28 de dezembro de 2013

Nova reclamação da noite!

Já não sai da cama para não perder o cinema de amanhã, mas reclama na mesma!
Filho mais velho: o primo não veio dormir (já explicámos que o primo tem 13 anos e que se pode deitar mais tarde) e eu também não tenho sono! Só tenho sono de manhã!
E pôs-se a cantar... Ai se me acorda o mano, que demorou horas a adormecer!! Socorro!!!

E a pensar no jantar de Ano Novo

Gostei desta receita de paté de azeitonas verdes, que a prima do meu marido, e minha agente Bimby, me enviou. Tenho de experimentar. Aqui fica a receita:

Ingredientes:
300 gr de azeitonas verdes
30 gr de maionese ou azeite
2 dentes de alho
1 colher de sopa de sumo de limão
Pimenta de moer qb

Passar as azeitonas por água e colocar no copo. Para retirar os caroços programar na vel 5 colher inversa alguns segundos. Fui pondo 4 seg de cada vez e baixando com a espátua. Retirar para um recipiente e separar os caroços (fiquei com 230 gr de azeitona descaroçada). Colocar as azeitonas de novo no copo e juntar os restantes ingredientes. Programar 20 seg-vel 5. Baixar com a espátula e programar mais 30 seg-vel 7. Guardar num recipiente bem fechado no frigorífico.

O meu filho fez uma reclamação!

"A doutora brinquedos faz magia e os bonecos dela falam. Os meus não falam e não tenho ninguém com quem falar na cama!" esta foi a frase que ouvi agora, em jeito de reclamação! Uma das muitas desculpas da noite para não dormir! São onze e um quarto e eu já disse que ou ele dorme ou amanhã não chovem almôndegas para ninguém!

Cá por casa

Um dos meus sobrinhos, e o primo mais que querido do meu filho mais velho, veio cá passar o fim de semana. Há bocado, antes do jantar, chamei-o para ir à cozinha buscar as coisas para pôr a mesa.
Filho mais velho: Não vás. Tu não vieste cá para ajudar. Vieste para estar comigo!!  És o meu primo querido!

Em modo festas!

Ainda a ressacar da loucura do Natal e já a preparar o fim de ano e o aniversário do mais velho!! A sorte é que eu adoro festas!!!

27 de dezembro de 2013

O meu filho mais velho acredita no Pai Natal...

... E quando viu entrar um cunhado meu disfarçado para distribuir os presentes depois do almoço de 25 disse logo: é alguém disfarçado! O Pai Natal já cá veio antes entregar os presentes. Este é só a fingir!!! Nem tem as renas! E eu lá lhe revelei que era o tio F., numa brincadeira,  uma vez que o Pai Natal de verdade não consegue ir a todas as casas dar os presentes. E ele ficou super tranquilo: eu sabia que não era o Pai Natal verdadeiro!! 

O dia a seguir ao Natal!

Depois de dois dias de festas e muita confusão, alegria e noitadas os miúdos estão todos trocados e a testar a minha paciência e a minha resistência. Apesar da creche estar aberta achei que eles mereciam férias de Natal, o mais velho para descansar das festas e para gozar os presentes ( ficou feliz porque o Pai Natal trouxe tudo o que ele pediu e mais umas coisas, que isto de ter muitos tios tem destas coisas) e o mais novo para curar a bronquite. Mas confesso que hoje, durante o dia, pus várias vezes em causa a minha decisão, mas lá consegui acalmar os nervos na única meia hora que tive para mim, em que eles dormiam, e enfiei-me num duche bem quente para lavar o corpo e a alma! Tirando essa meia hora, estes são os primeiros minutos que tenho para mim e desde que agarrei no IPad já mandei o mais velho várias vezes para a cama: porque é que não tenho sono de noite? Porque tens as horas trocadas, filho!! Já passa da meia noite e continua de pé. E agora vou ali curtir o presente que os meus amores me deram! É lindo! Vamos ver se resiste à vida de mãe!! Espero que sim! Porque foi mesmo um presente perfeito!! 

24 de dezembro de 2013

Uma segunda à noite que parecia sábado à noite!

Ontem eu e o Maridão fomos jantar com uns amigos. A ideia era irmos ao Mules & Beer, mas como só tínhamos mesa às 22h fomos primeiro ao Mercado de Campo de Ourique. E foi uma óptima opção! Bebemos belo vinho e petiscamos coisas deliciosas. Foi perfeito! O ambiente giro, cheio de gente gira e bem disposta, e eu só dizia que ainda bem que o mercado não era assim quando eu e o meu marido, solteiros e sem filhos, lá vivíamos, ou tínhamos desgraçado a linha e a carteira!! Duas horas depois, e já perto das 23, rumámos ao Mules & Beer e confesso que foi uma desilusão colectiva! Tínhamos ligado a avisar que estávamos atrasados e, mesmo assim, ainda esperámos meia hora pela mesa. Ok, tinhamo-nos atrasado e podia ser esse o motivo. Quando nos sentámos e pedimos tivemos uma hora e meia à espera!! E o pior foi que os mexilhões eram pequenos e sem grande graça. O molho de Caril era bom, mas o Menieure não tinha grande sabor, e como os mexilhões  não foram cozinhados nos respectivos molhos não estavam nada de especial. A sorte é que como já íamos bem alimentados dos petiscos do mercado pedimos só duas dose para os quatro e a conta foi pequena. Um sítio da moda, mas que deixou muito a desejar. Já o mercado... Ficou tanta coisa deliciosa por experimentar e é mesmo um sítio onde vamos regressar!! 

Obrigada, Menino Jesus!

Por o Afonso estar a reagir muito bem ao Ventilan e ao Fenistil gotas e a bronquiolite estar a abrandar. A febre não tem aparecido e a respiração do meu pequenino está muito melhor. Que assim continue e que fique bom depressa!

O primeiro Natal do meu Afonso

E eu de coração mais cheio do que nunca, que não há sensação melhor na vida que ver os meus filhos, os manos, juntos, felizes, a rirem e a serem muito felizes neste primeiro Natal que vivemos a quatro! Vão ser dois dias muito intensos, de muito amor e alegria. Isto é Natal!! E é tudo o que eu desejo!

Um Feliz (e doce) Natal!

Felicidade
EspErança
FamíLia
UnIão
AmiZade

SoNhos
Amor
CânTicos
FamíliA
Luz

23 de dezembro de 2013

Ir comprar presentes de Natal com as crianças!

Hoje de manhã enroscada com o baby a ver o "Bom dia Portugal" da RTP fiquei impressionada com a reportagem sobre a loucura das compras de natal de última hora e mais impressionada fiquei ao ver crianças, na loucura de um supermercado à noite, a escolherem os seus presentes! "... Ah, ele já se encantou com esse, tenho de o comprar" foi mais ou menos o que uma das mães disse. Não estou aqui para julgar ninguém, mas confesso que me perturba um bocadinho esta loucura em que o Natal se tornou. Ah, e tal, não temos com quem os deixar... Mas se está lá o pai e a mãe e, muitas vezes a avó da criança, não seria melhor ficar alguém em casa com os miúdos e não os deixar perder a magia da época e do natal? Se para um adulto eu já acho uma insanidade um centro de comercial em vésperas de natal para uma criança nem se fala! As pessoas quase que se batem pela última caixa de Lego da prateleira "... nesta fase, já qualquer coisa serve!" disse outra senhora... Cada um sabe de si, mas eu tive pena daquelas crianças que vão sempre associar o Natal a um centro comercial com toda a gente a morrer de calor, a correr atrás do último presente e a fazerem birras por mais um boneco enquanto desesperam nas filas!!

Entre guiões, um baby doente, um filho de férias, aerossóis e uma Bimby!

Vai ser assim, por aqui, nas próximas horas a preparar tudo para o Natal. Felizmente, para a consoada, não tenho de preparar nada. Jantamos em casa do irmão da minha mãe e é chegar e aproveitar um belo jantar de Natal! Claro que não há bela sem senão e é um jantar super formal onde tenho de estar sempre atenta para o meu pirata mais velho não partir as Companhias das Índias e não sujar os tapetes Persa. Mas é assim... Do outro lado, é a loucura da família do meu marido. Aquele sangue espanhol barulhento, informal, divertido com mais de 40 pessoas num almoço que se prolonga dia fora. E a mim calhou-me fazer arroz doce e duas tartes salgadas para o lanche. Ainda quero fazer bolachinhas com o meu filho mais velho para levarmos para as irmãs da minha sogra que se juntam a nós ao almoço e para o jantar da noite de Natal em casa da minha avó, onde se reúne mais família que não esteve junta na consoada. Geralmente, este jantar de dia 25 dá azo a alguma discussão. Passo a explicar: A família da minha mãe sempre se reuniu na véspera (Jantar, Missa do Galo e Ceia) e no jantar de dia 25 com alguma família mais alargada. Eu, antes de casar, ia às várias festas. Claro que depois de casar comecei a dividir. Na véspera com a minha família de origem (e depois do meu filho mais velho nascer deixámos de ir à missa do galo e à ceia) e no dia com a família que ganhei com o casamento. E só vamos ao jantar de dia 25, se ainda tivermos forças. Quando não tínhamos filhos, ainda íamos, mas desde que nasceu o mais velho que no dia 25 à hora de jantar ele já está pronto para ir dormir, pois foi noitada a 24 e festa sem sesta a 25.  Mas a minha mãe e a minha avó ficam sempre numa tristeza se nós não vamos. Se for vou só eu e o mais velho, que quero que o Afonso evite ao máximo andar na rua.

A minha sobrinha de 8 anos!

A minha sobrinha de 8 anos descobriu que não havia a fada dos dentes e, uma semana depois, descobriu que não havia Pai Natal.
Sobrinha, muito triste: Oh, mãe! Não me digas que o Menino Jesus também não existe...

A minha cunhada (católica praticante) dizia que sim, que sim, que existe, mas não sei se a minha sobrinha acreditou!

8 meses de Afonso e uma bronquiolite

Há uns dias que o Afonso já andava com uma farfalheira e eu já lhe ia fazendo aerossóis, mas ontem teve um episódio de insuficiência respiratória e começou com febre. Tinha a casa cheia com amigos e respectivos filhos e, no meio da brincadeira, assustei-me com o Afonso. Uma das minhas amigas que cá estava é médica e viu-o logo e aconselhou a que ele fosse visto por um pediatra. Fomos à noite à urgência dos Lusíadas onde lhe diagnosticaram uma bronquiolite. Ventilan três vezes ao dia, Ben-U-Ron para a febre e um anti-histamínico. Agora só queremos que ele fique bom. Custa tanto ver o meu bebé doente. Felizmente, e graças à medicação, dormiu bem e até está bem disposto. Está resguardado comigo em casa e esperamos que ele esteja melhor amanhã para podermos ir à consoada a casa do meu tio, com a minha mãe, avó, irmã e primos. Vamos ver. A minha super cunhada que veio cá ficar com o mais velho para eu e o meu marido irmos ao hospital com o Afonso já se ofereceu para vir cá para casa na consoada, que ela está sem o meu sobrinho nessa noite e não vai fazer nada, pois a festa de Natal do lado do meu marido é só dia 25. Mas vai-me custar se não formos os quatro. É o primeiro Natal a quatro e eu gostava de ter os meus amores comigo, mas a saúde do Afonso está em primeiro lugar e ainda por cima para amanhã prevê-se muito mau tempo com muita chuva, frio e vento forte. Vamos esperar e pedir ao Pai Natal e ao Menino Jesus as melhoras do meu bombocas!

O Pai Natal já passou por aqui!

E, hoje de manhã, o meu filho mais velho ficou radiante ao ver a árvore de Natal rodeada de presentes e um prato com umas bolachas meio comidas. "O Pai Natal comeu bolachas!". Foi uma grande emoção! "Já é Natal?" E foi espreitar à janela. "Não está a nevar!" E eu lá lhe expliquei que em Lisboa é muito raro nevar. "Gostava que houvesse neve!" Eu também acho que a neve dá outra magia ao Natal, mas o nosso Natal é aqui, numa cidade onde não neva. E expliquei que se nevasse ainda ia estar mais frio do que está. E ele lá esqueceu a neve e admirou os lindos embrulhos e as bolachas comidas pelo Pai Natal e sorriu. O Pai Natal não se esqueceu de nós!

22 de dezembro de 2013

O melhor do meu dia ( de ontem)!!

Foi um dia perfeito! Começou com um almoço improvisado. O Maridão levou o meu filho ao treino de futebol. Ele ia sem vontade, que lhe apetecia mais ficar enroscado a ver bonecos, mas o padrinho dele ligou e foi com a filha de 13 anos, uma miúda fabulosa e que adoramos, ver o afilhado e dar uma força! O treino correu lindamente e como eu tinha um grande pirex para o almoço disse ao meu marido para os desafiar para almoçar. Entretanto, liga uma das minhas cunhadas, madrinha do mais velho, a dizer que tinha saudades dos sobrinhos (é uma tia, uma irmã e uma cunhada maravilhosa) e eu disse-lhe para vir almoçar. Pus uma mesa natalícia e foi um daqueles almoços mesmo bons, que se prolongou pelo dia fora. Para o final do dia estava combinado ir com mais umas cunhadas e respectivas crianças ver o Circo de Luz ao Terreiro do Paço às 19h. Vieram cá ter e fomos de metro. Uma festa para os miúdos! O espectáculo é muito fraco, mas sentámo-nos na esplanada de uma Pizzaria, embrulhados em mantas, com um bom copo de vinho e ali ficámos a jantar. As crianças dançavam felizes e com espaço para as brincadeiras. O pequeno Afonso adormeceu no metro, mas acordou com o barulho do Circo de Luz e ficou radiante, de olhos bem arregalados, a observar tudo à sua volta. Depois de jantar e de termos visto duas sessões do espectáculo fomos pela rua Augusta para ver as luzes. Parámos num café tipo Starbucks e depois seguimos viagem de metro. Uma festa. Tanto riso! 6 primos pequenos e quatro adultos bem dispostos e fizemos a festa! Chegámos a casa perto das 11. Nós, os pais, derreados, mas os miúdos continuavam com as pilhas todas. Foi mesmo muito bom!! E, mais uma vez, o meu bombocas dormiu das 11 da noite até às 8 e meia da manhã!! Que maravilha!! 

Edredão polar de criança!

No Lidl, hoje, a 19,99€. Já comprei para a cama do meu filho mais velho. Há do Cars e das Princesas! Ideal para estas noites geladas porque não gosto de os deitar com o aquecedor ligado e assim ficam mais quentinhos! 

21 de dezembro de 2013

Coisas que descobri com a maternidade Post 8

Que os piolhos gostam dos cabelos bem lavados, cheirosos, lindos e perfumados dos meus filhos!!! 

Obrigada, Pai Natal da Amazon

Chegou tudo inteirinho e a tempo! Hoje vou embrulhar os presentes que chegaram, preparar as bolachas e o copo de leite para o Pai Natal e, logo à noitinha, quando os meus filhos dormirem descansados, a nossa árvore vai-se encher de lindos embrulhos!! O Natal está mesmo a chegar! Boas Festas!! 

Coisas que descobri com a maternidade Post 8

Que cada minuto que os nossos filhos dormem vale ouro! E que esses minutos, quando se transformam em horas e numa noite inteira e seguida, não têm preço! Obrigada, filhos!! A mãe adora estas noites em que se deita, dorme e só acorda, meio assarapantada a olhar para as horas e, segundos depois, ouve palrar! Bom dia, alegria!! 

20 de dezembro de 2013

"Não sou nenhuma mãe, nem nenhum pai!"

Estou a dar a papa ao Afonso e ele suja-se. Reparo que não tenho as Dodot's comigo. Peço ao meu filho mais velho para as ir buscar, porque o Afonso é o comilão cá de casa e tem de comer tudo de enfiada.
Filho mais velho: Oh, mãe! Não sou nenhuma mãe, nem nenhum pai! E a esta hora já estou muito cansado.

Está cansado, mas hoje foi um dia mesmo bom e ele esteve de manhã à noite um doce de menino, e lá foi buscar as Dodot's, mas alertando sempre "não sou nenhuma mãe, nem nenhum pai!"

"As mães só gostam das Barbies!"

Filho mais velho: Eu gostava de ir ver "O Tempo dos Dinossauros"!
Mãe: Está bem. Se for para a tua idade podemos ir depois do Natal. Deixamos o mano com a avó e vamos só os dois.
Filho: Mas eu quero ir com o pai. As mães não gostam dos dinossauros. As mães só gostam de Barbies! Eu vou com o meu pai. É melhor!

Coisas que descobri com a maternidade Post 7

As toalhitas dodot's são o melhor desmaquilhante que existe! Pelo menos, para mim. Uma mãe pouco dada à maquilhagem e que deixava sempre os seus produtos desmaquilhantes passarem do prazo quase intactos.

Coisas que aprendi com a maternidade post 6

Os melhores presentes do mundo são os que são feitos pelos meus filhos! E hoje tive direito a um presente do mais velho e também do pequenino!! Lindos. Que trabalhos fantásticos que as educadoras fazem com os miúdos.


Resta-me esperar pela noite de Natal para ver o que está dentro destes maravilhosos embrulhos!! O da esquerda é do pequeno Afonso e explica as purpurinas douradas dos últimos dias e a pequena árvore de Natal é do mais crescido!! Já sinto mesmo o Natal!!

O conto de Natal da sala do meu filho mais velho

Foi um sucesso. Os miúdos adoraram o conto que eu escrevi, participaram, riram e ficavam radiantes sempre que ouviam o seu nome na história, e o meu filho estava feliz e "orgulhoso", segundo ele me disse. Esteve sempre ao meu lado e disse-me: "não fiques nervosa. Eu estou aqui contigo!" Para o lanche deixei-lhes um salame de chocolate que fiz com o meu filhote e que também alegrou as barrigas gulosas dos meninos e meninas da sala. E o mais engraçado foi que a educadora perguntou-me se podia dar a história a uma mãe lá da escola para ela a ilustrar! Fiquei feliz, claro. Foi uma manhã diferente e muito boa. No fim, tirei uma fotografia sentada no tapete rodeada dos pequenotes e recebi imensas festinhas, abraços e todos queriam estar ao pé de mim. Senti-me mesmo bem. 

19 de dezembro de 2013

Viajar

Adoro viajar. Viajei muito com os meus pais. A minha primeira grande viagem foi à Disney World, Orlando, como presente de Natal quando tinha 6 anos, há exactamente 29 anos! Viajei com amigas. Viajei sozinha. Viajei com o meu marido, antes e depois de casarmos. Viajei com o meu marido e o nosso filho único da altura. E agora apetecia-me viajar novamente. Agarrar nos três homens da minha vida e ir de avião até uma Capital da Europa. Esta era a minha ideia inicial para o presente de Natal do meu marido. Mas depois, pus-me a pensar. Vou comprar agora a viagem, com uns meses de antecedência que a ideia era viajar lá para Março, quando o tempo no Norte da Europa estiver mais tranquilo, mas e depois... Com tanta antecedência sei lá se estamos todos bons de saúde na hora de embarcar? Se não há nenhuma bronquiolite ou outra simples maleita infantil que nos faça perder a viagem. Com crianças programar com muita antecedência pode dar asneira. Vou ver se o meu marido consegue meter férias e, em cima da hora, logo vemos se temos condições para apanhar um avião e ir! Ainda no outro dia, o mais velho dizia: oh, mãe! Temos de ir a Madrid que o mano ainda não conhece! Também ele já tem o bichinho das viagens e das férias em família longe de casa!! Ai, que saudades de viajar! Espero conseguir fazer uma boa viagem em 2014. Eu e os meus amores. Que eu adoro andar com as crias atrás!!

Os presentes de Natal

Os presentes comprados estão escondidos, porque ainda não veio cá o Pai Natal ( só espero não deixar nenhum perdido dentro de um roupeiro) e só vão aparecer debaixo da árvore na noite de 23 de Dezembro, os presentes do mais velho estão em trânsito via amazon.uk e falta o presente do Maridão! Não devia ser fácil escolher um presente para o amor da nossa vida? Mas não é e, sinceramente, estou sem ideias nenhumas para o que lhe hei-de comprar. Estou mesmo bloqueada! Para grande desgosto meu, o homem não liga nenhuma a livros, tem os jogos todos da PlayStation e... Acabei de ter uma ideia!! Só tenho de arranjar coragem e ir ao Corte Inglês! Isto de escrever é muito bom para arrumar ideias. Só não revelo o que é, não vá ele vir aqui fazer uma visita!!

Fim de tarde de filho único

Hoje é a vez do bombocas pequeno ter a mãe em exclusivo ao final da tarde. Estávamos a sair da creche quando liga um dos meus cunhados a dizer que ia ao cinema às 18h ver "A Revolta dos Perús" com a filha mais nova e a desafiar o meu mais velho. A excitação foi logo enorme: "vou ao cinema à noite como os crescidos!". Uns minutos depois estava o meu cunhadonà minha porta para o levar e lá foi ele, todo contente. Por isso. Hoje o final de tarde é meu e do Afonso, que por agora dorme a sua sestinha de fim de dia. A sopa está a fazer, a casa de banho, o quarto e a toalha a aquecer e, quando ele acordar, é hora de muito mimo em exclusivo, banho e jantar! E como agora adormece sempre no regresso a casa consegue ficar acordado até às 8 e pouco, hora em que algumas vezes o pai ainda o consegue ver e beijocar. 

Pai Natal da Amazon!!!

Eu te imploro, te suplico e te rogo... Por favor, envia a nossa encomenda a tempo! A Amazon garante que, o mais tardar, na segunda feira a nossa encomenda está cá. E é bom que esteja ou o meu filho vai zangar-se para sempre com o Pai Natal. Diz que só quer dois presentes: um relógio do homem aranha e um carro "comandado". E esses dois presentes estão em trânsito a vir de Inglaterra. O meu marido fez a encomenda com tempo para evitar estes stresses, mas parece que vamos estar até às últimas em nervos à espera dos presentes mais aguardados de sempre! Despacha-te, Pai Natal!

Estão a preparar a festa de aniversário do vosso filho?

Então, têm de espreitar este site brasileiro. Eu queria o tema do Homem Aranha e encontrei o layout para os convites e muito, muito mais sugestões giras. E tem quase todos os temas que os miúdos adoram! Adorei ter encontrado este site e não podia deixar de o partilhar com vocês! Fiquei fã!

E o Conto de Natal está pronto!

Amanhã é uma manhã especial. Vou ler um Conto de Natal, escrito por mim, aos meninos da sala do meu filho mais velho! Um Conto de Natal especial com 26 meninos (tive de ir acrescentar o melhor amigo dos últimos 3 anos que, por magia Natalícia, amanhã vai passar o dia na creche a rever os antigos amiguinhos) e duas fadinhas (a educadora e a auxilar)! Espero que eles gostem e que não digam que já chega e querem o livro do Ruca!!! Confesso que estou um bocadinho ansiosa... Depois conto tudo!

A festa de Natal da escolinha dos meus filhos

Foi uma grande emoção. O meu Afonsinho de Pai Natal estava de se comer com beijos. Nós estávamos na primeira fila e ele viu-nos logo e deu-nos de imediato o melhor sorriso do mundo! Depois entrou o mais velho vestido a rigor de cozinheiro, simbolizando todo o trabalho que há a fazer para preparar a ceia de Natal. Houve músicas, histórias e muita alegria! O mais velho estava radiante e depois da actuação veio para o meu colo e encheu-nos de beijos! O meu marido conseguiu a proeza de lá estar às 17h, hora de início, e na plateia estavam também a minha mãe e a minha avó! Que bom que foi. O Natal está mesmo a chegar!

17 de dezembro de 2013

Arrumar os filhos no carro, carrinhos, casacos, mochilas e afins!

No outro dia, de manhã, depois de colocar as crianças no carro fui-me embora, deixando o carrinho do Afonso estacionado na garagem. Felizmente, foi só o carrinho e quando regressei logo depois ali estava ele. Hoje, à saída da creche, em plena rua, coloquei o Afonso no ovo e depois fui sentar o Alexandre, que tenho sempre receio que veja algum dos amigos a sair da creche e resolva ir-lhe dar mais um abraço. Deixei o carrinho no passeio e lá fui sentar o mais velho, que vai sentado no lugar atrás de mim. Sentei-o, arranquei e quando estava a entrar na garagem o telemóvel toca: creche! Que estranho, pensei. O que é que eu deixei lá! Pois! Deixei o carrinho do Afonso no passeio e um pai viu e foi entregá-lo na creche. Viram logo que era o meu e lá fica guardado até amanhã. Enquanto não me esquecer de nenhum filho na rua ou num parque de estacionamento, menos mal!

Mãe (para o mais velho): se amanhã de manhã a mãe andar maluca à procura do carrinho do mano lembra a mãe que ficou na escola. Tens de ser o meu ajudante.
Filho: oh, mãe! Não te posso ajudar em tudo. Eu não sou nenhuma mãe. Eu não trabalho à noite e a esta hora já estou muito cansado. Eu só quero ver bonecos, está bem?

O meu filho mais velho e o "O Homem que mordeu o cão"

Hoje de manhã, a caminho da escola, íamos a ouvir "O homem que mordeu o cão" e eu ouço lá de trás: "Oh, mãe! Estes rapazes são mesmo malucos! Um macaco atirou melancia a um senhor!" E riu, riu com os disparates do Markl. É incrível como eles vão atentos a tudo e a ouvir com muita atenção o que passa na rádio.

16 de dezembro de 2013

A melhor frase da noite!

No restaurante onde estávamos a jantar, ver post anterior, fomos todos para a francesinha excepto o nosso amigo. 
Amigo: eu quero maminha, se faz favor!
O me mais velho: oh, tio!! As maminhas não são para comer!!!

Imaginam a risota, não imaginam!

O melhor do meu dia

Fui buscar os meus filhos às cinco da tarde. Vim para casa, dei-lhes um jantar cedo, e fomos para a Feira Popular ter com uma amiga e os seus dois filhos. A feira é pobre, muito fraca e até um bocado deprimente, mas os miúdos divertiram-se e isso é que importa. Quando lá chegámos o meu filho viu aqueles equipamentos de diversão todos e disse: isto deve ter dado muito trabalho a montar! O Afonso olhava as luzes com os olhos bem arregalados! Os dois mais velhos, o meu e o da minha amiga que é exactamente da idade do meu, escolheram duas diversões para andar e gostaram muito. (Isto depois de termos estado 10 minutos a tentar comprar bilhetes para uma delas e quando veio o senhor, e o meu marido o questionou, ele respondeu mal humorado: tinha de ir jantar, não é?) Depois e já com os maridos presentes fomos comer a melhor (para mim, claro) francesinha de Lisboa num restaurante ali perto. Os miúdos portaram-se lindamente, os meus voltaram a jantar, e nós pusemos a conversa em dia. Uma mesa muito animada! Deitei-os exaustos, depois de uma bela banhoca, perto da onze e adormeceram logo. O Afonso estava tão encantado com o passeio nocturno que nem pestanejou o tempo todo e só adormeceu, já em casa, depois de meio biberão. E ele que costuma dormir por volta das 19h! Dei-lhes o beijo de boa noite e disse que só desejava vê-los de manhã! Aos dois! Será que é hoje que o Afonso dorme outra noite seguida? Gostava tanto!! 

Feira popular de Lisboa

Alguém já levou a criançada à Feira Popular de Entrecampos? Vale a pena? Obrigada

15 de dezembro de 2013

Coisas que descobri com a maternidade post 5

Redescobrimos a alegria de rebolar na relva, de fazer construções de legos, da magia da espera do pai Natal! Voltamos a ver o mundo com os olhos de uma criança. E é tão bom!

Co-sleeping

Nunca habituámos o mais velho a dormir na nossa cama. Sempre dormiu lindamente na cama e no quarto dele. Sozinho. Sem dramas. Uma história, um mimo, a luz de presença acesa ( a partir dos 2 anos, mais coisa menos coisa) e uma noite feliz e descansada até de manhã, salvo uma ajuda para fazer xixi ou beber água. Mas desde que mudámos para a casa nova que todas as noites, todas as santas noites, vai para a nossa cama. Ao início, ia de manhã, depois começou a ir cada vez mais cedo  e agora quando acordo a meio da noite para ir dar um biberão ou pôr a chucha ao Afonso já lá tenho o miúdo. Entra sem fazer barulho, enrosca-se e ali fica. Primeiro dizia que como o mano lá estava não queria ser o único a dormir sozinho e que a família tinha de estar unida ( a lata!!) depois pus o mano no quarto deles e agora é o Afonso que dorme sozinho no quarto. Devia ir metê-lo na cama dele, quando o sinto chegar, mas estou a dormir tão descansada que só quero mesmo dormir. E quando faço o esforço de o ir pôr à cama dele, ele pede para eu ficar um minuto, mas ele acabo por adormecer. São uma confusão estas noites. Ontem o meu marido dizia: ou acordo com a família toda na cama, comigo quase a cair, ou estou sozinho e lá vos vou procurar!!

Não sei se esta atitude do mais velho tem a ver com o nascimento do irmão, mas a verdade é que isto só  começou a acontecer vários meses depois. E eu acho um péssimo hábito. 

Tenho que ser mais determinada durante a noite e ir pô-lo na cama as vezes que forem precisas, mas a preguiça e poder dormir às vezes falam mais alto!

Fortalecer as costas do bebé Afonso

Para ajudar a fortalecer as costas do Afonso é importante deitá-lo de barriga para baixo para ele levantar a cabeça, apoiar os braços e, assim, fortalecer a musculatura das costas. Ele detesta estar deitado de barriga para baixo, mas para ajudar a esta fase fui buscar o parque da Chicco que era do meu filho mais velho e que usava para ele estar deitado ou a brincar quando eu tinha de cozinhar ou fazer outras coisas. Ele ficava lá bem se não fosse por muito tempo. Primeiro de barriga para baixo, depois sentado e depois em pé, quando já se conseguia manter em pé, mas não andava. 

Hoje foi a estreia do Afonso no parque e claro que detestou. Mas lá exercitou os músculos das costas, como era a intenção. E depois até se divertiu quando o mano se pôs do lado de fora a fazer macacadas.

Vai dar jeito. Nem sempre conseguimos estar completamente focadas neles e, nessas alturas, penso que os parques são seguros, principalmente nesta fase em que o Afonso ainda não consegue ficar sentado no chão a brincar porque tomba. Às vezes fica ao colo do mano, mas o mano ainda é uma criança pequena e tenho sempre receio quebre distraia e o largue e o bebé caia. Não se pode dar uma responsabilidade destas a uma criança de 3 anos.

Por isso, o parque regressou!

Bolo brigadeiro Bimby

E porque nestes dias que antecedem o Natal temos sempre almoços, lanches ou jantares de amigos aqui deixo a sugestão do bolo brigadeiro feito na Bimby.


Ingredientes
    6 ovos
    250gr leite
    350gr açúcar
    1 pitada sal
    350 gr farinha
    20gr fermento
    200gr manteiga
    50gr chocolate em pó

    Recheio:
    20gr manteiga
    70gr chocolate em pó
    2 latas leite condensado

Modo de Preparação:
Coloque a “borboleta” na lâmina e bata as claras em castelo programando 6 min, vel 3 1/2. Retire e reserve. Sem a borboleta, deite no copo o açúcar, a manteiga e as gemas e programe 6 min. vel.3. Adicione a farinha, o fermento, o chocolate, o sal e o leite e programe 10 seg., vel.3. Junte as claras em castelo e programe 15 seg., vel. 3. Deite o preparado em duas formas iguais de 20 cm de diâmetro, untadas com manteiga e leve ao forno a 180º, durante cerca de 40 min. Recheio: Coloque no copo o leite condensado, o chocolate e a manteiga e programe 15 min., temp. Varoma vel.2. deixe arrefecer um pouco para engrossar. (fica bastante liquido enquanto quente mas arrefecendo fica bom).
Recheie o bolo com parte deste creme, com o restante barre o bolo e enfeite com o granulado de chocolate.

13 de dezembro de 2013

Coisas que descobri com a maternidade post 4

Uma criança de 3 anos tem uma vida social muito activa que um adulto sempre em festa!! 

Orgulho do mais velho que aprendeu a esperar pela noite de Natal

Ontem tivemos a visita de uma querida vizinha da casa antiga. Uma senhora muito simpática que dedica a sua vida ao voluntariado e que se encantou quando eu fiquei grávida do mais velho, porque há mais de 40 anos que não havia lá no prédio uma criança. Acompanhou o crescimento do mais velho e assistiu à chegada do pequenino. Foi com tristeza que nos viu partir do prédio e ontem atravessou cidade e meia para vir dar um beijo aos meus filhos e desejar-nos um Feliz Natal. Fiquei comovida com o gesto dela. Sempre querida e atenciosa sem nunca ser chata. Quando estava em casa e nos ouvia a subir as escadas espreitava para dizer olá e em algumas vezes me ajudou com as birras do mais velho, que não é fácil subir 3 andares com um recém-nascido no sling e um de 3 anos a espernear.

Ontem foi dia de matar saudades e trouxe um presente para cada um dos meus filhos. Os primeiros da árvore de natal, que o resto está bem escondido pelos armários da casa que o Pai Natal só cá vem nas vésperas de Natal. Claro que o meu filho mais velho queria abrir logo o presente, mas lá o convenci a esperar. Contei-lhe a história de um menino, o Pedro, que decidiu abrir todos os presentes assim que o Pai Natal os deixou lá em casa e depois, na noite de Natal, ficou muito triste porque os pais, avós, tios, tias, primos e primas abriam felizes os presentes e ele não tinha nem um para desembrulhar... "Abro o do meu primo Miguel, ou do Manel ou..." Expliquei que não e que se ele abrisse ia ficar triste e deixar o Pai Natal e a mãe tristes. Lá pensou naquilo. "E dizes-me qual é o meu?" Lá lhe disse qual era e ele respondeu: "Obrigada. Assim na noite de natal já sei qual é que tenho de abrir!".

Confesso que fiz pouca fé no meu filho e enquanto andava a dar banho, jantar e a cuidar do Afonso achava que a curiosidade ia ser mais forte e ele ia abrir o presente. Mas não! Para ele, o assunto ficou resolvido e esclarecido. Será que aguenta até à noite de Natal? O tempo o dirá, mas ontem deu provas de ser um menino crescido.

"Já é Natal?"

Comprei este livro muito querido para ler aos meus filhos enquanto aguardam ansiosamente a chegada do Pai Natal e da noite mais mágica do ano. Gosto muito dos livros desta colecção. As ilustrações são muito queridas e as histórias são simples, mas bem contadas. 

http://www.wook.pt/ficha/ja-e-natal-/a/id/15260656?a_aid=4ff2f60cd2629

Onframe

Lembram-se deste post? Pois bem! Nós e muitas mais pessoas acreditaram no negócio e nasceu a Onframe. E eu estou consoladinha a criar as molduras que vou receber gratuitamente por ter investido e acreditado neste projecto maravilhoso.
E depois destas virão muitas mais, que eu sou doida por fotografias e adoro tê-las espalhadas pela casa!!

Cada criança tem o seu ritmo

E o meu Afonso tem o ritmo do colo e de ser embalado. Não gosta de estar sentado. Nós bem tentamos e lá o sentamos, mas o desgraçado tomba! Pum! Lá fica ele. Não vai a lado nenhum. Não rebola, não se vira. Nada. Fica tipo tartaruga de pernas para o ar. É bem verdade que as crianças têm os seus ritmos e que não dois irmãos iguais. Com 8 meses o irmão já ficava completamente sentado e gatinhava em modo rápido, mas começo a achar que ele devia estar mais desenvolvido neste aspecto e tanto em casa como na creche estamos a tentar que ele fique sentado para começar a ganhar força nas costas.

O nosso anjo de Natal!

Depois deste post ontem, aqui fica o anjinho cá de casa para ir hoje para a creche! Cada menino do berçário terá o seu anjinho personalizado e com a respeciva fotografia. Apesar de não estar uma obra prima, acho que ficou querido.

Maravilhoso!!!!




E como será com o terceiro???

12 de dezembro de 2013

Devia ter estado mais atenta nas aulas de trabalhos manuais

Nunca gostei de trabalhos manuais. Talvez por não ter um jeito inato e ter alguma dificuldade em criar objectos mesmo bonitos. Nunca liguei muito e sempre achei que não me faria falta. Grande erro o meu! Deviam dizer nessas aulas que quando fôssemos mães íamos precisar de fazer uma série de trabalhos manuais com os nossos filhos. E como para eles só queremos o melhor tenho-me esfalfado este mês. Já apresentámos um presépio (simples, mas do qual não tenho vergonha) e hoje foi a vez de fazer um anjinho para o berçário. Ia correndo muito mal, mas no fim lá safei a coisa. Não está uma obra de arte, mas pelo menos o Afonso terá o seu anjinho. Se me lembrar fotografo amanhã antes de o entregar na creche. 

Emocionei-me imenso!!

Bem sei que é uma campanha de Marketing, mas emocionei-me imenso. Vieram-me as lágrimas aos olhos. E não estou grávida, mas é capaz das hormonas ainda andarem aqui um bocadinho baralhadas!! 

Em nome da mãe do Francisco, muito obrigada!

Um grande beijinho meu e um obrigada emocionado da mãe do Francisco, que nascerá em breve e para quem eu pedi ajuda há uns tempos, neste post. Esta mãe nem tem palavras para agradecer as roupinhas, brinquedos e "amor" que tem recebido de mães de Lisboa, de Almancil, de Braga, dos Açores, do Porto, de Santarém que apesar de não a conhecerem ( e eu também não) não ficaram indiferentes ao meu apelo. Muito obrigada pela vossa generosidade e pelas coisas maravilhosas que têm enviado ao Francisco. Graças a todas vocês esta mãe está agora a preparar um lindo enxoval para o seu filhote e o coração dela está mais tranquilo, por saber que já não lhe falta tudo para receber mais este bebé que a vida lhe deu. Um grande beijinho. Estou mesmo contente por vos ter desafiado a ajudar, já que eu sozinha não conseguia. Obrigada, do fundo do coração!

Uma noite para comemorar

Depois da rambóia que foi às 10 da noite quando o mais velho queria mais mimo e mais uma história para dormir e o pequeno acordou bebeu o seu biberão de leite. Lá os adormeci aos dois. Fui ver um episódio do Downton Abbey e fui para a cama. Senti o mais velho enroscar-se a mim a meio da noite, mas sempre a dormir. E acordei às 7 com o mais pequeno, sozinho no quarto dos manos, a palrar e a pedir o leite da manhã. Foi maravilhoso! Uma noite inteira de seguida sem choro, nem chuchas perdidas nem nada que me fizesse sair da minha rica e quentinha cama. Venham mais noites assim. A mãe adorou!!

11 de dezembro de 2013

Uma sugestão de programa: Espectáculo de Circo de Luz no Terreiro do Paço


A fachada do Terreiro do Paço volta a receber um espectáculo de vídeo mapping e animação 2D e 3D musical. Chama-se Circo de Luz e entre os dias 14 e 25 de Dezembro, este espectáculo de luz vai celebrar a vivência do Natal em Lisboa, recorrendo a projecções monumentais adaptadas à arquitectura das fachadas, e explorando um universo vintage, burlesco e festivo da arte circense. Vamos poder ver o circo projectado e apresentado por personagens fantásticas, onde actores filmados são misturados com a animação, criando efeitos dramáticos ao longo dos diversos números de circo, e vozes de actores reais dão vida às personagens de animação. O Circo de Luz poderá ser visto gratuitamente às 18h00, 19h00, 20h00 e 21h00. A não perder. Eu já combinei com as cunhadas e cunhados e vamos levar a criançada toda. Esperamos que os meus filhos não se assustem com o barulho como aconteceu no verão, num espectáculo semelhante no arco da Rua Augusta.



Quem traz os presentes é o Pai Natal

Por isso, por cá, a nossa árvore ainda não tem presentes a aconchegá-lá. Bem sei que as árvores ficam muito mais bonitas cheias de presentes em baixo, mas aqui a casa o Pai Natal só vem deixar os presentes na véspera de Natal. Por cá, continuam escondidos e espalhados pelos armários da casa. Os meus filhos ainda acreditam no Pai Natal e eu espero que continuem a acreditar e a sonhar por muitos e bons anos!

Vencedora do passatempo Medithai Porto


E a vencedora do fantástico passatempo Medithai Porto é a Carla Riboira, que será posteriormente contactada por email para usufruir de uma fantástica massagem de casal. "Sou mãe de dois e estou a encomendar o terceiro… já! E se dois nos dão alegrias e trabalhos… 3 deve ser a loucura!!! Preciso mesmo deste mimo!". Obrigada a todas as participante e muito obrigada ao Medithai, por mais este fantástico mimo a uma leitora Vidasdanossavida!

http://www.medithai.pt/centros/porto/

A vida social do meu filho mais velho!

É alucinate! Festas de aniversário, lanchinhos em casa dos amigos da creche, Pandas, Circo, cinemas e afins! É uma roda viva! E ainda só vai fazer 4 anos!!

Fico sem saber o que dizer...

... Quando algum dos coleguinhas da creche diz que é amigo do meu filho mais velho, numa daquelas demonstrações de ternura da idade, e o meu filho diz: Mas eu não sou teu amigo! (olha para mim) Eu não sou amigo do(a) X!

Eu lá digo que não temos de gostar de todas as pessoas da mesma maneira, mas que todos os meninos são amigos e são colegas da turma, mas ele insiste que não e eu acabo por fugir à conversa e fico cheia de pena da criança que está a ser rejeitada pelo meu filho. E é uma situação mesmo constrangedora. 

Já vos aconteceu? O que dizer numa altura destas?

9 de dezembro de 2013

Conto de natal da sala da creche

Meti-me numa alhada. A propósito do teatro das profissões todos os pais da sala do meu filho mais velho foram convidados a participar com algo alusivo ao trabalho. O que quisermos para ser combinado com as educadoras e, se for caso disso, com os restantes pais se envolver saídas e afins. E eu ofereci-me para ir contar um conto de natal escrito por mim, incluindo as 25 crianças da sala como personagens. Achei que ia ser mais fácil, até porque tinha já uma versão, contei-a por alto ao meu filho, mas ele não quis a personagem que lhe dei e coemçou a dar novas ideias, novas histórias e eu voltei à estaca zero. O público infantil é o mais exigente de todos e eu não os quero desiludir.
Desejem-me sorte.