonso já deve conhecer algumas das histórias e muitas vezes dá sinais de si) adora estes momentos e por ele contava-lhe muitas histórias, mas ele sabe que regra geral é só uma. Bem contada. Sem pressas. Com magia. E muitas vezes leva consigo a história e os amigos que nela habitam para os sonhos.

Deixo aqui algumas sugestões, muito apreciadas cá em casa. Boas leituras!!








Cliquem nas imagens para mais informações sobre os livros

Já a sonhar com o verão...

... Com os dias quentes, com as férias e com a praia hoje comprei estas roupinhas para os meus amores do coração. Que lindos que eles vão ficar vestidos de igual!! Sonho também em ter o pequeno Afonso nos braços. Em conhecê-lo, beijocá-lo, abraçá-lo. E quero muito ter os meus dois filhotes comigo e beijá-los e amá-los e ser mãe dos dois e vê-los crescer, conhecerem-se, brincarem e amarem-se um ao outro.




Excelentes notícias às 35 semanas!!!

Estamos felizes!! Ouvir o médico em quem tanto confiamos (dr. Amadeu Ferreira) dizer que um dos bacinetes regressou ao estado normal e que o outro, apesar de continuar com dimensões superiores às normais, não aumentou nestas duas semanas foi um alívio inexplicável. Tranquilizou-nos imenso. Neste novo quadro já não deverá ser necessário provocar o parto às 37 ( a minha médica o dirá na 4 feira) e o mais provável é que tudo se resolva à nascença com um antibiótico e uma observação  feita por um especialista durante algum tempo. O pediatra, com quem entretanto já falei, partilha da mesma opinião. Isto sim, são boas noticias. Estou mesmo aliviada. Eu e o maridão. Estivemos sempre de mão dada e com o coração apertado até o doutor dizer que já não havia motivos para preocupações demasiadas, para esperarmos pela observação do Afonso no dia do parto e para regressarmos dentro de 2 anos com mais um baby a caminho... Quem sabe, uma menina! Obrigada, meu Deus!! 

1 de abril de 2013

Boa semana!

A influência do Ipad no futuro do papel! Muito bom!




35 semanas de gravidez

Chegámos às 35 semanas do nosso Afonso. Estamos a 2 semanas das 37, altura em que a minha médica disse que ia provocar o parto. Amanhã é um dia muito importante porque vamos ter nova eco para ver como estão a evoluir os bacinetes do nosso baby pequenino. Só peço a Deus que não tenham aumentado de tamanho e piorado a situação.