29 de setembro de 2017

Na escola do filho mais velho não há Associação de Pais...

Na escola do filho mais velho não há Associação de Pais porque ainda está em processo de insolvência a antiga, que era modelo a nível nacional, mas que já não existe há dois anos... Mas há um pai holandês e um pai português que não aceitam que os pais não tenham voz. Estes dois pais organizaram-se e fizeram chegar à direcção todas as questões que os inquietavam, a eles e todos os outros. Não são uma Associação formal e legal, mas atraíram os outros pais, criaram um grupo para discutir tudo o que não está bem na escola. E representam os pais junto da direcção da escola, da direcção do agrupamento, da  Junta de Freguesia (que tutela as auxiliares e o CAF) e do ministério da educação. 

Porque o que não podemos é mandar os miúdos para a escola e achar que o que se passa lá dentro não é problema nosso. E não imaginam o que estes dois pais inicialmente sozinhos conseguiram... Mudanças não só na nossa escola, mas nas outras duas do agrupamento. Trabalham em conjunto com as duas outras Associações de Pais e defendem os interesses dos nossos filhos. Nem sempre as decisões das direcções são as mais acertadas, principalmente quando há mudanças de directrizes e implementações novas, como foi o caso dos 30 minutos a menos de tempo lectivo, mas se os pais se souberem fazer ouvir, com bons argumentos, respeito e bom senso, consegue-se chegar ao diálogo com as direcções. E aí temos uma escola feita de alunos, pais, professores e directores! 

Para facilitar a comunicação entre todos cada turma tem um pai que representa os restantes... O importante é estarmos todos envolvidos e melhorar o que for necessário. Quanto melhor for a escola, quanto mais empenhados estiverem os pais, melhor se sentirão os nossos filhos. E para eles é importante saberem que nós nos interessamos pelas suas questões.

28 de setembro de 2017

Mais uma noite terrível...

Escrevi esta semana aqui e volto a escrever... Têm sido umas noites terríveis. A Francisca começou a acordar às 3 da manhã, a chamar por mim, e lá andámos, eu e o meu marido, a caminho do quarto dela até perto das 5 da manhã... Não precisava de nada, não queria nada, só queria a mãe ali ao lado...  Eu chegava lá, ela deitava-se, eu ficava ali um bocadinho, ela adormecia, eu saía... Deitava-me, estava a fechar os olhos e ouvia: mãe, mãe, mãe! Andámos nisto toda a noite. A minha vontade era deixá-la a chamar por mim até se cansar, mas vai subindo de tom até gritar e acordar a casa toda... Quando é que esta miúda vai dormir a noite toda?! Ela vai fazer 21 meses?!!!! 20 meses?!! Deitei-me com dor de cabeça e acordei com dor de cabeça e com humor de cão... Por favor, filha. Dorme. Tu sabes dormir. Ainda ontem, a auxiliar que está com ela desde o berçário, me dizia: A Kika nunca fez fita nem chorou para dormir, dorme sempre bem, tranquila, adormece sozinha em paz e feliz... E é isto!

27 de setembro de 2017

Sexta feira vamos fazer um programa de adultos!

Vamos ver a versão portuguesa do Musical Avenue Q.


Estou curiosa com a adaptação.


Vi este musical em Londres há 11 anos quando fui fazer um curso. Na altura, amei! Quem me recomendou foi uma das pessoas que agora traduziu e adaptou para Português. Deixo-vos um cheirinho do original da Broadway.


Vale mesmo a pena espreitar!


Quando vemos a peça deixamos de ver os actores e a nossa atenção fica só nos bonecos. É incrível! Espero gostar tanto da versão Portuguesa como gostei da que vi no Soho, com o meu namorado... agora maridão! Foi há tanto tempo, éramos tão mais novos... Parece que foi noutra vida!

Ups! Uma falha imperdoável!

Estava eu a ler este blog e senti uma enorme vergonha, de mim, claro. Nunca levei os meus filhos ao Castelo de São Jorge! Como é que é possível. É uma falha tão grande. Já falámos algumas vezes, mas ora estava muito calor, ora estava a chover, ai o estacionamento, vamos para a semana, para a semana temos 5 aniversários, vamos depois... E até hoje, não aconteceu! Quem nos segue sabe que passeamos muito em Lisboa, vivemos perto do centro, já os levei de comboio, eléctrico 28 e cacilheiro, andamos muito pela zona ribeirinha, adoramos mostrar-lhes a cidade, viver a cidade, a pé ou de bicicleta, levo-os aos Santos Populares, ao Chiado, à Bica... Vamos à praia, ao teatro e ao parque infantil. Fazemos pic nics, levo-os a andar de skate e de patins! Vamos almoçar e jantar fora... Andamos sempre a passear, mas nunca os levei à colina do Castelo. Nunca os levei ao Castelo de São Jorge nem ao Chapitô, mesmo ali ao lado... A ver se deste Outono não passa! 


E como residentes em Lisboa estamos isentos de pagamento! Não há mesmo desculpa!

Este programa arruína qualquer dieta!

Mas eu sou tão, mas tão fá do Masterchef Australia e daquele júri absolutamente maravilhoso que já estou colada ao ecrã. Nem sabia que ia dar (vejo tão pouca televisão e foco-me mais em séries gravadas) e foi cuma boa surpresa. É um programa tão bem produzido, com tudo o que é preciso para um bom entretenimento! Adorava entrar no Masterchef Austrália! Nem que fosse só para conhecer aqueles 3!


O pior é a fome que uma pessoa tem a ver aqueles pratos mágicos e com um aspecto divinal!
Todos as noites na Sic Mulher, já lá está a 9ª temporada!

26 de setembro de 2017

É isto que queremos para as nossas filhas e filhos?

Joana Amaral Dias, candidata à Câmara Municipal de Lisboa defende que “a forma de mandar uma mensagem clara à sociedade para dizer que não queremos ser apalpadas nos transportes públicos e que queremos ser respeitadas passa por criar zonas específicas para as mulheres no metro ou nos autocarros”. Na minha opinião, isto é completamente absurdo, retrógrado... As mulheres conquistaram o seu espaço entre os homens, fazendo-se respeitar, impondo limites e agora voltamos à separação por sexo? No Cairo, eu e o meu marido entrámos para zonas diferentes da Mesquita... Os homens na grande ala central e as mulheres encafuadas num canto numa sala com as crianças todas a chorar e a espernear. Eles defendem que é para os homens não se distraírem com as mulheres durante o culto. Respeito. Faz parte da tradição do Islamismo. Mas não da nossa. Também vamos pôr lenços a tapar a cabeça e o decote para evitar algum olhar lascivo? Eu acho isto um retrocesso... Podem ler mais aqui sobre as propostas da candidata. O que é que pensam sobre isto? Além da própria Joana Amaral Dias ainda não ouvi nenhuma mulher dizer que acha bem esta proposta! Há um problema de transportes públicos na hora de ponta que se resolve com mais carreiras e mais carruagens de metro, e não com zonas específicas para as mulheres que não querem levar um apalpão no rabo! Ah, sim, porque as que não forem para essa zona é porque estavam a pedi-las, não?! Tanto assunto sério para debater, tantas questões importantes para as mulheres e andamos a trazer para o debate estas patetices! Enfim...  

Dia do Ex-Fumador!

Faz três anos dia 1 de Dezembro que fumei o meu último cigarro!


Já tinha parado nas gravidezes dos rapazes e a amamentar, mas o vício estava lá e mal podia, voltava ... Mas na véspera da minha operação à endometriose, fumei o último cigarro, no terraço, depois de jantar, depois de arrumar a cozinha. E até hoje... E tem sido muito tranquilo, deixei de fumar um cigarro de cada vez, sem ter sequer decidido que ia parar, mas com o pensamento: se hoje não fumei, se calhar amanhã também não fumo, e por aí em diante... Objectivo: ter mais saúde para ver os meus filhos crescer. Depois engravidei da Kika e tinha mais um motivo lindo para me querer bem! E espero manter-me bem longe do tabaco. Pelo menos, no que depender de mim, escolho saúde!

Estou FARTA de ser acordada a meio da noite!

Sinto um calafrio, um "não" dentro de mim sempre que ouço a Francisca chamar "não" durante a noite. E acontece todas as noites. Tirando aquelas duas semanas de férias (em que começo a achar que a au pair que foi connosco lhe dava drunfos para a miúda dormir) contam-se pelos dedos de uma mão as noites em que esta minha filha não chamou durante a noite. E é um cansaço. Custa tanto. Quer companhia. Já fizemos progressos porque já não há colo, mas é ficar ali ao lado e assim que me sente afastar, e olhem que eu já vejo no escuro e movo-me sem um único barulho, chama logo "mãe"... E tudo o que eu quero é voltar para a minha cama. E quando me deito fico a contar os segundos até a ouvir novamente... Às vezes adormeço a contar outras lá vou eu outra vez... 

25 de setembro de 2017

No sábado à noite tivemos jantar de crescidos!

A minha mãe voltou a ficar com os nossos filhos para irmos ao jantar de aniversário de um amigo. E que bom que foi. Começámos por beber um copo só os dois no mercado da Ribeira e depois juntámo-nos aos nossos amigos no SOI - um restaurante de comida de rua asiática. E gostámos imenso. O espaço é giro, o atendimento bom e muito simpático, comemos bastante bem, eu gosto muito deste genéro de comidas, e a conta foi muito em conta!! Uma boa escolha. E quando chegámos a casa estavam todos a dormir nas respectivas camas... e estiveram muito bem com a avó. Jantaram bem, brincaram e foram dormir sem dramas. A Kika adormeceu na cama do Afonso e depois a minha mãe levou-a para a caminha dela. A minha mãe está a ganhar a prática de ficar com o três, eles estão a habituar-se a ficar mais vezes com a avó e nós estamos a voltar a ganhar o ritmo de sair à noite para fazer programas. 

Ementa Semanal

Acho que passou lá por casa uma virose que por aí ainda e que nos deixou um bocadinho dessaranjados! O Afonso até vomitou. Posto isto, vamos começar a semana com calma e com uma boa canja de galinha!

2ª feira
Jantar: Canja de galinha

3ª feira
Jantar: Carne vaca estufada com puré

4ª feira
Jantar: Frango assado. Vou fazer esta receita sem o bacon. Vamos acompanhar com feijão verde cozido e batata salteada (batatas cozidas, cortadas em cubos, e salteadas com azeite e ervas da Provença).

5ª feira
Jantar: Crepes de camarão e pescada com arroz basmati e salada

6ª feira
Os pais vão ao teatro com uns amigos. 
Jantar. Menu infantil: esparguete, ervilhas, fiambre e natas de soja.

Sábado
A definir... 

Domingo:
Almoço de família! 
Vamos fazer um Bolo de Cenoura, que vai ser bom para os lanches do filho mais velho. Receita daqui.

Ao Domingo à noite... o preço dos filhos está a preços de saldos!

Ontem à noite quando consegui deitar todos, depois das birras de cansaço de domingo ao final do dia, depois de estar a ver o Pedrito Coelho às 6 da manhã e depois de dois dias de passeio, festas, almoços e jantares... Depois de tudo isto, quando caí no sofá, já depois das 22h achei que a cotação das crianças a esta hora está a preços de saldo! Acredito que não só, mas todos os pais e filhos pequenos estão a cair para o lado de cansaço... O fim de semana é muito bom, não há dúvida, mas exige tudo de nós! Boa semana!!

Recebemos o Outono da melhor forma possível!


Com sol, calor, manga curta e pézinhos na areia! Foi um fim de semana cheio de bons momentos, em família e entre amigos. 

21 de setembro de 2017

A minha estação do ano preferida está quase, quase a terminar...


Eu adoro o Verão. E este foi um Verão mesmo bom. Os meus filhos foram tão felizes durante as férias grandes, durante os dias que passámos na praia! E isso é tão bom, dar-lhes boas memórias, bons momentos em família, no sítio do costume, com os primos e os amigos de verão, o Tiago das Bolas de Berlim... a banhos até à hora de jantar, a jantar tarde e na varanda, a deitar tardíssimo e exaustos, mas felizes da praia, dos mergulhos, dos carrosséis, de jogar à bola na pracinha pela noite fora... Foram as únicas semanas em que a Francisca dormiu as noites inteiras, sem acordar. E isso valeu ouro. Neste verão, também descobrimos as praias de Sagres e vimos os nossos filhos serem felizes com o primo preferido. A Francisca deliciou-se com ameijoas e percebes. Eu gostei da imagem que este ano aparecia no bikini! Dei bons mergulhos e bebi imperiais bem geladas.  E daiquiris de morango! Brinquei com os meus filhos no mar, encantei-me com eles, beijoquei aquelas caras salgadas, enterneci-me com a Kika, cada dia mais crescida e mais fofa! Aproveitámos os fins de tarde, quando regressámos a Lisboa, naquele fim de verão início de rotinas, em que os dias ainda correm a um ritmo mais lento e solarengo. Em que as bicicletas, skates e patins ainda fazem parte do dia a dia. Li bastante e mantive-me na linha da dieta, cometendo algumas facadinhas, mas sem excessos. Namorei alguma coisa, mas menos do que gostávamos... Os nossos filhos estiveram 4 dias sem nós, com a tia no Alentejo, e a Kika encontrou no mano mais velho o colo que precisava... Lambuzámo-nos com fruta de verão, saladas coloridas e tostas boas ao final do dia. Foi um verão mesmo, mesmo bom! Ontem, o Afonso dizia que não queria que o Verão acabasse, mas faz parte, expliquei-lhe, é o ciclo das estações do ano... Para o ano, haverá mais! Com eles ainda mais crescidos e a viverem novas aventuras e novas descobertas!! 

"This is Us"

Está quase a chegara segunda temporada da série This is Us. E eu gosto tanto desta série. Está tão bem escrita, tão bem feita. É impossível não se deixar cativar pela história e pelas personagens. Sou fã. E volta já no dia 28 de Setembro!

Quem não viu a primeira série tente ver, que a Fox Life está a passar. Vale mesmo a pena!!

Natação!

Mais um ano lectivo que começa, mais um ano com aulas de natação. Desta vez, com  os dois filhos a fazerem natação ao mesmo tempo, no mesmo dia, à mesma hora, mas em piscinas e níveis bem diferentes. O pequeno Afonso está no começo do começo. Apesar de no ano anterior ter ido à natação com a escolinha aquilo foi mais chapinhar que outra coisa... Foi o início, o primeiro contacto com as aulas de natação, em ambiente escolar. Correu bem, ele adorou, mas aprendeu nada ou muito pouco. Este ano, numa classe com 5 meninos acredito que vai correr muito melhor. E eu, estou lá a acenar e a dar força. Depois, corro para a outra piscina...

Onde está o filho grande. Ele já sabe nadar, mas ainda tem muito que aprender ao nível da técnica e do aperfeiçoamento. E a mãe lá diz adeus da bancada, sempre babada e orgulhosa. E o que eles gostam! É aproveitar enquanto ainda sorriem e mandam beijos! Divido-me entre duas piscinas para conseguir assistir à aula dos dois filhotes. Depois da aula, duche e saem logo com o pijama vestido para ser chegar a casa, jantar e cama!

20 de setembro de 2017

Nas escolinhas do Benfica...

Já aqui contei como o meu filho Afonso é feliz a treinar no Benfica. Como um miúdo tímido e envergonhado, que se agarra às nossas pernas sempre que chegamos a uma festa num ambiente menos conhecido, que não gosta de dar beijos nem de cumprimentar... este miúdo chegou ao treino e lá foi ele. Sem medos, sem vergonhas, sem nervos nem dedos na boca. E tem sido assim todas as semanas, contra o que poderíamos imaginar... Foi ele que quis ir e nós acedemos porque é uma boa prática, ajuda ao desenvolvimento e dá-lhe alegria. Mas enquanto esperava nas bancadas, enquanto ia sorrindo e acenando, interferindo ao mínimo, constatava que há ali crianças quase obrigadas, crianças que choram, que não obedecem aos "mister", que se afastam, que refilam... E há pais nas bancadas a intervir, a gritar lá para dentro, a dar ordens... No último treino, ouvi: "vai lá, vai treinar, que quando sairmos a mãe dá-te uma prenda que tem no carro!" O miúdo nem quis saber e continuou na dele, sem participar e ignorando o treinador. A senhora continuava a apregoar a tal prenda. A senhora que estava com ela, que me pareceu ser a avó, pergunta: tens uma prenda no carro? E a outra ri e diz: "não, mas ele não sabe. e compro depois o que ele quiser!". Levar as crianças a fazer o que nós queremos porque lhes damos um presente parece-me perigoso para a educação, prometer um presente a uma criança, mentindo-lhe, parece-me uma quebra de confiança no vínculo entre a mãe e a criança. Os miúdos pequenos, estamos a falar de crianças de 3, 4, 5 anos, devem jogar futebol porque lhes dá gozo, porque faz bem, porque têm jeito... não porque as mães querem ser as futuras Donas Dolores. Estar nas bancadas dos treinos de futebol dos mais pequeninos é toda uma experiência sociológica! 

Como um banco do Ikea pode dar divórcio?!

Quando o querido marido o deixa no meio do quarto da filha, depois de lá ter estado à noite quando a filhota acordou. E quando a querida mulher vai buscar a filha de manhã à cama e dá com a canela com tanta força que vê estrelas, chora de dor e diz palavrões... tal é a dor lancinante! Estava lá no cantinho a cadeira que a mãe tinha usado, quando lá esteve também nessa noite, antes do pai... aquele banco não estava lá!! Auch!! 

Uma história da noite muito divertida!

Ontem quando cheguei a casa tinha um presente do Clube do Autor para os meus filhos. À noite, fiz-lhes a surpresa e contei-lhes uma história nova: "Um salto de gafanhoto"! E gostámos todos muito. A história é sobre a amizade e é muito gira e divertida, e está escrita em forma de repetição que funciona muito bem com as crianças. Foi um sucesso lá em casa! Obrigada.



19 de setembro de 2017

Setembro é mês de reinício...

Setembro é mês de reinício... É o mês de estabelecer novas rotinas, novos objectivos... Já aqui partilhei que para mim Setembro é o mês de ano novo, é em Setembro que o ano lá em casa em começa... E entre as actividades lectivas, extra curriculares, novos planeamentos de receitas e ementas, cheguei à conclusão que eu e o meu marido precisamos de sair mais, de conviver mais, de namorar mais... A Francisca já fica com a minha mãe e com a minha cunhada mais velha e temos de aproveitar. É maravilhoso viver para os nossos filhos, para a felicidade e bem estar deles, mas se eu e o pai nos perdermos como casal a família sofre e os miúdos também. E eu e o meu marido precisamos de voltar a viver além dos filhos... Sentimos essa urgência. E vamos começar a fazer mais programas a dois e com amigos! Vamos tentar retomar alguma da nossa vida social. Porque com três filhos pequenos é fácil ficarmos completamente engolidos pelas necessidades, rotinas e programas deles... É preciso esforço, planear, pedir ajuda, arranjar estratégias para termos vida além dos filhos, além de sermos pai e mãe... 

Os lanches da escola

No ano passado, quando o nosso filho mais velho entrou para o 1º ano começámos a aventura dos lanches escolares. Tento ao máximo ir variando sempre com a preocupação dos alimentos e escolhas que faço. Não mando guloseimas, nem sumos e evito mandar bolachas de compra. Regra geral, e porque este filho é um bocado esquisito, mando pão de sementes (que o pai vai comprar à padaria de manhã, ou descongelo bagels de cereais que compro congelados na padaria do Corte Inglês) com fiambre de perú ou manteiga (que ele não gosta de doces, queijo ou manteiga de amendoim) iogurte, fruta e uma garrafa de água. Na escola dão a todos os alunos leite escolar. Às vezes mando bolo de iogurte caseiro, queques caseiros, barras de cereais, cenouras em palito, uma mão de frutos secos... Partilho aqui um artigo do DN sobre este assunto e com algumas receitas. Também podem espreitar este blog, que tem boas sugestões. 





(imagens da Internet)

A professora do meu filho é nossa aliada na alimentação saudável e analisa os lanches dos miúdos com eles. No ano passado dava cores (verde: saudável e vermelho: não saudável) para eles terem noção do que comiam e para tentarem ter uma alimentação equilibrada, mas este ano está a fazer uma corrida. Cada mês é uma maratona e todos os dias recebem um autocolante se o lanche for saudável. Quem mais autocolantes receber no placard ganha a corrida! O meu filho está super entusiasmado. Os autocolantes são com maçãs, pêras e laranjas. É preciso é ser criativo e introduzir bons hábitos, que lhes fiquem para a adolescência e para a vida. Lá em casa, durante a semana não há asneiras e depois nas festas de aniversário deixo-os mais ou menos à vontade... E eles já têm consciência do que é bom, do que faz mesmo mal, do que é preciso comer com moderação...

18 de setembro de 2017

Ementa semanal

Boa semana!!

2ª feira
Jantar: Bifes de perú com arroz de ervilhas

3ª feira
Jantar: Cannelonis com salada

4ª feira
Jantar:  Bacalhau com batata doce e alho francês

5ª feira
Jantar: Rolo de carne com esparregado e batata assada

6ª feira
Jantar: Peixe ao sal

Sábado
A definir...

Domingo:
A definir... 

16 de setembro de 2017

Sexta feira de namoro!

Sexta feira cravámos a minha mãe para cá ficar e nós fomos ao cinema e jantar fora. Adorei o filme, Barry Seal: Traficante Americano! Já tinha visto a apresentação no verão, quando fomos ver o Dunkirk, aproveitando que tínhamos os três filhos no Alentejo, e tinha ficado curiosa. E lá fomos. E tão giro que foi! Gostámos imenso.

Depois, aproveitando que estávamos mesmo ali ao lado fomos experimentar o restaurante da Justa Nobre, que também estava na nossa whish list há algum tempo, mas confesso que ficou aquém das nossas expectativas. Comemos bem, o serviço foi bom, o vinho sugerido era óptimo, mas achámos o preço muito exagerado, extremamente caro. Achámos que não valia o preço cobrado, apesar de estar bastante bom. Mas foi um bom programa a dois. Quando chegámos, perto da meia noite, tínhamos o mais velho acordado a ver a novela com a minha mãe, a Franscica a dormir mo sofá e a o Afonso na nossa cama! Que grande forrobodó! Metemos cada um na respectiva cama, dei um biberão à Kika e fomos dormir. E eles colaboraram e dormiram todos de seguida até de manhã.

95 anos!!

Que maravilha ter uma avó fabulosa que faz hoje 95 anos!! Tão bom, que privilégio ainda pudermos usufruir da sua boa companhia. 95 anos complemente independente e autónoma, ainda cozinha lindamente para nós, ainda se ajoelha para dar banho aos meus filhos e para brincar com eles! Uma grande benção! Uma mulher fora do comum, que tem sempre uma palavra sábia, um carinho ou um ralhete na hora certa!

Um fim de semana... 4 festas!

Este fim de semana é a loucura em termos de festas! Dois lanches, um almoço e um jantar! Duas festas de 7 anos, um almoço de 55 e um jantar de 95! É o que eu digo, somos a família sempre em festa! É sinal de vida e de alegria! O pior vai ser a balança na segunda feira de manhã... Tenho de ter juízo!

15 de setembro de 2017

O meu dia hoje começou às 5 da manhã!

A Francisca acordou e depois só voltou a adormecer perto das 7, hora em que eu tinha de me levantar. Adormeceu ao meu colo num puff. Hoje além de estar cansada tenho o corpo a pedir pão e doces. Não só não durmo como ainda engordo! Não há direito!! Pelo meio, o Afonso também teve pesadelos e o Alexandre também veio para a nossa cama. Que azáfama nocturna! E eu só queria dormir uma noite seguidinha... Temos de voltar para o Algarve, para aquelas duas semanas de férias, onde todos dormiam a noite toda sem interrupções!! Foi tão bom... 

14 de setembro de 2017

20 meses da Francisca!

Ontem com o entusiasmo do novo ano lectivo e com a correria do dia a dia mais um jantar de compadres perdeu-se a data do dia 13... A Francisca fez ontem 20 meses! E que grande que está. Não em tamanho, mas em desenvolvimento. Já fala imenso, diz: mãe, pai, papa, avó, Kika, óó, Eu, não, sim, quero, cocó, água, cão... Diz isto tudo correctamente e depois às vezes fala na linguagem dela, super depressa, que ninguém entende. Come tudo sozinha e ai de quem lhe queira dar de comer. Adora dançar, brinca imenso com carrinhos e bolas, deita as fraldas sujas no lixo e obedece a pequenas ordens/ pedidos: vai arrumar os sapatos no quarto..., é um exemplo. Odeia vestir-se e mudar a fralda, mas adora fotografias e faz pose. Adora brincar aos sons comigo. Geralmente fazemos isto no carro. Eu digo pi-pi-pi imitando uma buzina e ela imita e ri à gargalhada. Faço isto com vários sons. É louca pelos manos, mas não lhe tirem os brinquedos da mão que ela afinfa logo uma dentada. Não deixa pôr ganchos no cabelo (para grande desgosto da mãe). Adora água e estou tramada quando ela descobrir como se abre a torneira do bidé. Quer imitar os irmãos em tudo. É super despachada. Adora baloiços e é a pessoa mais gulosa que eu já vi. Ama gelados. Já sabe adormecer sozinha na cama, comigo ao lado, mas ainda adora beber o biberão da noite ao meu colo enquanto eu conto uma história de boa aos manos. Não liga nenhuma a televisão, mas adora música e dançar. É um castigo para lhe cortar o cabelo, mas gosta de se pentear. Dá abraços bons. É meiga quando quer. Muito meiga. Mas também sabe ser bruta. É a nossa Francisca Patanisca que derrete a educadora e auxiliares quando algum amiguinho chora na hora da sesta e ela leva o indicador ao lábio e faz shiu e diz óó, como eu faço quando ela e os irmãos não se calam... "Shiu. Toca a dormir!" É a miúda do meu coração, a princesa lá de casa que sempre que apanha o skate do irmão salta lá para cima e dá um trambulhão.💗

13 de setembro de 2017

Devem poder escolher ou não? Eu e o pai achámos que sim!

O nosso filho mais velho andou no ano passado na Catequese da nossa paróquia. À porta de casa, uma turma com todos os amigos da escola, que moram por ali também. Não ia muito motivado, mas ia. Mas este ano disse-me que não queria: Oh, mãe, é uma seca e eu não acredito em nada daquilo. Perguntei se ele não acreditava em Deus e ele disse que não. Eu falei da importância de conhecer a religião Católica, que é a fé que praticamos em nossa casa, e que é bom saber a história de Jesus... Mas ele não ficou convencido e disse que não queria ir. E nós pensámos se faria ou não sentido obrigá-lo. E achámos que não. Ele foi no ano passado, fez-nos a vontade, mas nada do que ouviu lhe fez sentido... E pensámos que forçar, obrigar a ir, a ouvir, só o iria afastar ainda mais... Se estamos certos ou não, não sabemos, mas fizemos o que para nós pais fazia sentido. E é assim que tem de ser, não é? Não temos as respostas certas, apenas a vontade de fazer o que achamos melhor para os nossos filhos.

E já temos vencedora!

Obrigada a quem participou! E obrigada ao Clube do Autor por esta parceria!



A vencedora do passatempo foi a Ana F., com a seguinte participação:

"Quem tem filhos sabe bem
há sempre tanto para fazer
mas nem sempre sabemos
pôr as famílias a mexer!

É por isso que este livro
do clube do Autor
dá uma grande ajuda
é um belo tutor!

Eu quero o meu exemplar
Para com os meus filhos brincar
Ninguém nos vai parar
Vão ser brincadeiras a dobrar!"



Conversas com o meu filho mais velho

A pé, a caminho da escola. Está um funcionário da junta a varrer o chão. Ele diz que aquele trabalho é mau. Coitado do senhor. Eu concordo com ele, é um trabalho duro, ao vento, ao frio, chuva ou calor, mas muito necessário para as nossas estarem limpas. 

E ele diz: espero que lhe paguem muito bem. Eu digo que infelizmente nem por isso... 
Ele pergunta o valor. Eu não sei ao certo, mas digo um número aproximado. Ele acha muito dinheiro, claro. Não tem noção. Mas depois pergunta quanto eu ganho. Lá lhe digo, apesar de não gostar muito dessa conversa. 

Ele depois pergunta se me pagam aos poucos todos os dias. Eu digo que não. Que pagam tudo junto no fim do mês. 
E ele diz: e se não fizeres bem o teu trabalho? 
Eu digo que recebemos sempre o valor acordado. 
Ele diz que não faz sentido nenhum. 
Eu explico que nós somos pessoas, não somos máquinas, damos todos os dias o nosso melhor, mas há dias que correm melhor, outros pior... tal como ele na escola, uns dias porta-se melhor outro pior... 

Mas ele continuou a achar estranho receber dinheiro por um trabalho mal feito! O mundo visto pelos olhos das crianças é incrível... 

Filho grande começou hoje o 2º ano!

Ia contente e confiante! Fomos todos levá-lo. O pai ajudou-o a levar o material para a sala de aula.  A mãe escondeu um bilhetinho no estojo! Que tenhas um ano muito feliz, filho grande do meu coração.

12 de setembro de 2017

E é isto!! Mãe sofre!

Num café. Eu e o meu filho mais velho.
Empregada: O que é que vai ser menina?
Eu faço o meu pedido
Empregada: Aqui tem menina?
Eu recebo o meu pedido
Empregada: Obrigada, menina.
Afastamo-nos. Diz o meu filho muito indignado, quase ofendido com a rapariga: Oh, mãe, tu não és menina! Porque é que ela te chamou menina?! Tu és senhora! Tu és mãe!
E eu ri... E lá lhe expliquei que era uma maneira simpática de tratar, mas ele achou um grande disparate! 

Reunião de apresentação do 2º ano!

E quase que me apeteceu abraçar e beijocar a professora do meu filho! Apesar de não ser efectiva na escola concorreu para lá como 1ª opção, com o desejo de continuar com a mesma turma, e conseguiu! O agrupamento também desejava que isto acontecesse e aconteceu! Gostámos tanto dela, o meu filho e os colegas também, correu tudo tão bem que foi uma enorme alegria saber que ela vai dar continuidade ao trabalho que fez no ano passado. E contou-nos que no verão fez um curso de meditação para fazer com os alunos e que vai pôr em prática depois do intervalo de almoço, que este ano será de 2 horas devido à diminuição da carga lectiva, e que os deixará bastante excitados. Foi bom revê-la, ouvi-la com a sua calma e saber que o meu filhote vai estar em óptimas mãos. Quando soubemos que ela tinha sido colocada (lista do ministério) fiz uma festa e já sabia que o meu filho ia ficar feliz. É uma professora exigente, mas meiga, calma, que conquistou os alunos e os levou mais além. É mãe e compreensiva, sabe impor limites e regras e preocupa-se com eles. Faz jogos com os lanches de modo a promover uma alimentação saudável e está sempre disponível para pais e alunos. Espero que tudo corra da melhor forma na sala de aula e fora dela. Há quem fale mal da escola pública, mas eu só tenho a dizer bem. E olhem que sou exigente e atenta e como todas as mães só quero o melhor para os meus filhos! O regresso é já amanhã!! 

O novo craque do Benfica!

Os meus filhos adoram futebol, adoram jogar à bola e adoram o Benfica! O filhote grande entrou para as escolinhas do Benfica aos 3 anos e lá andou até ter ido para o 1º ano e os horários não serem compatíveis. Além disso, tinha futsal na escola e futebol nos intervalos. E como já andava na natação e no piano já bastava de actividades. Nesta rentré estreou-se o pequeno Afonso nas escolinhas do Benfica. Estava cheio de vontade de começar e começou em grande!


Como ele é tímido receámos que não entrasse à vontade em campo, que ficasse com vergonha, mas surpreendeu.nos e parecia que sempre lá tinha andado. Entrou, ouviu o mister, obedeceu, jogou e foi muito feliz!! Estes treinos funcionam bem, são super organizados e dão uma boa noção de espírito de equipa e regras aos miúdos. Mais do que ensinar a jogar à bola, ensina o que é o grupo, o respeito pelo outro... Acho que é mais uma ajuda no crescimento deles. E a felicidade do meu filho no fim do treino vale ouro! E sei que o futebol o vai ajudar a sociabilizar num grupo que não é a família nem a escola, vai dar-lhe confiança e auto-estima! E eu vou estar nas bancadas a dizer adeus! Cheia de orgulho do meu filho, não pelos golos, não para ele ser um futuro Ronaldo, mas por vê-lo feliz a fazer uma coisa que lhe dá imensa alegria!

Esta foi fez relembrar as más noites de antigamente...

Já não estava preparada para voltar a ter noites em claro. Esta noite foi terrível. O pequeno Afonso anda na fase dos sonhos maus e dos pesadelos e acorda todas as noites para ir para a nossa cama. O Alexandre foi todo comido pelas melgas e estava cheio de comichões e foi para a nossa cama... Eu e o pai revezámo-nos com a Francisca, que queria água, queria bolachas, queria conversa... não queria dormir. Foi mesmo duro. Nem 3 horas devo ter dormido. Sinto que me passou um camião por cima... Já bebi um café, já entornei um em cima da secretária, em cima dos meus papéis mal cheguei ao escritório... E estou a sonhar com a minha cama, só para mim... Mas até lá chegar, entre trabalho, compra de material escolar e natação com os mais velhos... Tenham um bom dia!

11 de setembro de 2017

Ementa semanal

Boa semana!!

2ª feira
Jantar: Empadão de pescada, daqui.

3ª feira
Lasanha com salada

4ª feira
Jantar: Arroz de peixe, daqui.

5ª feira
Jantar: Bife grelhado com batatas salteadas e feijão verde cozido

6ª feira
Jantar: Caril de pescada e espinafres com arroz basmati

Sábado
Jantar de anos da bivó!

Domingo:
A definir... 

O Afonso pediu um bolo para levar para os amigos!

O Afonso pediu um bolo para levar para os amigos e eu falei com a educadora que deu o seu ok. O Afonso disse que queria um bolo de iogurte e banana e eu adaptei esta receita, juntando uma banana esmagada. Ontem fizemos o bolo e hoje o Afonso levou-o, feliz e contente, para partilhar com os amigos!
A decoração ficou a cargo do Afonso!

Quadro de Recompensas

No início deste novo ano vamos usar este quadro de recompensas, que está hoje à venda no Lidl. Já li bastante sobre a eficácia ou não destes quadros, há quem diga que perde o efeito ao fim de pouco tempo, mas como é pelo incentivo positivo penso que podem ser uma ajuda. 

Um jantar de domingo que é sempre um sucesso!


Pizza de queijo e fiambre!  A massa é receita do livro base da Bimby e sai sempre bem! E os miúdos adoram.

7 de setembro de 2017

Setembro é mês de livros!

E este blogue, em parceria com o Clube do Autor, tenho um exemplar do livro "Toca a Mexer" para vos oferecer! 


Toca a Mexer pretende ajudar os pais a maximizar os períodos cruciais de desenvolvimento do cérebro durante os primeiros anos de vida das crianças e apresenta várias actividades para potenciar as capacidades cognitivas, físicas e sociais do mais novos. Ao longo das suas páginas encontramos dezenas de ilustrações dos exercícios sugeridos, de ideias para estimulação visual, massagens e diversos jogos de actividades. Toca a Mexer é da autoria de Margaret Sassé, uma das mais reputadas especialistas em desenvolvimento infantil e autora de vários livros.

Para participar só têm de enviar uma frase com as palavras mexer, filhos e clube para o e-mail do blogue (vidasdanossavida@gmail.com). Sejam criativos, seguidores do blog e façam like no FB do Clube do Autor

Participem no passatempo e Toca a Mexer! A frase mais gira que eu receber no email até Domingo ganha um exemplar! Boa sorte!

O regresso da Francisca à escolinha...

Mudou do berçário para a creche, manteve uma auxiliar, mudou de sala e ganhou um recreio, de onde vê o mano Afonso. Já não tem cama de grades, mas um catre para dormir. Fica sempre a chorar, mas quando a vou buscar está sempre bem disposta a brincar. Claro que custa deixá-la a chorar, custa sempre deixar um filho a chorar, desprendê-lo de nós, porque nestas alturas ainda se agarraram mais a nós, como uma lapa ao calor do nosso corpo... Custa, mas não faço drama, e depois do beijinho grande e do "até logo, a mãe já vem" acho que o melhor é sair rápido e não prolongar o sofrimento. Porque depois eles ficam bem. Ela fica bem. Recebe colo e mimo e beijinhos. Não são os meus nem os do pai. Mas são de pessoas que eu conheço há muitos anos e que há muitos anos mimam os meus filhos na minha ausência... E mimam com muito amor, um amor que vejo todos os dias quando os deixo e os vou buscar e que lhes fica guardado no coração, como eu vejo no meu filho e em tantas crianças mais velhas que continuam a considerar a escolinha uma segunda casa, onde recebem colo, mimos e beijos sempre que lá vão!

Para o Ikea não podemos ter mais de 2 filhos...

Estou a registar-me no site e a fazer o meu perfil e na opção de número de filhos vem 0, 1 ou 2! E quem tem mais?? Achei isto um bocado estranho... 

6 de setembro de 2017

Da minha constante tentativa de organização

Já aqui partilhei convosco que a maternidade me obrigou a ser mais organizada, e quanto mais filhos tinha, mais necessidade tinha de me organizar para não me perder na loucura das semanas. Tenho 3 filhos pequenos e entre escolas, actividades, supermercados e birras tenho muito com que me entreter. E, de facto, acho que com algumas rotinas tenho conseguido que a nossa vida familiar não seja um caos tão grande… E há pequenas atitudes que adoptei que me ajudam imenso:


- Ementas semanais – faço as ementas ao fim-de-semana e abasteço o frigorífico e o congelador para toda a semana. Só as frutas e legumes vou comprando a meio da semana, num mercadinho que tenho perto de casa.

- Penso logo nos lanches (manhã e tarde) que tenho de mandar para o filho mais velho e compro o que é preciso. 


- Tenho um quadro afixado na cozinha com as actividades dos miúdos para saber onde tenho de os levar e para saber que material tenho de preparar de véspera. Nesse quadro estão também as actividades desportivas das escolas para não me esquecer de os mandar de fato de treino nesse dia.


- Preparo toda a roupa e mochilas de actividades de véspera, assim como a mesa do pequeno-almoço que fica logo posta assim que arrumo a cozinha, depois do jantar. Também deixo a descongelar o que é preciso para o dia seguinte. 


- Convites para as festas de anos (e são tantoooooos!!!) são afixados no frigorífico e automaticamente anotados na agenda digital. Eu e o meu marido partilhamos um calendário do google, acessível no telemóvel e no computador, e temos as agendas cruzadas, o que faz com que saibamos sempre o que é que está previsto para aquele dia e, assim, não sobrepomos eventos.


- Organizámos o nosso orçamento familiar para poder ter ajuda doméstica. E é o dinheiro mais bem empregue!! A nossa querida S. vai todos os fins de tarde e trata da casa, roupas, adianta jantares e fica-me com a Francisca (ou outro) para eu não ter de a levar a reboque para a natação, futebol, médicos e afins! É uma ajuda maravilhosa e que me alivia muito o final da tarde. Em vez de estar fechada na cozinha estou focada nos meus filhos, seja a levá-los a actividades, a ajudar com os trabalhos de casa do mais velho, a dar banhos ou a fazer brincadeiras... Foi já uma opção que tomámos há 3 anos e que tem sido muito importante para a nossa qualidade de vida familiar.

- Como o meu marido chega mais tarde do trabalho, todas as rotinas da tarde são asseguradas por mim. Se há dias em que tenho reuniões ou outros compromissos organizamo-nos e ele consegue orientar as coisas no trabalho para estar disponível. Se não for mesmo possível peço à minha mãe ou a uma das minhas cunhadas, que é uma segunda mãe para mim.

E depois adaptamo-nos aos imprevistos que surgem...  às viroses dos filhos, aos nossos problemas no trabalho e às trocas que a vida nos dá e que nos obriga a reajustar os dias. Mas estando tudo mais ou menos orientado é muito mais simples. 

E por aí? Têm boas dicas para este novo ano que começa em Setembro?

Setembro é mês de mochila nova...

... Para eu levar para o ginásio!!

Que já faz um ano que me inscrevi e tenho sido uma aluna muito assídua e tenho cumprido bem o meu plano de treinar 3 vezes por semana. Claro que nas férias não fui e ao longo do ano tive semanas de trabalho mais complicadas que me impediram de ir, mas regra geral cumpri. E sabe-me tão bem. Faz bem ao corpo e à mente. As minhas aulas preferidas são as de Bum Bum Brasil com música Funky, daquela mesmo fatela que é super divertida para as aulas de grupo e que depois me permite marcar pontos com o meu filho mais velho: "conheces essa música, mãe?!! Uau!!!!"

5 de setembro de 2017

Candice Renoir

Conheci a Candice Renoir quando estava de licença de maternidade da Francisca e a série passava na RTP 2. Agora está a dar (e a repetir) no AXN e no dia 7 estreia a nova temporada! Sou fã desta personagem! É uma daquelas séries mesmo ligeiras e boas para passar o tempo. E a Candice é maravilhosa!! 



Um, dois, três... já estão todos na escola!

A primeira a entrar para a creche foi a Francisca Patanisca. Estranhou um bocado apesar de conhecer bem o espaço e de manter a auxiliar que ela adorava. Chorou um bocadinho quando a deixei nos primeiros dias, mas sempre que cheguei estava feliz a brincar! Fez a adaptação começando a ir menos horas nos primeiros dois dias até que ontem já ficou até às 17h30. Hoje foi a vez dos manos regressarem à escola! O mais velho para já está apenas no CAF e o Afonso ia todo feliz e vaidoso para a escolinha. Estamos mesmo no regresso às rotinas, ao mapas das actividades, à gestão dos lanches e das ementas semanais. Estamos a despedir-nos do Verão e a regressar à rotina. E eu gosto, não faço parte da percentagem (enorme, por sinal, vi eu nas notícias) que deprime depois das férias. Adoro estar de férias, mas também gosto da sensação de ano novo que Setembro traz... 

A leitura no 2º ano do 1º ciclo

Li este artigo e fez-me todo o sentido. Senti isso com o meu filho mais velho ao ler o livro do Geronimo Stilton, ou seja, ele desmotivou-se. Como se lê no artigo: "O seu ritmo de leitura e escrita é, claramente, insatisfatório, relativamente aos seus interesses e à sua capacidade de compreensão. Os livros que consegue ler são muito infantis para o seu gosto e para os seus interesses e os que poderiam interessar-lhe são difíceis para o ritmo e velocidade da sua leitura A criança resiste… e, com frequência, desiste!" E agora, depois de ler este artigo, eu vou dando um empurrão na leitura. Ele lê uma ou duas páginas, no ritmo dele, e depois eu leio mais duas ou três e assim ele não demora tantos dias a ler um livro. Quando foi do Geronimo Stilton ele perdeu o ritmo à história e desinteressou-se... Assim, se eu for dando um "empurrão" na leitura o livro avança mais depressa e a história não fica perdida... e não corremos o risco dele demorar 3 meses a ler um livro, sendo certo que ou desmotiva e para a meio ou quando chegar ao fim já nem se lembra do que leu. Para já, penso que este empurrão é óptimo. E ainda bem que li este artigo.

4 de setembro de 2017

Material escolar!

Tal como nos últimos anos tem acontecido, a minha Junta de Freguesia vai dar o material escolar aos alunos do Jardim de Infância e do 1º ciclo das escolas públicas do agrupamento. É uma grande ajuda para muitas famílias. E o material é de boa qualidade. São as coisas básicas, mas está lá tudo o que os miúdos precisam para a escola, e é menos uma despesa. E se para mim é um bónus, tenho a certeza que para muitas famílias pode fazer a diferença! 

Ementa semanal

Boa semana!

2ª feira
Jantar: Polvo à lagareiro com batata doce e feijão verde cozido

3ª feira
Jantar: Crepes de frango com salada, receita aqui.

4ª feira
Jantar: Bacalhau com alho francês à Brás com salada

5ª feira
Jantar: Almôndegas com leite de coco e esparguete integral, receita aqui

6ª feira
Jantar: Salada russa de atum

Sábado: Sobras / a definir
Domingo: Sobras / a definir

Dia 4 de Setembro💓

Hoje o céu está em festa. É o aniversário do meu querido, doce e único avô Zé. Tantas saudades, gostava tanto dele, mas tanto... E ele de mim... Já está quase a fazer 4 anos que o meu querido morreu, tanta coisa aconteceu entretanto, nasceu o Afonso, nasceu a Francisca... Querido avô, continue a olhar por nós... Tenho saudades suas e nunca o esquecerei.💓