30 de maio de 2014

Entre manos…




O mais velho não gosta de comer e descobriu que o mais novo, que é um devorador, come tudo o que ele quiser despachar durante as refeições. É vê-lo a pôr as coisas a jeito do pequeno agarrar e o outro, todo contente, a comer! Já explicámos que ele não pode alimentar o mano e que é preciso cuidado com o que lhe damos, até para evitar que se engasgue, mas ele adora que o mano o ajude a limpar o prato!

29 de maio de 2014

Saudades da mãe, saudades dos filhos

Fui três dias para fora em trabalho. Deixei-os na escola na segunda feira com muitos beijos, um manjerico (comprámos a uns escuteiros no fim de semana e achei que ficaria mais bem entregue na sala do mais velho) e um aperto no coração. No frigorífico uma lista de recados para o pai com o dia da natação, o dia da ginástica e respectivos equipamento, as sopas do baby para descongelar e outras coisas que sou sempre eu que faço e que não podiam falhar. Ia para perto (Troia) mas seriam 3 dias e 2 noites fora de casa. Nunca me tinha separado do baby Afonso. Fui e o trabalho correu muito bem. Tive muitas saudades, mas falámos ao telemóvel. Ouvi declarações de amor do filho mais velho e trocámos fotos, smiles e bonecadas no WhatsApp. Sabia que eles estavam muito bem entregues com o pai e com a ajuda da minha mãe e consegui relaxar. E no meio de muito trabalho ainda houve bons momentos de descontração ao jantar, tenho a sorte de ter uma equipa fantástica, e consegui aproveitar duas noites sem ter os filhos comigo. Já que ia estar fora, ao menos que aproveitasse para descansar um pouco sem a preocupação dos jantares, dos banhos, das roupas, das birras... E como foram só dias, passou rápido, soube bem.

23 de maio de 2014

Ideias giras para fazer com os miúdos, dentro e fora de casa!



Coloque fita colorida no tapete para fazer pistas para os carrinhos!
 
A Fita adesiva também pode ser usada para criar um jogo de tabuleiro na rua:
Giz, esponjas e roupa velha e duas brincadeiras mesmo giras!

Sobras de plástico-bolha para fazer Pinturas com Pegadas! Esta quero experimentar!
Um rio no quintal com papel alumínio.

Um rolo de papel da cozinha colado na parede e os pequenos ficam entretidos!
Para os mais velhos, já com agulha e sarapilheira:
Fios bem amarrados dão direito a Missão Impossível!

Imagens e ideias, tiradas daqui. Espreitem. Têm lá mais!

22 de maio de 2014

Coisas que tiram esta mãe do sério#6

As pessoas acharem que como o meu filho mais velho é muito magro pode comer todos os doces e açúcar que quiser. Não pode. O açúcar em excesso faz mal. O açúcar cria dependência. O açúcar é um vício. Ele é muito magro, de facto, mas isso não permite que ele coma três bolas de Berlim na praia, que se atafulhe de gomas e rebuçados e iogurtes cheios de açúcar!

A nova manha do mais velho

Filho grande: oh, mãe, posso pedir uma coisa? Quero tanto, mas tanto (junta as mãos em oração), por favor mãe, quero tanto.
Mãe: mas queres o quê?
Filho grande: açúcar na sopa!!!

Claro que a resposta foi não, mas antes já tínhamos ido ao Lidl a caminho de casa porque ele queria tanto, mas tanto nuggets para o jantar e eu fiz- lhe a vontade.

O mundo das crianças tem outra cor e alegria!

Pai: Amanhã  tenho de ir trabalhar de fato. O filho mais velho fica maravilhado. No dia seguinte o maridão aparece de fato, entenda-se calças, casaco, camisa e gravata. O nosso filho olha para ele com uma enorme desilusão. Isso é o teu fato? O meu é de pirata ou do homem aranha!


A chucha... Continuação #2

Fiz o que tínhamos combinado. Antes de me deitar tirei a chucha ao mais velho, coloquei-a debaixo da almofada assim como um livro do Rei Leão, que já tinha comprado há algum tempo e guardado para uma ocasião especial. Quase de manhã, ouço-o ao meu lado, de pé, a dizer que não tinha nem a chucha nem o presente da fada das chuchas debaixo da almofada. (Que malandra que é a fada!!!!) Eu disse que de manhã víamos isso, e que se deitasse comigo mais um bocadinho. Não precisava de chucha que tinha o meu mimo. Lá ficou. Por volta das 7 acorda novamente. E lá vamos ao quarto dele e ele vê que a fada das chuchas lhe tinha deixado um livro, que entretanto tinha caído para o chão e por isso ele não o viu. Ficou radiante e quis que eu lhe lesse logo a história. Eu disse que ele podia ir lendo sozinho, mas ouvi logo: não sei ler, mãe! Eu disse para ele ver os desenhos, que depois já lhe lia a história. Enrosquei-o na minha cama, para não acordar o besnico que ainda dormia, e assim fizemos. E hoje levou o livro para a escola para mostrar à educadora e aos amigos o presente da fada das chuchas. Será que é desta?

21 de maio de 2014

A chucha... Continuação

Nem de propósito hoje voltou o tema da chucha. Chegados a casa vejo que o mais velho está de chucha: vou só ver os desenhos animados, mãe! Eu disse que ele já era crescido para estar com chucha de dia, com 4 anos e meio só à noite e, e... Ele aceitou bem e foi guardá-lá, mas um segundo depois chegou ao pé de mim e pediu a tesoura: vou cortar a chucha! Já não preciso! E lá cortou, mais uma vez, a chucha. Contou a novidade radiante ao pai quando ele chegou e combinaram que iam amanhã comprar um arco e flecha, como prometido. Foi-se deitar e começou olho a dizer que não conseguia dormir e a ficar em grande stress. Queria a chucha, queria a chucha! Dei-lhe a chucha cortada, mas não servia: não quero chuchar ar! Pediu uma chucha do mano. Dei-lhe uma chucha da Chicco de recém nascido! Mas enquanto lhe dava a chucha disse que havia uma fadinha que levava as chuchas e deixava presentes. Ele perguntou se era mesmo verdade. Eu disse que nunca a tinha visto, nunca ninguém as viu porque são mágicas, mas que podíamos experimentar. Ou ele ou eu, depois dele adormecer, deixamos a chucha debaixo da almofada e logo se vê o que acontece. Ele ficou entusiasmado. Vamos ver como corre. 

Coisas que tiram esta mãe do sério #5

O drama da chucha!  
4 anos e ainda usa chucha? Que grande vergonha! Qualquer dia o mano já não usa chucha e tu usas. Que grande bebé! Estas são frases e comentários muito frequentes sobre a questão da chucha do mais velho. Se me preocupa que ele use chucha aos 4 anos e uns meses? Preocupa um bocadinho. Sem me perguntassem há uns 3 anos com que idade ele iria largar a chucha eu diria, com toda a convicção de mãe inexperiente, que aos 2 anos era a idade certa para deixar a chucha. Se ele gostava de deixar a chucha? Já fez várias tentativas, que podem ler aqui e aqui. Se é um miúdo atrasado em relação aos outros? Nada! Nem um bocadinho! Falou muito e bem muito cedo, deixou as fraldas do dia e da noite no mesmo dia com 2 anos e uns meses e nunca mais pôs uma fralda, aprendeu cedo a usar garfo e faca, nunca quis ser tratado como bebé, assim que começou a andar nunca mais quis um carrinho (até agora, que de vez em quando quer partilhar o carrinho com o mano, o que é normal), mas tem uma questão com a chucha. Usa só para dormir. E eram 3 e agora é só uma. Se ele sabe que já é grande para a chucha? Claro que sabe. Mas ele diz que precisa. Já adoptámos as várias estratégias conhecidas, mas até agora o resultado foi negativo. Este será um dos tópicos que iremos falar com o pediatra na consulta de desenvolvimento dos 4 anos, mas até agora temos tentado não fazer disto um drama. Podem encontrar estratégias para deixar a chucha aqui e aqui. E deixo-vos com algumas cenas da vida do meu filho e da chucha.


15 Novembro 2012, manhã


15 Novembro 2012, noite
 

Fevereiro 2013
http://vidasdanossavida.blogspot.pt/2013/02/nova-tentativa-para-largar-chucha.html

4 Outubro 2013

http://vidasdanossavida.blogspot.pt/2013/10/o-dificil-adeus-chucha.html

13 Outubro 2013

http://vidasdanossavida.blogspot.pt/2013/10/ainda-sobre-deixar-chucha.html 

17 Outubro 2013




19 Outubro 2013

22 Outubro 2013



17 Janeiro 2014