25 de março de 2016

Os manos

Brigam, batem-se, provocam-se, mas não vivem um sem o outro e já são muito cúmplices nas brincadeiras com o mais novo sempre atrás do mano mais velho. São o ponto e a vírgula!! Inseparáveis!! 
Que sejam sempre unidos e companheiros de riso e de brincadeira pela vida fora!

24 de março de 2016

Estamos no paraíso!!

Valeu a pena a loucura das malas, as 3 horas de viagem e a noite mal dormida. Acordámos com sol e calor, num dia de primavera perfeito!! Depois de uma ida à praia para bricar na areia e dizer olá, chegámos!! Um almoço divinal com vista para a Ria Formosa!! 

Obrigada, São Pedro por este tempo magnífico que alimenta a alma. Precisamos mesmo de carregar baterias, que isto de não dormir uma noite seguida há meses não mata mas mói!! 

20 de março de 2016

Adoro dormir a sesta no colinho da minha mãe❤️

Gostamos de partilhar a nossa história com os nossos filhos!

Os rapazes ficaram doidos com o vídeo do pai a fazer o salto tandem de pára-quedas!! Viram vezes sem conta e o Alexandre só dizia que também quer saltar!! Foi o presente (surpresa mantida até virarmos para o aeródromo de Évora) que eu dei ao meu marido quando ele fez 35 anos, estava eu grávida de 9 meses do nosso primeiro filho!
Gosto muito de ver fotografias e vídeos com os nossos filhos e que eles nos vejam sem ser no papel de pais, mas noutros papéis da nossa vida! 

19 de março de 2016

Feliz Dia do Pai

Pedi ao Alexandre para personalizar o embrulho do álbum digital (um apanhado de momentos especiais do paizão cá de casa com os filhos) que eu tinha feito para eles oferecerem ao pai e foi este o resultado:

O que eu me ri com o "pai ai laviu" e depois expliquei-lhe como se escrevia e ele quis escrever bem... Mas achei uma ternura tudo o que ele escreveu. ❤️

18 de março de 2016

A minha mãe não pode ver sol!!

Assim que aparece o sol vamos logo passear. Hoje começámos o passeio assim:



E acabei assim: Onde está a Francisca???




Manhã de sonho (e muito sono) na cama dos pais

É onde a minha filha gosta de dormir de manhã, quando não andamos na rua. Hoje acordei e tomei uma bela banhoca, ainda com a ajuda do mano Afonso, depois os manos sairam com o pai, eu mamei e fui para a cama dos pais, onde adoro dormir de manhã. E ali fiquei a manhã toda, no sossego e no aconchego da almofada da minha mãe, dormindo profundamente até que a fome me acordou. É este doce de bebé a minha filhota. Come (e bolsa) e dorme profundamente...


Festas e mais festas!

Ando doida a tentar organizar o 3º aniversário do meu filhote Afonso. Vai ser a primeira festa aberta aos amigos da escola - apesar dele dizer que só quer a Isebel (Isabel, a sua paixão e com quem ele passa o dia abraçado e aos beijos) - e estou a ver se consigo arranjar um pónei, um cavalo ou um burro!! É que depois da Isebel a grande paixão deste meu filho são os animais da quinta!! Tentei fazer a festa na Quinta Pedagógica  da Granja onde ele foi com a escola e nunca mais se esqueceu da visita, mas já não fui a tempo... Na Quinta dos Olivais não fazem festas e não posso arriscar uma festa ao ar livre, até porque no ano passado viemos todos a fugir do parque cá para casa. Mas eram só (40 pessoas) família e amigos e este ano com os amiguinhos da creche seria impossível! E além deste aniversário estou a dar início aos prepararativos para o baptizado da Francisca!! Para já estou a tentar articular o padre com o sítio do almoço. É que não há baptizado sem padre, nem festa sem almoço!!!

O Dia do Pai são 2 dias!!!

Acabei de falar com o meu marido que se sentiu o pai mais babado e mimado hoje de manhã quando foi levar os filhos à escolinha!!! E vem carregado de presentes para casa! Os miúdos sairam de casa super entusiasmados, doidos para homenagear o pai e entregar-lhe o que tinham feito com tanto carinho!! E o melhor de tudo é que amanhã há mais!!! Desta vez a 5! E eu também preparei uma surpresa para os meus filhos darem ao pai!! Depois conto tudo!

Quadro de Tarefas

Há dois anos fiz o nosso primeiro quadro de tarefas, como expliquei aqui, para o nosso filho mais velho na altura com 4 anos perceber a lógica da organização matinal. Funcionou se bem que nem sempre cumpriu com o que era proposto, mas o objectivo era que ele percebesse o que tinha de fazer de manhã, e qual a ordem. Há uns tempos implementámos o Jogo das Estrelas. Correu bem e funcionou durante uns tempos, mas depois o meu filho mais velho perdeu o entusiasmo e acabei por guardá-lo. Mas precisávamos de alguma coisa que motivasse o nosso filho mais velho a despachar-se, a fazer as coisas sozinho, a ser mais autónomo e independente. O meu marido teve esta ideia e ficou muito gira. Está em funcionamento há dois dias e está a ser o verdadeiro sucesso. Será que ele vai perder o entusiasmo pelo caminho? Só o tempo o dirá. Para já, queremos que ele crie as rotinas de fazer as coisas sozinho para depois isso se tornar um hábito. Damos um prémio? Isso é bom? Nós discutimos essa questão e o que o meu marido dizia, e com razão: todos trabalhamos melhor e esforçamo-nos mais quando temos um objectivo. E é verdade. E este meu filho é complemente focado em objectivos. Além disso, é louco pela Lego e adora os bonequinhos. E será esse o prémio, a recompensa que ele terá sempre que atingir os 25 pontos.



Daqui a um mês dou o feedback.

Temos tanto para aprender com os nossos filhos!!!!


As crianças sabem o que é realmente importante e nós, pais, andamos tantas vezes com as prioridades trocadas!!

Chorei ao ver este vídeo porque, de facto, tantas vezes acelaramos as coisas, apressamos tudo, andamos numa correria... agora têm de tomar banho, agora vão jantar, agora despachem-se, agora vão lavar os dentes... E muitas vezes não aproveitamos cada um destes momentos com eles. E tudo o que eles querem é estar connosco. Mesmo quando levam com o nosso lado menos bom de final do dia, já cansados, é connosco que os nossos filhos querem estar! Temos de aproveitar e, acima de tudo, temos de lhes mostrar que também queremos estar com eles e que eles são o mais importante. Porque são. Só que às vezes andamos perdidos na loucura do dia a dia e esquecemo-nos do que é verdadeiramente importante... (e daqui a uns anos, na adolescência já não vai ser esta a resposta dos nossos filhos e vão pedir para os deixarmos na rua atrás do liceu...)

Expliquem-me lá!!!

Não há Prevenar 13 nos centros de saúde porque está esgotada na ARS, mas há nas farmácias à venda! Qual é a ideia? Hoje em dia faz parte do PNV, mas está esgotada... Como é que é possível tão má gestão e falta de planeamento?! Se sabem quantas crianças nascem é fácil saber quantas terão de levar a vacina, certo???

17 de março de 2016

A minha filhota porta-se tão bem que já vai a cocktails!!

É um doce. Come e dorme. Durante o dia, então, não se dá por ela. Não fosse o bolsar e o arrotar e era mesmo uma santa. Dorme no meio da confusão, do barulho, das brincadeiras, dos risos e dos aplausos! Hoje eu tinha um evento de trabalho - quem não aparece esquece, ainda para mais para quem está a recibos verdes e trabalha por projectos - e lá fomos nós as duas a um cocktail de final de dia e, como sempre, esteve super tranquila a dormir profundamente como se não fosse nada com ela... Aninhada em mim pendurada no marsúpio foi a companhia perfeita e uma forma de a apresentar à minha antiga equipa e aos directores e chefias presentes. E ainda entrou na foto de grupo de lançamento do projecto!!!

15 de março de 2016

A nova vacina Prevenar 13 já faz parte do Programa Nacional de Vacinação...

... mas hoje cheguei ao centro de saúde para a Francisca levar as vacinas dos 2 meses incluindo a Prevenar, e soube que esta vacina está esgotada na ARS. A Enfermeira do centro diz que já pediu e  voltou a pedir as vacinas, mas a resposta que tem é que não há e não sabem quando vai haver! Agendámos para daqui a um mês com a esperança que entretanto as vacinas tenham chegado. 

14 de março de 2016

E a fome que uma mãe tem enquanto dá de mamar???

Como este mundo e o outro!!!!! Acabei de despachar uma tablete de chocolate... Ah!!!!!

As matrículas para o 1º ciclo estão quase aí...

... E eu tenho um filho a caminho da escola primária, ou do 1º ciclo, como agora se diz. Passa rápido esta vida. E não é só um clichê, é mesmo um sentimento. Já tenho cabelos brancos, três filhos e estou quase a chegar aos 38 anos... E parece que ainda ontem andava no liceu... Não me sinto velha, mas gostava de ser mais nova. Eu e o meu marido. Mas como só para a frente anda o tempo está quase na altura de tratarmos da inscrição do nosso filho mais velho no 1º ciclo. Já tinha visitado uma das escolas do agrupamento e hoje aproveitei "a boleia" e fui com a mãe de um amiguinho dele (foi uma bela manhã, C. Obrigada pelo convite e pela companhia e conversa de pequeno almoço) visitar outra escola, a escola para onde vão quase todos os meninos e meninas da escolinha onde ele está. Gostei da coordenadora e da escola, mas esta será a segunda ou terceira opção, uma vez que temos uma das escolas do agrupamento na nossa rua e é tão boa ou melhor do que esta... Tenho pena que não vá com amigos para a nova escola, mas conheço-o bem e sei que fará novos amigos sem problemas e que não perderá o contacto com 2 ou 3 amigos com que nós, os pais, manteremos o contacto. E como dizia ontem a mãe de um amigo até é provável que se voltem a encontrar depois, ou no 2º ciclo ou no secundário uma vez que fazem parte do mesmo agrupamento. O que eu desejo, independentemente da escola para onde ele vá, é que ele se integre bem, que não perca a curiosidade que tem e o gosto em aprender e que, pelo contrário, este gosto seja incentivado e estimulado, que faça novos amigos e que seja feliz "na escola dos crescidos", como ele diz.

Às vezes fico tentada a deixar de amamentar...

... Mas depois não consigo e amamentar é mais forte que eu, e quase por instinto levo-a ao peito assim que tem fome. Mas é muito ingrato e desgastante ela bolsar tanto, a não ser que fique uma hora sentada e direita ao meu colo e, nem mesmo assim, temos a garantia que não vai deitar tudo fora. À noite bebe biberão, com o leite AR, e depois ainda mama um bocadinho, mas como está satisfeita com o biberão mama só para o mimo e para se sentir reconfortada e relaxada e pronta para adormecer. Chega a bolsar essa parte, mas como é tão pouco não incomoda e não obriga a ficar horas com ela na vertical... 

13 de março de 2016

Domingo bom!!

E como somos a família sempre em festa hoje lá fomos para mais um aniversário! O tempo estava perfeito, os miúdos brincavam livremente e os nossos amigos são os reis das festas no parque. Estava tudo lindo e maravilhoso (e eu com está fome que tenho enquanto dou de mamar tive desculpa para me deliciar com queijinhos, a melhor tortilha do mundo, doces alentejanos, espetadinhas de de tomate e mozarela, patês....) tenho pena de não ter fotografado nada, especialmente a pinhata, que é sempre o momento alto da festa!!  Foi muito bom e no fim ainda houve tempo para ir espreitar os patos!

Adoro sol e os dias a ficarem mais compridos! E não há nada melhor que andar com eles na rua a aproveitar o bom tempo e a celebrar a vida!! Parabéns pelos teus 7 anos, Caetana!! Adorámos a festa!!

A Francisca faz hoje 2 meses❤️

E para comemorar dormiu a noite toda de seguida!! Dormiu das 11 da noite às 7 da manhã!! Tão bom!!!!!! Que continues assim, princesa do meu ❤️ És um doce de bebé e a cada dia que passa estamos cada vez mais apaixonados por ti! Já nos segues com os olhos, já olhas a procurar as vozes e até já dás sons de querer palrar!! E a magia de te ver ficar mais desperta para nós e para o mundo não diminui por seres o terceiro filho, muito pelo contrário. Até porque não tens só o pai e a mãe a deliciarem-se contigo, mas tens dois irmãos que te adoram e que estão sempre com os olhos postos em ti!!

12 de março de 2016

A noite foi má, mas o dia de sábado foi perfeito!

Sol e calor e todos os primos juntos num pic nic num dos nossos parques preferidos, o parque Ben Saúde. Foram várias horas de brincadeira e correria ao ar livre. Quando ficou frio não quiseram dar a brincadeira pus terminada e ainda trouxemos mais dois para casa! Estavam todos tão contentes! É um privilégio e uma alegria tantos primos com a mesma idade! Um dos momentos altos foi a chegada da moto da Domino's Pizza que  trouxe o jantar. O meu Afonso, o mais louco por motas e pizzas esperou à janela  com o primo Miguel, que partilha das mesmas paixões, e foram depois receber o senhor à porta. Olá pizza, disse o Afonso aos pulos. Eles ainda queriam prolongar a festa com dormidas cá, mas não deu porque amanhã de manhã vem um amigo do Alexandre para brincar e almoçar connosco e já ia ser muita confusão. E o que eles precisavam todos era de ir dormir sossegados. Adormeceram ainda comigo a contar a história. Foi um dia muito, muito bom. E era tudo o que eu hoje precisava depois de uma noite má em que acordei a sentir-me péssima mãe. Nada como um dia de sol em família, rodeados de crianças felizes e lambuzadas para tudo ficar melhor.

Esta noite não fui uma boa mãe...

... Estivemos mais de 3 horas no mama, bolsa, bolsa, chora, mama mais e volta a bolsar e quando a deitei eu estava exausta. Menos de 40 minutos depois acordou aos gritos e eu não estava em mim de cansaço. Só queria era dormir. Não fui a mãe que ela merece e ainda discuti com o meu marido, que está lesionado na anca e não lhe podia pegar ao colo. Desculpem os dois o mau feitio nocturno e o cansaço extremo que só me fazia querer dormir... 

11 de março de 2016

Hoje foi dia de colo, muito colo da minha madrinha!!

Tão bom!!! E nem sei qual das duas estava mais consolada com o colinho...

Se a ginástica maternal emagrecesse...

... É que o filho mais velho é que foi para a natação, mas eu é que andei a fazer piscinas... Dei de mamar e saí acorrer. Leva à natação, ajuda a despir, vê um bocadinho da aula, cheia de calor nas bancadas, mando beijos e corro novamente para a creche para ir buscar o mano. Corremos os dois para a natação. Regresso a Acapulco nos balneários. Transpiro... O Afonso corre e escorrega. Está tudo bem. Duche, secador, veste... Enfrenta o frio da rua. Corre para casa... E nem um grama a menos!!!

Mano mais velho ❤️

Diz o meu filho mais velho, enquanto olha cheio de ternura e amor para a irmã: a mana é rica de manos, não é?

10 de março de 2016

Hoje a minha filha fez 6 horas de seguida à noite!! Yeah!!!!

E o mérito é do pai dela, o meu querido marido. Passo a explicar: Dei de mamar, o maridão deitou os mais velhos, fui beijocá-los e depois fui tomar um bom banho. Um banho sem pressas, com água bem quente. Soube-me pela vida. Lavei e sequei o cabelo, pus cremes e vesti o pijama. Regressei à sala para ver um episódio da Anatomia de Grey, escolhido por mim. Aninhei-me no meu marido e adormeci de imediato. Ele acordou-me à meia noite, uma hora depois para dizer que estava na hora da Francisca mamar - ela começava a acordar ao colo dele -. Eu disse que ia andando para o quarto e que ele podia fazer o biberão (o único suplemento é a esta hora). Fui para o quarto e meti-me na cama. Ferrei de imediato, estava completamente relaxada e adormecida depois do meu banho. Acordei uma hora depois com o meu marido a perguntar se eu ia dar de mamar. Ele já tinha dado o biberão e depois dos 90ml ela continuava com fome e ele fez mais 30ml. Dei-lhe de mamar, ensonada. Arrotou e quase não bolsou. Metia-a no berço, meti-me na cama e só acordámos 6 horas depois. Mamou, arrotou, não bolsou e adormeceu. E eu voltei a adormecer. Acordei com o meu filho Afonso a colocar o banco do Ikea ao lado do berço para dar os bons dias à mana. Dormi tanto! Foi tão bom!!!!

A Francisca já tem cartão de cidadão e já está inscrita na creche

Já inscrevi a Francisca no berçário para entrar em Setembro. Adoro a instituição, onde andam os irmãos, e onde sei que ela será muito bem cuidada, mimada e feliz! Se ficava melhor em casa comigo até mais tarde? É claro que sim, mas vai com 8 meses como o irmão mais velho foi. A diferença é que eu do primeiro filho comecei a trabalhar quando ele tinha 4 meses e agora só vou voltar ao trabalho em Setembro. Foi horrível ter deixado o Alexandre tão pequenino, e apesar de ele ter ficado com a minha mãe o ideal era ter ficado comigo e não termos introduzido as papas e sopas tão cedo... Mas foi o possível, correu bem e também serviu para aprender alguma coisa... O Afonso ficou comigo até completar um ano, depois de ter ido uns meses à escola e a coisa ter corrido pior que mal com ele sempre a fazer infecções respiratórias. Desta vez, a trabalhar para uma empresa diferente decidi fazer as coisas de outra maneira e consegui negociar o meu regresso ao trabalho só para Setembro. Que lógica tinha começar em Junho e depois em Agosto a escola deles estar fechada? E o que fazia à Francisca de Junho a Setembro? E o que fazia com os três em Agosto? Entrava e metia um mês de férias? Ia começar um projecto e parar logo? Não me pareceu bem e expus isso ai meu chefe, que concordou comigo. Ia estar com a eterna culpa das mães. Estaria a trabalhar culpabilizada porque não estava com a minha filha e estaria com ela a pensar no que não tinha conseguido acabar no trabalho. Assim, asseguro os cuidados exclusivos da minha filha até Setembro ao mesmo tempo que também tenho mais tempo para os mais velhos. Até porque Setembro não é só marcado pela entrada da Francisca na escola, mas também pela mudança na vida do mais velho: vai entrar para o 1º ano do 1º ciclo! A escola está escolhida, assim como a segunda opção, brevemente faremos a matrícula, e em Setembro ele vai começar uma nova fase. Depois de um ano mais agitado com a chegada da mana temos um verão em pleno, comigo dedicada a eles a 100% e, em Setembro, vida nova! Eu e o meu marido ainda pensámos em mudar o Afonso para a nova escola do mano, iniciando lá o Jardim de Infância, mas ele está tão bem onde está, é uma escola mais pequena, mais acolhedora, mais personalizada e ele ainda lá pode ficar mais três anos, beneficiando do carinho, dos afectos e dos valores que esta escola transmite. É onde ele está melhor e é onde ficará. Porque não há nada que nos tranquilize mais que sabermos que os nossos filhos estão bem entregues. Assim, sim, conseguimos trabalhar em paz e conciliar os dois mundos! 

Os meses e os anos

Ontem, à saída da escola, perguntaram os meses da Francisca. Eu respondi: faz dois meses para a semana! E diz o meu filho mais velho: não é justo, mãe! A mana faz anos todos os meses e eu tenho de esperar pelo 4 de Janeiro! Ri-me e expliquei-lhe que ele também soma mais um mês todos os meses, mas que até os bebés completarem um ano contamos os meses e depois os anos. Lá se sentiu menos injustiçado, mas ficou com cara de quem preferia continuar a comemorar os meses!

9 de março de 2016

O meu Afonso...

"A Viagem de Arlo" foi o primeiro filme que o Afonso viu no cinema. Não gostou de ir ao cinema, diz que é escuro, mas adorou o filme e vê-o vezes sem conta e já o sabe de cor. No outro dia fomos a uma livraria comprar um presente e ele viu o livro do Arlo. Ficou louco e queria trazê-lo. Eu prometi que assim que ele deixasse novamente de fazer xixi na cama receberia o livro. (O Afonso fez o desfralde completo em Setembro, mas uns tempos antes da mana nascer voltou a fazer xixi na cama) Há umas semanas voltou a deixar de fazer xixi na cama e, melhor que isso, começou a levantar-se sozinho, a ir à casa de banho e a fazer tudo sozinho. Só depois vai ter connosco, muito orgulhoso de si. Festejámos com ele o sucesso, mostrámos-lhe como estávamos orgulhosos dele e, passado umas semanas sem xixi's recebeu o livro. Foi ontem. E não imaginam a alegria, a felicidade dele. Eu ainda hesitei em comprar o livro (está muito fraco em termos da forma como está escrito, é muito fraquinho e eu gosto de lhes mostrar livros bons, bem escritos, com uma história interessante e com mensagem e que sejam divertidos e bem ilustrados), mas sempre que eu o elogiava por já não fazer xixi os olhos dele brilhavam e falava do Arlo. E por isso comprei o livro e a reacção dele ontem ao receber o livro compensa tudo! Era mesmo o livro que ele queria receber e foi a primeira vez que recebeu um prémio por um feito dele. E mereceu-o, com todo o mérito. E eu fiquei feliz por lhe ter proporcionado tanta alegria. 

Tão bom!!

Fomos levar os manos à escola e voltámos para casa. Sentei-a sobre as minhas pernas para lhe ir dar de mamar. Mas a Francisca agarrou na minha mão e adormeceu. Tão bom!! É tão bom ficarmos aqui as duas, sozinhas e em silêncio, a aproveitarmos cada momento único. Eu ando imenso na rua, andamos sempre a laurear, mas quando ficamos em casa o meu tempo é quase só dela e fico aqui entregue ao amor que é olhar para ela, cuidar dela, adormecê-la junto a mim e depois deixar que o sono dela me embale por alguns minutos... O melhor do mundo❤️

8 de março de 2016

O meu coração bateu forte ❤️

No carro, a ouvirmos música disse ao meu filho mais velho este adorava o tema "New York" da Alicia Keys e acrescentei: podias aprender a tocar. E não é que ele pediu à professora de piano para o ensinar. E chegou a casa e tocou para mim!! E ainda disse: desculpa, mas ainda só aprendi o início, mas a professora escreveu-me a música para eu ir treinando até à próxima aula!! 

É assim o meu filho mais velho, um doce! Um miúdo com um coração enorme e que gosta de fazer os outros felizes! E que tão depressa corre nos treinos de futebol, brinca aos Ninja com gritos e saltos, luta com espadas e também tem aulas de piano numa enorme concentração e gosto! 

Hoje é dia da Mulher

E eu acordei rodeada de beijos dos homens da minha vida, no caos delicioso de uma casa cheia. Este ano já somos  duas as mulheres lá de casa e eu sou uma mulher feliz, realizada e muito grata pela vida que tenho e que construí. Entre beijos, correrias e pressas matinais o meu filho mais velho arrastou-me para a cozinha para eu ver uma coisa: o mimo que o meu marido me tinha preparado! 
E o meu filho mais velho diz que vou ter muitas surpresas mais tarde! É bom sermos mimadas e, acima de tudo, é fundamental que se respeitem todas as mulheres, que tanto têm sofrido e sido menosprezadas ao longo da história. Este dia comemora-se porque "No Dia 8 de março de 1857, morreram aproximadamente 130 mulheres carbonizadas, quando foram trancadas na fábrica de tecelagem, em Nova York, onde trabalhavam, por estarem em greve. Em homenagem a estas mulheres, em 1910, declarou-se o dia 8 de março como o “Dia Internacional da Mulher”.

A paixão do mano❤️

O Afonso continua perdido de amores pela irmã. Chegado a casa da escola entendeu que a mana precisava da companhia da boneca que ele e o irmão lhe deram quando nasceu, como presente de boas vindas escolhido pelo Alexandre. 

Como a mana ainda é bebé e não toma conta da boneca o Afonso adoptou-a. E ontem, depois de tanto mexer e remexer na mana e na boneca a mana acordou.
Peguei na Francisca para lhe dar de mamar e o Afonso pegou na boneca e imitou-me. 
E eu pedi ao mano mais velho para registar o momento porque achei uma delícia!! E ali ficou ele a amamentar a boneca, ao meu lado, muito contente. Que delícia❤️ Ainda lhe disse que os meninos não tinham maminhas para dar leitinho, mas ele disse: tem, tem e continuou! 

7 de março de 2016

As cólicas

Do meu primeiro filho fomos atormentados pelo bicho papão das cólicas! Foi um inferno. Não sei se eram cólicas ou não, como já aqui disse acho que era mesmo fominha, mas ele berrava dia e noite. Demos tudo o que havia para lhe dar e até Infacol de Londres veio. Nada resultou até ele ele começar a comer papas e sopas... Será que era mesmo fome??  Do Afonso tivemos um ou outro episódio de gases que foi facilmente resolvido com colo e massagens na barriga. E também bebeu um chá Alivit, que ele gostava e parece que ajudava. Ontem e antes de ontem a Francisca esteve mais resmungona que o habitual à noite e só adormeceu depois de eu lhe fazer as tais massagens e de ela libertar uns belos puns que até a faziam sorrir! E eu fiquei a pensar... será que a Francisca não gostou do pacote de amêndoas recheadas com chocolate branco que eu devorei nas últimas duas noites???? Pelo sim pelo não hoje não vou comer as amêndoas... É que a noite foi mesmo chata. A minha sorte foi que sabia que o maridão ia assumir o comando da manhã e que seria ele a tratar dos mais velhos e a levá-los à escola para eu e a boneca ficarmos no quentinho e dormirmos mais um bocadinho. Obrigada, homem da minha vida!! Só por seres quem és é que eu consegui cumprir o meu sonho de ter uma família numerosa, porque tu és mesmo o melhor pai do mundo. Eu trato da Francisca mas o teu sono foi embalado pela sirene do sono da Francisca que só adormeceu às 4 da manhã e ainda foste acalmar o Afonso que acordou com terrores nocturnos enquanto eu dava de mamar e ainda lá voltaste mais tarde, enquanto eu acalmava a Francisca para o pores a fazer xixi. E de manhã trataste de tudo, levaste os rapazes e foste trabalhar. És o maior. Amo-te!!

6 de março de 2016

Hoje fomos ao parque!!!

E apesar das nuvens que ameaçavam chuva esteve uma tarde óptima!! Eles brincaram, correram, saltaram!! O Alvito é dos parques onde eles mais gostam de ir e divertem-se sempre imenso. Além disso, hoje tiveram a companhia das três amigas C's e foi ainda mais divertido!


Anda, mano!!! Estou à tua espera! 

3 de março de 2016

Mãe e filha foram ao cabeleireiro

Estava a precisar de dar um corte e, de manhã, depois de deixar os miúdos na escola lá fui ter com a Filipa, ao cabeleireiro onde eu, o meu marido e os meus filhos vamos sempre e onde somos sempre muito bem recebidos. A Francisca, ao contrário do que é costume, acordou e não quis ficar no ovo e teve a sorte de ter logo vários colos prontos (e desejosos) para a receber. Era cedo, havia pouco movimento e a Francisca foi o centro das atenções. Estavam todas tão derretidas com a minha boneca que eu brinquei que prevejo um Baby Boom!! Além dos mimos à minha filha eu também tive direito a uma massagem de sonho enquanto me lavavam a cabeça... Soube-me pela vida e uma óptima maneira de começar o dia, após uma noite que até nem foi nada má, e que teve apenas uma pequena interrupção das 5 às 5 e meia da manhã.

Ontem foi dia de pesar a Francisca e...

... a balança confirmou o que estes olhos de mãe calculavam: está óptima e a engordar! 7 semanas depois de ter nascido já pesa 4,20kg, ou seja, mais 1,240Kg do que quando nasceu. E não nos podemos esquecer que ela chegou aos 2,700kg de peso mínimo. Apesar de bolsar, está a engordar bem e a crescer! Tão bom!!!!!

2 de março de 2016

As festas de aniversário

Hoje, ao telefone com um espaço de ginástica dedicado aos mais pequenos quiseram-me fazer crer que pagar 240€ por uma festa de 15 crianças durante duas horas de actividades era baratíssimo! Mesmo depois de eu ter dito que nunca seriam 15 crianças, porque só sobrinhos são 10 e a ideia é o pequeno Afonso ter a primeira festa para os amiguinhos da festa, e então eles me terem explicado que era mais 14 ou 14 euros por criança extra. E mais 3€ por criança se quisesse lanche. Mas que o bolo seria sempre por minha conta. Fiz as contas por alto enquanto falava com a menina que me garantiam que toda a gente elogiava os preços em conta e que estavam sempre cheios! Eu já faço festas de anos há 4 anos, desde o segundo aniversário do mais velho, e nunca paguei 500€ por uma festa! Se eles estão sempre cheios, que bom para eles... É verdade que se vê por aí o pessoal a perder a cabeça com as festas, muitas vezes dos filhos únicos... Mas para mim não faz sentido gastar 500€ numa festa de 3 anos! Até porque tenho 3 filhos e se há uma coisa que é importante na gestão familiar é saber definir prioridades! E eu adoro organizar as festas de anos dos meus filhos, eles adoram sempre as festas, mas há um limite até onde vou... Se os 240€ fossem para 25 miúdos, ainda ponderava o assunto e preparava eu o lanche como faço sempre, mas cobrar mais 14 ou 15€ por miúdo extra... Há todos um negócio louco à volta das crianças e pessoas a pagar (muitas vezes o que podem e o que não podem) exorbitâncias por uma festa de anos! A mim não me apanham nesses filmes. E vou arranjar outro sítio para a festa. Se tiverem sugestões, apitem. 

"Bebé bolsado bebé criado!"

Diz-se que "Bebé bolsado bebé criado!", mas eu digo-vos que é muito chato ter um bebé que bolsa muito. Eu sei que não é nada grave, que já fizemos eco ao estômago e está tudo bem, é só refluxo, mas de facto é chato e que tem bebés que bolsam sabe do que eu falo. E nem estou a falar da roupa que se suja e dos banhos extra. O chato é que a Francisca mama, depois fica muito incomodada e bolsa imenso, depois tem de mamar outra vez, depois volta a ficar maldisposta, bolsa e fica toda molhada, depois mudamos a roupa e bolsa mais porque está a ser abanada... Esta noite foi das 5 às 7 da manhã e, enquanto estávamos nisto foram chegando os meus filhos. O do meio chegou às 5 e meia da manhã depois de ter ido fazer xixi e o mais velho chegou às 7. E eu e ela adormecemos a seguir mas às 8h30 ainda voltou a bolsar... Ela está a crescer e vejo-a bem gordinha, mas vou pesá-la hoje só para ver se já chegou aos 4kg. 

Se eu aprendi a desfrutar em pleno ao segundo filho, o terceiro é a cereja no topo do bolo!

A notícia de que estava grávida do primeiro filho foi a loucura completa! Era tão, mas tão desejado e tudo o que nós queríamos era ser pais. Fizemos os cursos de preparação para o parto, comprámos os livros, preparámos o enxoval e chegou o nosso filho querido e eu soube o que era amar em toda a plenitude. Mas não foi tudo fácil. Muito pelo contrário. Ele era um bebé que chorava muito até aos 3 meses - hoje estou absolutamente convencida que ele passou fome ao ser amamentado em exclusivo, faltava-lhe sempre aquele bocadinho que permitia ficar bem cheio e dormir tranquilamente -  e nem tudo era como eu tinha sonhado a maternidade. Mas foi maravilhoso e fui aprendendo a ser mãe, aquilo que eu desejava desde que me conhecia como gente. 3 anos depois, chegou o nosso segundo filho e eu consegui desfrutar de um recém nascido sem estar sempre com dúvidas. Ainda para mais, era um bebé tranquilo e dominhoco. Mamava e dormia. E eu vivia a maternidade em pleno com os meus dois rapazes, e ver a relação dos irmãos era e é, para mim, o apogeu da maternidade. Com mais certezas e mais tranquilidade vivi em exclusivo a maternidade durante um ano e foi maravilhoso. E costumo dizer a quem quer e pode que os segundos filhos são açucarados, porque nós estamos mais confiantes, menos stressadas e sabemos aproveitar os momentos sem estar sempre à espera da fase seguinte, sem a ansiedade da novidade... 2,5 anos depois chegou a princesa da casa e eu acho que se o primeiro filho é magia, o segundo é açucarado o terceiro é a cereja no topo do bolo! O meu à vontade é ainda maior e é tudo muito natural, então nesta fase de recém nascido é puro amor e deleite... Mama quando pede e tem fome, dou biberon quando acho que ela precisa, dou colo sempre que nos apetece, vai para todo o lado sem dramas, é beijocada dia e noite ora por mim, pelo pai e pelos irmãos... E é  a peça que faltava para o nosso puzzle estar mesmo completo. E não se torna mais fácil por ser tudo igual chapa cinco, nada disso e quem me lê sabe que tem sido tudo diferente e que já apanhámos alguns sustos com esta bebé, mas porque nós temos um à vontade diferente, outra calma, outra idade, outra maturidade, outra confiança em nós... É totalmente diferente ter um primeiro filho a chorar e nós sem saber o que fazer ou um terceiro, em que só pelo facto de não ficarmos nervosas é logo meio caminho andado para conseguirmos resolver o choro... E depois há a calma de sabermos que os bebés passam por determinadas fases mais difíceis, mas que passam naturalmente. Custa não dormir a noite de seguida? Pois custa. Mas daqui a uns meses já vai ser melhor. E pior vai ser quando não conseguirmos dormir porque eles andam na noite e nas discotecas. Aí é que vão ser noites em claro, mas também isso faz parte do crescimento e nós temos de ir vivendo e aprendendo com todas as fases dos nossos filhos. E, acima de tudo, aproveitar bem cada dia, cada fase porque não se repetem... 

1 de março de 2016

O colo da mãe!

É, provavelmente, o melhor colo do mundo a par do colo do pai, das avós e de quem der colo e amor, com aquele aconchego, protecção e conforto que só o melhor colinho do mundo proporciona. Eu adoro dar colo aos meus filhos, mas ao ter agora a Francisca sinto que é dos 3 a que recebeu mais colo... E não é porque gosto mais dela, como é óbvio, mas é porque me sinto mais à vontade, mais confiante como mãe e a fazer tudo o que me apetece e acho que é o melhor para ela e para mim. Do primeiro filho tive medo de o "estragar" com colo e achava, porque me tinham dito, ensinado e feito acreditar que é no berço que se dorme, que colo a mais cria manhas, que estraga as crianças... E eu não queria estragar o meu filho, não é? Dava colo, mas as sestas eram na alcofa. Do Afonso já dei muito mais colo e, acima de tudo, dei muito sling, e ele praticamente viveu colado a mim durante 9 meses. Fez-lhe mal? Nada! Era um bebé super calmo, super tranquilo, nunca chorava, não teve cólicas... E agora chegou a Francisca e ontem no sofá com ela a dormir ao meu colo depois de mamar e enquanto eu via a novela das 19h às 22h (estou mesmo fã da I Love Paraisópolis) percebi que ela passa horas e horas a dormir encostada a mim. Não só porque depois de mamar tem de ficar na vertical, mas porque é bom tê-la enroscada a mim, ela dorme profundamente e feliz e eu estou ali a curtir e a lamber a minha cria… E não tenho medo nenhum de a estragar com mimos ou com colo a mais. Nem um bocadinho. Sinto-a calma e feliz, adormecida ao meu peito, a ouvir o meu coração, a sentir o meu cheiro e o cheiro do leite e sei que não há outro sítio onde ela poderia estar melhor... E é tão bom. É uma sensação de paz e de gratidão. E como também sei que não vou ter mais nenhum recém-nascido nos braços parece que ainda quero aproveitar e viver com mais intensidade este momento tão mágico e especial. E dou todo o colo do mundo. A ela e a eles, que me parecem enormes ao lado da mana, mas que ainda são também os meus bebés pequeninos...